O que é a uncoartrose cervical, principais sintomas e tratamento

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
janeiro 2020

A uncoartrose é uma condição que resulta de alterações causadas por uma artrose na coluna cervical, em que os discos intervertebrais vão perdendo a sua elasticidade devido à perda de água e nutrientes, tornando-se cada vez mais finos e menos resistentes aos movimentos, o que facilita a sua rutura.

Estas alterações que surgem nos discos intervertebrais, provocam reações ósseas nas vértebras adjacentes, levando à formação de bicos de papagaio, que é uma espécie de defesa do organismo que faz crescer o osso com o objetivo de tornar a coluna vertebral mais forte.

Este osso "extra" tende a fundir as vértebras, pressionando regiões delicadas da coluna, como a medula espinhal e os nervos, causando hipertrofia dos ligamentos e das outras articulações da coluna vertebral.

Quais os sintomas

Os sintomas mais comuns que podem manifestar-se em pessoas com uncoartrose cervical são dor, formigamento nos braços, fraqueza muscular e tremores e dificuldade para mexer o pescoço, devido à perda da amplitude articular na região cervical

Possíveis causas

As causas que podem estar na origem da uncoartrose cervical são fatores genéticos e hereditários, ocorrência de lesões na região, uso de cigarro, avançar da idade, ter alguma ocupação ou hobbie que envolva movimentos repetitivos ou trabalhos pesados ou ter peso excessivo, que pode colocar pressão extra na coluna, resultando em desgaste precoce.

Em que consiste o diagnóstico

Para fazer o diagnostico da doença, o médico pode realizar um exame físico e fazer algumas perguntas à pessoa, para perceber quais os sinais e sintomas de que ela se queixa.

Além disso, pode ainda recorrer a exames como raio X, tomografia computadorizada, ressonância magnética ou eletromiograma, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Geralmente, o tratamento é realizado com medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares, podendo ainda ser complementado com suplementos de sulfato de glucosamina e sulfato de condroitina, que vão ajudar a fortalecer as articulações. Saiba como funciona a glucosamina e a condroitina e como tomar.

Além disso, a pessoa deve repousar o máximo tempo possível e o médico pode ainda recomendar sessões de osteopatia ou fisioterapia. Além disso, a prática de exercício físico moderado também pode ser bastante benéfica, desde que feita sob orientação de um profissional qualificado, como fisioterapeuta, professor educação física, fisiatra.

Em casos mais graves, em que haja compressão sobre a medula ou raízes nervosas, o médico pode recomendar a realização de uma cirurgia, de forma a liberar essas estruturas nervosas e a estabilizar a coluna vertebral.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em janeiro de 2020. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em janeiro de 2020.

Bibliografia

  • KUSHCHAYEV, Sergiy et al. ABCs of the degenerative spine. Insights Imaging. 9. 253–274, 2018
  • SOCIEDAD ESPAÑOLA DE REUMATOLOGÍA. Artrosis Cervical. 2017. Disponível em: <https://inforeuma.com/wp-content/uploads/2017/04/52_Artrosis-Cervical_ENFERMEDADES-A4-v03.pdf>. Acesso em 29 mar 2022
Mostrar bibliografia completa
  • HOSPITAL CLÍNICO UNIVERSITARIO DE VALLADOLID. CERVICOARTROSIS. Disponível em: <https://unitia.secot.es/web/manual_residente/CAPITULO%2066.pdf>. Acesso em 29 mar 2022
  • SOCIEDAD ESPAÑOLA DE RADIOLOGÍA MÉDICA. Columna degenerativa: un reto difícil de afrontar para el residente. Importancia de la unificación de criterios y sistemática para la elaboración de un informe radiológico con resonancia magnética (RM). . Acesso em 29 mar 2022
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.