Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alimentos ricos em vitamina E

Os alimentos ricos em vitamina E são principalmente os frutos secos e os óleos vegetais, como o azeite ou o óleo de girassol, por exemplo.

Esta vitamina é importante para fortalecer o sistema imunológico, principalmente em adultos, já que tem forte ação antioxidante, evitando o dano causado pelos radicais livres nas células. Dessa forma, esta é uma vitamina essencial para aumentar a imunidade e evitar infecções, como a gripe.

Existem ainda algumas evidências de que boas concentrações de vitamina E no sangue estão relacionadas com a redução do risco de doenças crônicas, como diabetes, doenças cardiovasculares e até câncer. Entenda melhor para que serve a vitamina E.

Alimentos ricos em vitamina E

Tabela de alimentos ricos em vitamina E

A tabela a seguir traz a quantidade de vitamina E presente em 100 g dos alimentos fontes dessa vitamina:

Alimentos (100 g)Quantidade de vitamina E
Semente de girassol52 mg
Óleo de girassol51,48 mg
Avelã24 mg
Óleo de milho21,32 mg
Óleo de canola21,32 mg
Azeite12,5 mg
Castanha do Pará7,14 mg
Amendoim7 mg
Amêndoa5,5 mg
Pistáchio 5,15 mg
Óleo de fígado de bacalhau3 mg
Nozes2,7 mg
Marisco2 mg
Acelga1,88 mg
Abacate1,4 mg
Ameixa seca1,4 mg
Molho de tomate1,39 mg
Manga1,2 mg
Mamão1,14 mg
Abóbora1,05 mg
Uva0,69 mg

Além destes alimentos, muitos outros contêm vitamina E, mas em quantidades mais reduzidas, como brócolis, espinafre, pera, salmão, sementes de abóbora, repolho, ovos amora, maçã, chocolate, cenoura, banana, alface e arroz integral.

Que quantidade de vitamina E se deve comer

As quantidades recomendadas de vitamina E variam de acordo com a idade:

  • 0 a 6 meses: 4 mg/dia;
  • 7 a 12 meses: 5 mg/dia;
  • Crianças entre 1 e 3 anos: 6 mg/dia;
  • Crianças entre 4 e 8 anos: 7 mg/dia;
  • Crianças entre 9 e 13 anos: 11 mg/dia;
  • Adolescentes entre 14 e 18 anos: 15 mg/dia;
  • Adultos com mais de 19 anos: 15 mg/dia;
  • Grávidas: 15 mg/dia;
  • Mulheres a amamentar: 19 mg/dia.

Além da alimentação, a vitamina E também pode ser obtida através do uso de suplementos nutricionais, que devem sempre ser indicados por um médico ou nutricionista, segundo as necessidades de cada pessoa.

Bibliografia >

  • COZZOLINO Silvia. Biodisponibilidade de nutrientes. 4º. Brasil: Manole Ltda, 2012. 365-385.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem