Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como tratar a tricomoníase

O tratamento para tricomoníase, que é uma doença sexualmente transmissível muito comum e que provoca o surgimento de sintomas como corrimento amarelado ou esverdeado e coceira, é feito com uma dose única de um dos seguintes antibióticos:

  • Metronidazol;
  • Tinidazol.

A escolha do antibiótico deve ser feita pelo ginecologista, no caso da mulher, ou pelo urologista, no caso do homem, mas, geralmente, qualquer um dos antibióticos pode ser utilizado em quase todos os casos, mesmo em mulheres grávidas.

Uma vez que a tricomoníase é uma doença facilmente transmissível, é aconselhado que ambos os parceiros façam o tratamento ao mesmo tempo, pois, mesmo que não existam sintomas, é possível que o parasita, que causa a doença, já esteja infectando os dois.

Além disso, para garantir que os antibióticos fazem o efeito desejado, deve-se evitar o consumo de bebidas alcoólicas até 24 horas, após tomar Metronidazol, ou 3 dias, após ingerir o Tinidazol. Normalmente, os sintomas da tricomíniase desaparecem até 1 semana após o início do tratamento.

Como tratar a tricomoníase

Possíveis complicações da tricomoníase

As complicações desta doença são raras, no entanto, devido à inflamação provocada pela tricomoníase, pessoas com esta infecção têm maior risco de adquirir:

  • HIV;
  • Gonorreia;
  • Clamídia;
  • Vaginose bacteriana.

Além disso, se a infecção acontecer durante a gravidez e não existir um tratamento adequado, há um risco aumentado de parto prematuro ou surgimento de malformações no bebê.

Veja quais os sintomas da tricomíase no homem e na mulher.

Sinais de melhora da tricomoníase

O sinais de melhora da tricomoníase surgem cerca de 2 a 3 dias após o início do tratamento e incluem alivio da coceira, desaparecimento do corrimento, redução da vermelhidão e diminuição da vontade frequente para urinar, por exemplo.

Sinais de piora da tricomoníase

Os sinais de piora da tricomoníase aparecem quando o paciente não inicia o tratamento adequado e, por isso, podem incluir aumento da vermelhidão na região íntima, cheiro fétido, inchaço ou surgimento de feridas.

Além disso, gestantes com tricomoníase que não iniciam o tratamento adequado podem ter outras complicações graves como parto prematuro ou transmissão da doença para o bebê durante o parto.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...