Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Acne neonatal: o que é e como tratar as espinhas no bebê

A presença de espinhas no bebê, conhecidas cientificamente como acne neonatal, é resultado de uma alteração normal na pele do bebê causada principalmente pela troca de hormônios entre a mãe o bebê durante a gestação, o que leva à formação de pequenas bolinhas vermelhas ou brancas no rosto, testa, cabeça ou costas do bebê. 

As espinhas no bebê não são graves nem causam desconforto e raramente precisam de tratamento, desaparecendo após 2 a 3 semanas após o seu surgimento. Porém, em qualquer caso, deve-se consultar o pediatra para que ele indique os cuidados necessários para facilitar a eliminação das espinhas.

Acne neonatal: o que é e como tratar as espinhas no bebê

Principais causas

Ainda não se sabe ao certo quais as causas específicas que estão na origem do surgimento das espinhas no bebê, mas pensa-se que pode estar relacionado com a troca de hormônios entre a mãe e o bebê durante a gestação.

Geralmente, as espinhas são mais frequentes no recém-nascido com menos de 1 mês, no entanto, em alguns casos, também podem surgir até aos 6 meses de idade.

Caso as espinhas surjam após os 6 meses, é indicado consultar o pediatra para avaliar se existe algum problema hormonal e, assim, seja iniciado o tratamento adequado.

Como tratar as espinhas no bebê

Normalmente não é necessário realizar qualquer tipo de tratamento para as espinhas do bebê, já que desaparecem após algumas semanas, sendo apenas recomendado que os pais mantenham a pele do bebê bem limpa com água e sabão de pH neutro adequado.

Alguns cuidados que reduzem a vermelhidão da pele que surge devido às espinhas são:

  • Vestir o bebê com roupas de algodão adequadas à estação do ano, evitando que fique muito quente;
  • Limpar a saliva ou leite sempre que o bebê golfa, evitando que seque na pele;
  • Não utilizar produtos para acne vendidos na farmácias, pois não estão adaptados para a pele do bebê;
  • Evitar espremer as espinhas ou esfregá-las durante o banho, pois pode piorar a inflamação;
  • Não passar cremes oleosos na pele, especialmente no local afetado, porque provoca aumento das espinhas.

Nos casos mais graves, em que a acne no bebê demora mais de 3 meses para desaparecer, é recomendado voltar ao pediatra para que ele avalie a necessidade de iniciar o tratamento com algum remédio.

Veja outras causas de vermelhidão na pele do bebê.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem