Como tirar manchas de espinhas do rosto

As manchas deixadas pelas espinhas são escuras, arredondadas e podem permanecer por muitos anos, afetando especialmente a auto-estima e prejudicando a interação social.

Este tipo de manchas geralmente surge devido ao aumento da melanina na epiderme, o que pode acontecer após espremer uma espinha, quando existe exposição prolongada ao sol ou devido a intensas alterações hormonais.

As pessoas mais afetadas pelo surgimento das manchas de espinhas são as que possuem a pele mais morena ou pele negra, e estas manchas não clareiam sozinhas, necessitando de algum tratamento para uniformizar o tom da pele.

Como tirar manchas de espinhas do rosto

O ideal é sempre consultar um dermatologista para saber qual o tratamento, ou os tratamentos, mais adequados. No entanto, geralmente incluem:

1. Fazer esfoliação e hidratação diária da pele

Usar um bom esfoliante ajuda a remover as células mortas, preparando a pele para uma maior absorção do produto que será aplicado a seguir. Uma boa receita caseira é misturar:

Ingredientes:

  • 1 embalagem de iogurte natural;
  • 1 colher (de sopa) de fubá.

Modo de preparo:

Misturar os ingredientes e aplicar sobre a pele lavada, esfregando levemente em toda a área com movimentos circulares. Pode-se usar um pedaço ou disco de algodão para não ressecar os dedos. Depois, deve-se lavar o rosto com água e sabonete hidratante e, a seguir, pode-se aplicar uma máscara facial clareadora, deixando agir por alguns minutos.

2. Usar produtos despigmentantes ou clareadores da pele

O dermatologista poderá indicar o uso de um creme, gel ou loção clareadora, contendo algum dos seguintes ingredientes:

  • Ácido kójico que tem uma ação suave sobre a pele e não causa irritação, mas demora de 4 a 8 semanas para notar seus benefícios, e o tratamento pode demorar até 6 meses.
  • Ácido glicólico é mais indicado para fazer um peeling removendo a camada mais externa da pele,
  • Ácido retinóide pode ser usado como forma de prevenir novas manchas na pele;
  • Hidroquinona também pode ser indicada, mas é indispensável o uso de filtro solar durante o tratamento para evitar um agravamento das manchas escuras na pele, como por exemplo Clariderm, Claripel ou Solaquin.

Estes ácidos também podem ser encontrados em concentrações maiores para uso em forma de peeling, que consiste em remover a camada mais externa da pele, favorecendo a formação de uma nova camada nova e sem manchas. Veja como é feito o peeling e os cuidados que deve ter.

3. Realizar tratamentos estéticos

Os tratamentos estéticos, como luz pulsada e laser, também ajudam a uniformizar o tom da pele e, apesar de serem mais caros, conferem melhores resultados em menos tempo. O resultado é progressivo, sendo recomendado fazer cerca de 5 a 10 sessões seguidas, com intervalo de 1 semana para notar a diferença no antes de depois.

4. Manter cuidados diários essenciais

É indispensável usar protetor solar todos os dias para impedir os efeitos nocivos do sol na pele, o ideal é usar um protetor que seja apropriado para o rosto e que não tenha uma formulação oleosa, que pode provocar ainda mais acne.

Também é aconselhado manter a pele sempre bem hidratada e nutrida, comendo diariamente alimentos ricos em vitamina E, como amêndoa e castanha do pará. O suco de cenoura com laranja também é uma boa opção porque contém betacaroteno, precursor da vitamina A que ajuda na restauração da pele. Veja uma lista mais completa de alimentos ricos em vitamina E e alimentos ricos em betacaroteno.

Confira mais dicas neste vídeo:

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: