Tretinoína (ácido retinóico): para que serve e como usar

Revisão clínica: Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
maio 2021

A tretinoína, também conhecida como ácido retinóico, é uma substância derivada da vitamina A, que é muito utilizada na forma de creme para reduzir manchas, suavizar rugas e tratar a acne. Este tipo de creme é capaz de melhorar a qualidade do colágeno da pele, aumentando a firmeza, diminuindo a oleosidade e melhorando a cicatrização da pele.

O creme com tretinoína pode ser comprado em farmácias, em doses que podem variar entre 0,01% a 0,1%, indicadas na receita do dermatologista, de acordo com as necessidades para o tratamento de cada pessoa. Além disso, o ácido retinóico pode ser utilizado para a realização de peeling químico nas concentrações entre 1 e 5%, para esfoliação da pele que irá se multiplicar em uma nova camada mais saudável.

Além disso o ácido retinóico pode ser comprado pronto na farmácia, com nomes comerciais como Vitacid, Suavicid ou Vitanol A, por exemplo, além de poder ser manipulado em farmácias próprias.

Para que serve

Algumas das principais indicações Ácido retinóico incluem o tratamento de:

  • Acne;
  • Manchas escuras;
  • Sardas;
  • Melasma;
  • Flacidez ou aspereza da pele;
  • Suavizar rugas;
  • Cicatrizes da acne;
  • Estrias recentes;
  • Cicatrizes ou irregularidades na pele.

O Ácido retinóico pode ser usado sozinho ou em associação com outras substâncias que podem potencializar o seu efeito, como Hidroquinona ou Fluocinolona acetonida, por exemplo.

É importante lembrar que doses elevadas do Ácido retinóico em comprimido pode ser utilizado como quimioterapia, indicada pelo oncologista, no tratamento de alguns tipos de câncer, como da medula óssea e do sangue, já que em doses bastante elevadas pode ter a capacidade de causar a morte das células cancerígenas.

Como usar

Os efeitos do Ácido retinóico, ou Tretinoína sobre a pele podem ser adquiridos das seguintes formas:

Antes e depois do tratamento com ácido retinóico
Antes e depois do tratamento com ácido retinóico

1. Uso tópico

É a principal forma de se usar o Ácido retinóico é na sua apresentação em creme ou gel, nas doses entre 0,01 a 0,1%, para ser usado no rosto ou no local indicado pelo dermatologista, 1 a 2 vezes por dia.

Deve ser aplicada uma camada fina de creme ou gel, massageando suavemente, após ter lavado o rosto com água e sabão e ter secado suavemente com uma toalha limpa.

2. Peeling químico

O Ácido retinóico pode ser usado em tratamentos com peeling químico, em clínicas de estética ou com o dermatologista, pois é um tratamento que leva a esfoliação da camada mais superficial da pele, permitindo o crescimento surgimento de uma pele nova mais macia, lisa e uniforme.

O peeling químico é um tratamento mais profundo que leva a resultados mais rápidos e visíveis que os cremes. Entenda como é feito e quais os benefícios do peeling químico.

Efeitos colaterais

O Ácido retinóico pode apresentar algumas desvantagens e efeitos não desejados, e alguns dos mais comuns incluem:

  • Vermelhidão no local da aplicação;
  • Esfoliação da pele, conhecida popularmente como "despelar" ou "esfarelar";
  • Sensação de ardência ou picadas no local da aplicação;
  • Ressecamento da pele;
  • Surgimento de pequenos caroços ou manchas na pele;
  • Inchaço no local da aplicação.

Na presença de sintomas intensos, é orientado a descontinuação do uso e consultar-se com o dermatologista, para avaliar a necessidade de mudança da dose ou do produto utilizado.

Além disso, os efeitos colaterais podem surgir com mais facilidade quando se usa concentrações mais altas do medicamento, como o creme de 0,1%.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Manuel Reis - Enfermeiro, em maio de 2021. Revisão clínica por Marcelle Pinheiro - Fisioterapeuta, em maio de 2021.
Revisão clínica:
Marcelle Pinheiro
Fisioterapeuta
Formada em Fisioterapia pela UNESA em 2006 com registro profissional no CREFITO- 2 nº. 170751 - F e especialista em dermatofuncional.