Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

8 principais causas de dor no pulso e o que fazer

A dor no pulso acontece principalmente devido a movimentos repetitivos, o que leva à inflamação dos tendões da região ou compressão dos nervos local e resulta na dor, como é o caso da tendinite, da síndrome de Quervain e da síndrome do túnel do carpo, por exemplo, sendo tratada apenas com repouso e uso de anti-inflamatórios.

Por outro lado, em algumas situações, a dor no pulso pode ser acompanhada por inchaço na região, mudança de cor e rigidez da articulação, sendo indicativo de situações mais graves e que devem ser tratada de acordo com a orientação do médico, podendo ser recomendada a imobilização do punho, realização de cirurgia e de sessões de fisioterapia.

8 principais causas de dor no pulso e o que fazer

As principais causas de dor no pulso são:

1. Fratura

As fraturas correspondem à perda da continuidade do osso e podem acontecer devido a quedas ou pancadas que podem acontecer durante a prática de atividade física, por exemplo, como ginástica, boxe, vôlei ou boxe. Assim, quando há fratura no punho, é possível sentir dor intensa no pulso, inchaço no local e alteração da cor do local.

O que fazer: É importante que a pessoa vá ao ortopedista para que seja feito um exame de raio-x que permita verificar se houve ou não fratura do osso. Caso seja confirmada a fratura, pode ser necessária a imobilização, que normalmente é feita com gesso.

2. Entorse

A entorse do punho é também uma das causas de dor no pulso, podendo acontecer ao levantar pesos na academia, carregar uma sacola pesada ou ao praticar jiu-jitsu ou outro esporte de contato físico. Além da dor no pulso, é possível também notar inchaço na mão que surge após algumas horas depois da lesão.

O que fazer: Assim como na fratura, a entorse do punho é bastante desconfortável e, por isso, é recomendado que a pessoa vá ao ortopedista para que seja feito exame de imagem para confirmar a entorse e, assim, ser indicado o melhor tratamento, que normalmente é feito com imobilização do pulso e repouso.

3. Tendinite

A tendinite no punho corresponde à inflamação dos tendões dessa região, o que pode acontecer principalmente ao realizar movimentos repetitivos como passar o dia digitando no computador, limpando a casa, lavando a louça, fazendo força para virar chaves, apertar tampas de garrafas, ou até mesmo tricotar. Esse tipo de esforço repetitivo causa uma lesão nos tendões, fazendo com que estes inflamem e resultem na dor no pulso.

O que fazer: O melhor a se fazer no caso de tendinite é parando de realizar estes movimentos repetitivos e repousando, além de fazer uso de medicamentos anti-inflamatórios para reduzir a inflamação e, assim, aliviar a dor e o desconforto. Em alguns casos, pode ser indicado também fazer fisioterapia, principalmente quando a inflamação é frequente e não passa ao longo do tempo. Veja mais detalhes sobre o tratamento da tendinite.

4. Síndrome de Quervain

A síndrome de Quervain é uma situação que também leva à dor no pulso e que acontece devido à realização de atividades repetitivas, principalmente que exigem esforço do polegar, como passar muitas horas jogando videogame com o joystick ou no telefone celular, por exemplo.

Além da dor no pulso, é possível ter também dor ao movimentar o polegar, já que os tendões que ficam na base desse dedo ficam bastante inflamados, inchaço da região e dor que piora ao movimentar o dedo ou ao realizar movimentos repetitivos. Conheça mais sobre a síndrome de Quervain.

O que fazer: O tratamento para a síndrome de Quervain deve ser indicado pelo ortopedista de acordo com os sintomas apresentados pela pessoa, podendo ser necessária a imobilização do polegar e o uso de anti-inflamatórios para aliviar os sintomas. 

5. Síndrome do túnel do carpo

A síndrome do túnel do carpo acontece principalmente como consequência de movimentos repetitivos e surge devido à compressão do nervo que passa pelo punho e inerva para a palma da mão, o que resulta em dor no pulso, formigamento da mão e alteração da sensibilidade.

O que fazer: Nessa caso, o tratamento pode ser feito com o uso de compressas geladas, munhequeiras, uso de remédios anti-inflamatórios e fisioterapia. Assista ao vídeo a seguir e veja o que fazer para aliviar a dor no pulso causada pela síndrome do túnel do carpo:

6. Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença autoimune que tem como principal sintoma a dor e inchaço das articulações, podendo também atingir o pulso e levar à deformação nos dedos, por exemplo.

O que fazer: O tratamento para artrite reumatoide deve ser feito de acordo com a orientação do médico e gravidade dos sintomas, podendo ser indicado remédios anti-inflamatórios, injeções de corticoides ou remédios imunossupressores, além de sessões de fisioterapia.

7. Pulso aberto

O pulso aberto é a instabilidade carpal que surge em adolescentes ou adultos, podendo causa a sensação de que o punho dolorido quando a palma da mão está virada para baixo, com uma sensação de que o pulso está aberto, sendo necessário usar algo como uma 'munhequeira'.

O que fazer: É recomendado procurar a orientação de um ortopedista, pois assim é possível realizar um raio-X, em que é possível verificar um aumento da distância entre os ossos, que ainda que tenha menos de 1 mm pode causar desconforto, dor e estalido no punho.

8. Doença de Kienbock

A doença de Kienbock é uma situação em que um dos ossos que formam o punho não recebe quantidade suficiente de sangue, o que faz com que comece a deteriorar e leve ao aparecimento de sintomas como dor constante no pulso e dificuldade para movimentar ou fechar a mão.

O que fazer: Nesse caso, é recomendado que seja feita a imobilização do pulso por cerca de 6 semanas, no entanto em alguns casos o ortopedista pode recomendar a realização de cirurgia para ajeitar a posição dos ossos.

Ocorre devido a má vascularização do osso semilunar no punho provocando dor. O tratamento pode ser feito com imobilização durante 6 semanas, mas a cirurgia para fundir este osso com outro mais próximo também pode ser sugerida pelo ortopedista.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem