Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Conheça o tratamento do Esôfago de Barret

O tratamento para o Esôfago de Barret deve ser indicado pelo gastroenterologista, e pode ser feito usando medicamentos que diminuem a acidez no estômago, como antiácidos por exemplo, e através de uma dieta adequada, que evite a azia e as digestões difíceis.

Quando o tratamento através de remédios e dieta não são suficientes, pode ser necessária a realização de cirurgia, como a cirurgia anti-refluxo, onde é construída uma nova válvula mais forte, usando uma porção do estômago.

Em casos mais graves, onde existe as chances de câncer, pode ser necessária a realização de cirurgias mais complexas, onde o revestimento interno do esôfago pode ser removido, ou pode ser removida parte ou todo o esôfago.

Alimentação para ajudar no tratamento

A alimentação pode ajudar no tratamento refluxo e do Esôfago de Barret, sendo recomendado:

  • Fazer uma dieta pobre em gorduras e pobre em alimentos de difícil digestão ou apimentados, como feijoada, churrasco ou salgadinhos, pois são alimentos que ficam mais tempo no estômago, causando má digestão e azia e aumentando as chances de refluxo;
  • Evitar bebidas com gás, como água com gás ou refrigerantes, pois aumentam as chances de refluxo, aumentando a produção de gases e agredindo a parede do estômago;
  • Se for sensível, deve evitar café e a chás com cafeína como chás mate ou preto, pois podem causar mal estar;
  • Evitar tomar líquidos durante as refeições para o estômago não ficar muito cheio;
  • Esperar pelo menos 1 hora antes de ir deitar depois de comer, para facilitar a digestão.

Outra dica importante na alimentação é comer devagar e mastigar bem os alimentos, pois este cuidado facilita a digestão e pode ajudar a prevenir o refluxo. Saiba mais sobre o que alimentos causam azia em alimentação para evitar azia.

Entenda o que é Esôfago de Barret

No Esôfago de Barret, o esôfago ao longo do tempo transforma-se, ficando parecido com o revestimento do estômago e intestino, o que faz com que o esôfago seja capaz de se proteger contra a acidez do estômago.

Esta doença, aparece geralmente quando existe refluxo gastroesofágico, onde há o retorno do conteúdo do estômago para o esôfago em direção à boca, pois a válvula que controla a passagem de alimentos encontra-se enfraquecida.

O Esôfago de Barret não tem cura, porém o tratamento pode ser feito com o uso de remédios, alimentação adequada ou cirurgia, e quando não tratado com antecedência, pode provocar úlceras ou câncer no esôfago.

Sintomas do Esôfago de Barret

Os sintomas incluem refluxo gástrico, como azia, sabor ruim na boca, má digestão, sensação de queimação, tosse, rouquidão e dor e inflamação na garganta.

Principais sintomas do Esôfago de BarretPrincipais sintomas do Esôfago de Barret

Diagnóstico do Esôfago de Barret

O diagnóstico do Esôfago de Barret é feito através de endoscopia, um exame no qual é inserido um tubo da boca e que permite a observação do revestimento do esôfago. Veja mais sobre como é feita a endoscopia.

Além disso, o medico também pode pedir a realização de uma biópsia ao esôfago, outro exame que pode ser feito durante a endoscopia, onde é realizado um pequeno procedimento para recolher uma pequena amostra do esôfago, que depois é analisada pelo médico e em laboratório. Este exame é apenas realizado quando a endoscopia mostra alterações na parede do esôfago, e serve para confirmar se existem modificações nas células do esôfago.

Outro exame que pode ser usado no diagnóstico do Esôfago de Barret, é o exame Cytosponge, que consiste em engolir uma cápsula que contém uma espécie de esponja em seu interior e que está presa a um fio. Ao chegar ao estômago, a esponja entra em contato com os ácidos do estômago que serão usados para análise. No final do exame, o médico apenas puxa o fio, trazendo a ‘esponja’ até a boca, que depois é enviada para análise.

Se estes exames indicarem que o esôfago sofreu um espessamento, o médico irá então indicar o tratamento mais adequado, dependendo das alterações identificadas na parede do esôfago e dos sintomas apresentados.

Causas do Esôfago de Barret

O Esôfago de Barret pode ser causado por fatores como maus hábitos alimentares como consumo excessivo de frituras ou de refrigerantes, tabagismo e obesidade.

Além disso, o aparecimento do Esôfago de Barret é mais comum em homens brancos, sendo por isso recomendado ir no médico caso sinta sinta sintomas de refluxo, como azia ou sensação de queimação, por exemplo, ou se tiver histórico familiar desta doença ou de refluxo gástrico.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...