Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.

Oxiuríase: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

A oxiuríase, também conhecida por oxiurose e enterobiose, é uma verminose causada pelo parasita Enterobius vermicularis, popularmente conhecido como oxiúrus, que pode ser transmitido por meio do contato com superfícies contaminadas, ingestão de alimentos contaminados com ovos ou inalação dos ovos dispersos no ar, já que são bastante leves.

Os ovos no organismo eclodem no intestino, sofrem processo de diferenciação, maturação e reprodução. As fêmeas durante à noite se deslocam até a região perianal, onde colocam seus ovos. Esse deslocamento da fêmea é que leva ao aparecimento do sintoma característico da oxiuríase, que é a coceira intensa no ânus.

Saiba mais sobre oxiuríase e outros tipos de verminoses comuns:

Como acontece a transmissão

A transmissão do oxiúrus acontece por meio da ingestão dos ovos desse parasita por meio de alimentos contaminados ou por colocar a mão suja na boca, sendo mais frequente disso acontecer em crianças entre 5 e 14 anos. Além disso é possível ser contaminado por meio da inalação dos ovos que podem ser encontrados dispersos no ar, já que são bastante leves, e contato com superfícies contaminadas, como roupas, cortinas, lençóis e tapetes.

É possível também que haja auto-infecção, sendo mais comum nos bebês que usam fralda. Isso porque caso o bebê esteja infectado, após fazer cocô, pode tocar na fralda suja e levar à mão na boca, ficando novamente infectado.

Principais sintomas

O sintoma mais comum da enterobiose é a coceira no ânus, principalmente durante a noite, pois é o período em que o parasita se movimenta até o ânus. Além da coceira anal, que muitas vezes é intensa e atrapalha o sono, outros sintomas podem aparecer caso haja grande quantidade de parasitas, sendo os principais:

  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Dor na barriga;
  • Cólica intestinal;
  • Pode haver sangue nas fezes.

Para diagnosticar a presença do verme desta infecção, é necessário coletar material do ânus, pois o exame de fezes comum não é útil para detectar o verme. A coleta de material, geralmente, é feita com a colagem de fita celofane adesiva, método conhecido como fita gomada, que é solicitada pelo médico.

Saiba reconhecer os sintomas de oxiúrus.

Oxiuríase: o que é, sintomas, transmissão e tratamento

Como é feito o tratamento

O tratamento para enterobiose é orientado pelo médico, que prescreve medicamentos vermífugos como o Albendazol ou o Mebendazol, usados em dose única para eliminar os vermes e os ovos que infectam o organismo. Ainda é possível de passar uma pomada anti-helmíntica no ânus, como tiabendazol por 5 dias, o que ajuda a potencializar o efeito do remédio.

Outra opção é a Nitazoxanida, que atinge ainda outra grande quantidade de parasitas intestinais, e é usado por 3 dias. Seja qual for o medicamento utilizado, é recomendado que seja feito o exame novamente, para verificar se ainda há sinais de infecção e, em caso positivo, realizar novamente o tratamento. Entenda como é feito o tratamento da enterobiose.

Como prevenir a enterobiose

Para evitar a infecção por enterobiose, é necessário tomar precauções simples, como ter bons hábitos de higiene, cortar as unhas das crianças, evitar roer unhas, além de ferver as roupas das pessoas infectadas para impedir que seus ovos contaminem outras pessoas, pois eles podem ficar até 3 semanas no ambiente podendo ser transmitido para outras pessoas.

Também é importante lavar as mãos sempre que for preparar alimentos, e após o uso de vaso sanitário. Desta forma, além da enterobiose, diversas outras infecções por vermes, amebas e bactérias podem ser evitadas. Conheça outras formas de prevenir a enterobiose.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto:

Carregando
...