Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Enurese noturna: o que é, principais causas e o que fazer para ajudar

A enurese noturna corresponde a uma situação em que a criança perde involuntariamente urina durante o sono, pelo menos duas vezes por semana, sem que seja identificado qualquer problema relacionado ao sistema urinário.

Fazer xixi na cama é comum entre crianças até os 3 anos, já que não consegue identificar a vontade de ir ao banheiro para urinar ou não consegue segurar. No entanto, quando a criança faz xixi na cama com muita frequência, principalmente quando já tem mais que 3 anos, é importante levá-la ao pediatra para que sejam feitos exames que possam identificar a causa da enurese noturna.

Enurese noturna: o que é, principais causas e o que fazer para ajudar

Principais causas da enurese

A enurese noturna pode ser classificada em:

  • Enurese primária, quando a criança sempre precisou de fraldas para não fazer xixi na cama, já que nunca conseguiu segurar o xixi durante a noite;
  • Enurese secundária, quando surge como consequência de algum fator desencadeante, em que a criança volta a fazer xixi na cama após período de controle.

Independentemente do tipo de enurese, é importante que a causa seja investigada para que o tratamento mais adequado possa ser iniciado. As principais causas de enurese noturna são:

  • Atraso no crescimento: crianças que começam a andar depois dos 18 meses, que não controlam as fezes ou têm dificuldade para falar, têm maior chance de não controlar a urina antes dos 5 anos;
  • Problemas mentais: crianças com doenças psiquiátricas como esquizofrenia ou problemas como hiperatividade ou défice de atenção, tem menos capacidade de controlar a urina a noite;
  • Estresse: situações como separação dos pais, brigas, nascimento de irmão podem dificultar o controlo da urina durante a noite;
  • Diabetes: a dificuldade de controlar a urina pode estar associada a muita sede e fome, perda de peso e alteração da visão, que são alguns dos sintomas da diabetes.

É possível desconfiar de enurese noturna quando a criança já completou 4 anos e ainda faz xixi na cama ou quando ele volta a fazer xixi na cama, após passar mais de 6 meses de controle da urina. Mas para o diagnostico de enurese é preciso que a criança seja avaliada pelo pediatra e sejam realizados alguns exames, como exame de urina, ultrassonografia da bexiga e exame urodinâmico, que é feito para estudar o armazenamento, transporte e esvaziamento da urina.

6 passos para ajudar a criança a não fazer xixi na cama

O tratamento da enurese noturna é muito importante e deve ser iniciado assim que possível, principalmente entre os 6 e 8 anos de idade, para evitar problemas como isolamento social, conflitos com os pais, situações de bullying e diminuição da autoestima, por exemplo. Assim, algumas técnicas que podem ajudar a curar a enurese incluem:

1. Manter o reforço positivo

A criança deve ser premiada nas noites secas, que são aquelas em que é capaz de não fazer xixi na cama, recebendo abraços, beijos ou estrelinhas, por exemplo.

2. Treinar o controle da urina

Esse treino deve ser feito 1 vez por semana, para treinar a capacidade de identificar a sensação de bexiga cheia. Para isso a criança deve tomar, pelo menos, 3 copos de água e controlar a vontade de urinar durante pelo menos 3 minutos. Se ela aguentar, na próxima semana deve aguentar 6 minutos e na semana seguinte, 9 minutos. O objetivo é que ela seja capaz de ficar sem fazer xixi durante 45 minutos.

3. Acordar a noite para fazer xixi

Acordar a criança pelo menos 2 vezes por noite para fazer xixi é uma boa estratégia para que ela aprenda a segurar bem o xixi. Pode ser útil fazer xixi antes de ir para cama e colocar um alarme para despertar 3 horas depois de deitar. Ao acordar, deve-se ir imediatamente fazer xixi. Se a criança dormir mais de 6 horas, programe o despertador para cada 3 horas.

4. Tomar remédios indicados pelo pediatra

O pediatra pode recomendar o uso de medicamentos, como Desmopressina, para reduzir a produção de urina durante a noite ou a toma de antidepressivos como Imipramina, principalmente em caso de hiperatividade ou défice de atenção ou anticolinérgicos, como Oxibutinina, se houver necessidade.

5. Usar sensor no pijama

Pode-se aplicar alarme no pijama, que emite um som quando a criança faz xixi no pijama, o que faz a criança acordar porque o sensor detecta a presença de xixi no pijama.

6. Realizar terapia motivacional

A terapia motivacional deve ser indicada pelo psicólogo e uma das técnicas é pedir à criança para trocar e lavar o pijama e roupas de cama sempre que fizer xixi na cama, para aumentar sua responsabilidade.

Normalmente, o tratamento dura entre 1 a 3 meses e exige o uso de várias técnicas ao mesmo tempo, sendo muito importante a colaboração dos pais para que a criança aprender a não fazer xixi na cama.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem