Somos REDE D'OR
icon de informação icon de telefone 3003-3230
Número disponível apenas em território brasileiro, com custo de chamada local.

Dor no lado direito das costas: 11 causas e o que fazer

janeiro 2023

A dor no lado direito das costas normalmente é causada por lesões musculares, de ligamentos ou tendões que podem surgir devido a situações comuns do dia a dia, como má postura ou carregar objetos pesados, podendo ser aliviadas com alguns cuidados, como fazer repouso e aplicar compressas mornas, por exemplo.

No entanto, a dor no lado direito das costas também pode surgir devido a condições de saúde que afetam os órgãos do lado direito do corpo, como pedra nos rins ou na vesícula, infecções pulmonares ou apendicite, especialmente quando a dor é muito intensa ou dura muitos dias, sendo situações que necessitam de atendimento médico imediato.

É importante consultar o clínico geral, o ortopedista ou o pneumologista, sempre que surgir dor no lado direito das costas, especialmente quando é frequente ou está acompanhada de outros sintomas, como febre, náuseas, tosse, dificuldade para urinar ou respirar e, dessa forma, ser diagnosticado e iniciado o tratamento mais adequado.

Imagem ilustrativa número 1

Principais causas

As principais causas de dor nas costas do lado direito são:

1. Lesões musculares

As lesões musculares, em ligamentos ou tendões nas costas são a causa mais comum de dor nas costas do lado direito ou esquerdo, e normalmente surgem devido a atividades físicas, por levantar ou carregar objetos pesados, má postura, esforços repetitivos ou até por pancadas na região.

Essas condições podem causar inflamações e espasmos musculares, que geralmente piora com a movimentação, sendo sentida como uma dor em forma de peso ou aperto nas costas, podendo interferir nas atividades do dia a dia.

O que fazer: algumas formas para aliviar a dor muscular é a aplicação de uma compressa morna na região durante 15 minutos, 2 vezes por dia, ou aplicar uma pomada anti-inflamatória. Além disso, também é importante evitar fazer esforços nesse período e manter uma postura correta no dia a dia, bem como realizar alongamentos para diminuir a tensão muscular e aliviar o desconforto. Veja outras formas de aliviar a dor por lesão muscular.

2. Inflamação do nervo ciático

A inflamação do nervo ciático, pode pode surgir devido a uma compressão desse nervo por problemas na coluna, como hérnia de disco, por exemplo, causando dor no final das costas do lado direito ou esquerdo.

A dor ciática geralmente surge de forma repentina e desaparece em menos de 1 semana e pode também afetar o glúteo, e irradiar para a parte de trás da coxa e para o pé, causando sensação de formigamento, pontadas, choque ou queimação. 

O que fazer: pode-se fazer alongamentos ou utilizar terapia de frio-calor, por exemplo, pois possuem ação anti-inflamatória e analgésica ajudando a aliviar a dor. No entanto, nos casos da dor não melhorar ou surgir sintomas como dificuldade para caminhar, sentar ou realizar atividades do dia a dia, deve-se consultar o ortopedista que pode indicar o tratamento mais adequado. Veja como é feito o tratamento para dor no nervo ciático

3. Hérnia de disco

A hérnia de disco pode causar dor na coluna do lado direito ou esquerdo, e afetar diferentes regiões da coluna, como a região lombar, torácica ou cervical, causando dor em qualquer parte da coluna afetada, como meio das costas, fundo das costas ou região do pescoço, que pode irradiar para outros locais como pernas e braços, sensação de queimação, formigamento ou fraqueza nos braços ou pernas. 

A hérnia de disco ocorre quando um disco vertebral, localizado entre as vértebras da coluna, se desloca, saindo da posição correta, ou se rompe, o que acaba provocando compressão dos nervos da região. 

O que fazer: o tratamento da hérnia de disco deve ser feito pelo ortopedista que pode indicar uso de remédios analgésicos e anti-inflamatórios, como paracetamol ou ibuprofeno, e fisioterapia, para ajudar a aliviar a dor e diminuir a inflamação. Nos casos mais graves, o médico pode ainda recomendar a cirurgia. Veja as principais opções de tratamento para hérnia de disco

4. Artrose 

A artrose é uma doença que ocorre devido a um desgaste da cartilagem das vértebras, podendo afetar diferentes regiões da coluna como a cervical ou a lombar, e causar dor na coluna do lado direito ou esquerdo.

Essa doença da coluna pode causar intensa dor nas costas que piora com o movimento, dificuldade de movimentar a região afetada da coluna ou sensação de formigamento ou de dormência nas pernas, nos braços ou no pescoço. 

Apesar de ser mais comum nos idosos, a artrose também pode afetar jovens e ser causada por acidentes, excesso de atividade física ou por levantar muito peso, por exemplo. 

O que fazer: o tratamento da artrose na coluna deve ser orientado pelo ortopedista e tem como objetivo promover o alívio dos sintomas. Desta forma, pode ser indicado o uso de remédios analgésicos, anti-inflamatórios, corticoides ou opioides, por exemplo. Além disso, o médico pode indicar fisioterapia e, em alguns casos, cirurgia. Veja todas as opções de tratamento para a artrose na coluna.  

5. Fissura ou fratura das costelas

As fissuras ou fraturas das costelas, quando ocorrem do lado direito, podem causar dor nas costas do lado direito de início súbito ou até uma dor mais leve que permanece por semanas e acaba por enfraquecer a região, além de dificuldade ao respirar devido a dor.

Este tipo de fratura é mais comum em idosos pelo enfraquecimento dos ossos que acontecem por pequenas pancadas ou até pelo próprio desgaste. Os atletas também estão suscetíveis a essa condição em função das pancadas, principalmente em esportes de alto impacto, como luta ou futebol.

O que fazer: caso exista suspeita de uma fratura nas costelas é recomendado consultar com ortopedista ou ir ao pronto- socorro para realizar exames, como raio X de tórax, para confirmar o quadro e iniciar o tratamento adequado, que normalmente é feito com analgésicos para aliviar a dor enquanto se recupera da fratura. Veja alguns cuidados para aliviar os sintomas da fratura de costelas.

6. Osteoporose

A osteoporose é uma condição que pode afetar a coluna, causando dor nas costas do lado direito ou esquerdo, e ocorre quando os ossos da coluna se encontram mais fracos e frágeis devido a diminuição da massa óssea, por uma menor capacidade do corpo em metabolizar e absorver o cálcio da alimentação, um mineral essencial para a saúde dos ossos.

Essa doença é mais comum após os 50 anos e em mulheres, especialmente após a menopausa, aumentando o risco de fraturas na coluna, o que pode causar dor súbita nas costas em forma de pontada, que piora ao andar, ficar em pé, tossir ou espirrar, e melhora ao deitar de costas ou sentar. Saiba como identificar a osteoporose

O que fazer: o tratamento da osteoporose deve ser feito de acordo com a orientação do clínico geral ou ortopedista, sendo normalmente indicado o uso de remédios que estimulam a produção de massa óssea, como os suplementos de cálcio e vitamina D. 

Além disso, pode-se fazer uma alimentação mais rica em cálcio e vitamina D, sob orientação de um nutricionista, para complementar o tratamento indicado pelo médico. Veja como fazer uma alimentação para osteoporose

7. Espondilite anquilosante

A espondilite anquilosante pode causar dor nas costas no lado direito ou esquerdo devido a uma lesão na coluna na região em que as vértebras se juntam, levando ao surgimento de sintomas como dificuldade de movimentação da coluna e dor, que pode piorar quando a pessoa está em repouso e melhora ao se movimentar.

O que fazer: o tratamento deve ser feito com orientação do ortopedista que pode indicar o uso de analgésicos, anti-inflamatórios ou relaxantes musculares para aliviar a dor e melhorar a mobilidade da articulação, além de fisioterapia que é essencial para aumentar a flexibilidade e a qualidade de vida. Saiba mais sobre o tratamento da espondilite anquilosante.  

8. Pedra nos rins

A pedra nos rins geralmente causa dor intensa no final das costas ou na lateral do corpo do lado direito, quando afeta o rim direito, e se deslocar para qualquer parte do trato urinário, desde os ureteres, bexiga, até a uretra, causando dor intensa em todo o trajeto por onde passa. 

Além disso, podem surgir outros sintomas como dor que irradia para a parte da frente do lado direito abaixo da costela, pernas ou virilha, picos de  cólicas intensas, náuseas, vômitos, or ou ardor ao urinar, febre acima de 38ºC ou presença de sangue na urina. Saiba identificar todos os sintomas de pedra nos rins.  

O que fazer: deve-se procurar atendimento médico imediatamente para fazer analgésicos diretamente na veia para aliviar a dor. Em alguns casos, o médico pode fazer cirurgia, como litotripsia, ureteroscopia ou nefrolitotomia para remover ou partir a pedra em pedaços menores para ser eliminada na urina. Além disso, é importante aumentar o consumo de água e facilitar a eliminação ou a formação das pedras nos rins. Veja todas as opções de tratamento para a pedra nos rins.  

9. Pedra na vesícula

A pedra na vesícula normalmente causa dor intensa e repentina na barriga do lado direito, logo abaixo das costelas, que pode irradiar para as costas ou ombro direito, além de náuseas, vômitos, diarreia, sensação de barriga cheia e perda do apetite.

A pedra na vesícula geralmente é causada pelo excesso de colesterol na bile e dificuldade de esvaziamento da vesícula biliar, levando à formação de pequenos cristais que tendem a aumentar de tamanho formando pedras maiores, que prejudicam a saída da bile para o intestino.

Quando a pedra obstrui completamente a passagem da bile para o intestino, também podem surgir sintomas como febre, dor abdominal persistente, sonolência ou pressão baixa.

O que fazer: deve-se fazer o tratamento recomendado pelo gastroenterologista, com alterações na dieta, uso de remédios para ajudar a dissolver a pedra, como o ácido ursodesoxicólico, ou até antibióticos no caso de infecções. Além disso, é importante procurar atendimento médico imediatamente se surgir sintomas de obstrução da saída da bile, para que seja feita a cirurgia para retirar a vesícula biliar e evitar complicações, como colangite ou coledocolitíase. 

10. Apendicite

A apendicite é a inflamação do apêndice, que é uma parte do intestino grosso, localizado do lado inferior à direita do abdômen, sendo geralmente causado por acúmulo de fezes e bactérias.

Essa inflamação leva ao surgimento de dor forte e aguda no lado direito da barriga, que pode estar também acompanhada de falta de apetite, enjoo, vômitos e febre, e pode irradiar para as costas, causando dor do lado direito da coluna.

O que fazer: a apendicite é uma emergência médica e deve ser tratada o mais rápido possível no hospital através de cirurgia assim que surgem os sintomas, de forma a evitar complicações, como infecção no peritônio ou abscesso abdominal. Saiba como é feito o tratamento da apendicite.  

11. Pleurite

A pleurite, é uma condição na qual a pleura, uma membrana que reveste os pulmões fica inflamada, e quando esta inflamação ocorre no pulmão direito pode causar dor do lado direito abaixo da costela que piora ao respirar, que pode irradiar para as costas ou os ombros, dependendo do local inflamado da pleura e da extensão da lesão.

Além disso, outros sintomas comuns da pleurite são tosse constante, dor que piora ao respirar fundo, tossir ou espirrar, sensação de falta de ar, dificuldade para respirar ou febre.

Esta inflamação na pleura pode ser causada por pneumonia bacteriana, viral ou fúngica, tuberculose, câncer no pulmão ou infarto pulmonar, por exemplo.

O que fazer: o tratamento para pleurite deve ser indicado pelo pneumologista, sendo normalmente indicado o uso de remédios anti-inflamatórios ou analgésicos, como o Ibuprofeno ou naproxeno, para reduzir a dor e aliviar o desconforto, e broncodilatadores para ajudar a melhorar a respiração e diminuir a falta de ar. Além disso, o médico pode indicar o uso de antibióticos para tratar a pneumonia ou a tuberculose, ou anticoagulantes no caso do infarto pulmonar. 

Além disso, a fisioterapia respiratória também pode ser indicada para ajudar a melhorar a capacidade respiratória. Saiba como é feita a fisioterapia respiratória

Esta informação foi útil?

Atualizado por Flávia Costa - Farmacêutica, em janeiro de 2023.

Bibliografia

  • HUNTER, MP; REGUNATH, H. Pleurisy. 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK558958/>. Acesso em 04 jan 2023
  • FONTENELLE, L. F.; SARTI, T. D. Kidney Stones: Treatment and Prevention. Am Fam Physician. 99. 8; 490-496, 2019
Mostrar bibliografia completa
  • JONES, M. W.; WEIR, C. B, GHASSEMZADEH S. IN: STATPEARLS [INTERNET]. TREASURE ISLAND (FL): STATPEARLS PUBLISHING. Gallstones (Cholelithiasis). 2022. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK459370/>. Acesso em 04 jan 2023
  • GARCIA-MONTOYA, L.; et al. Recent advances in ankylosing spondylitis: understanding the disease and management. F1000Res. 7. F1000 Faculty Rev-1512, 2018
  • BHANGU, A.; et al. Acute appendicitis: modern understanding of pathogenesis, diagnosis, and management. Lancet. 386. 10000; 1278-128, 2015
  • POURESMAELLI, F.; et al. A comprehensive overview on osteoporosis and its risk factors. Therapeutics and Clinical Risk Management. 14. 2029-2049, 2018
  • VIALLE, Luis Roberto, et al. Hérnia discal lombar. Revista Brasileira de Ortopedia. Vol. 45, n. 1. 2010
  • PIRES, Liana. Guia: Tudo sobre dor nas costas. 1.ed. São Paulo: On Line Editora, 2016.
  • COSTA, Jéssica Emanoela Galdino; LIMA, Denis Vieira; FRIGO, Lúcio. Avaliação da dor lombar e do controle motor da região lombopélvica em lutadores de jiu-jitsu. Publicatio UECG: ciências biológicas e da saúde. Vol. 19, n.2. 103-113, 2013
  • BASTOLS, Marcus Gomes; BREGMAN, Rachel; KIRSZTAJN, Gianna Mastroianni. Doença renal crônica: frequente e grave, mas também prevenível e tratável. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol. 56 n. 2. 2010
  • SILVA, Marcelo Cozzensa; FASSA, Anaclaudia Gastal; VALLE, Neiva Cristina Jorge. Dor lombar crônica em uma população adulta do Sul do Brasil: prevalência e fatores associados. Cadernos de Saúde Pública. Vol.20, n. 2. 2004
  • GUETERRES, Andreza et al. Prevalência e fatores associados a dor nas costas dos motoristas e cobradores do transporte coletivo da cidade de Pelotas-RS. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde. Vol.16, n. 3. 240-245, 2011
  • MARTING, Roseny Flávia; SILVA, João Luiz Pinto. Prevalência de dores nas costas na gestação. Revista da Associação Médica Brasileira. Vol.51, n. 3. 2005
  • FERREIRA, Gustavo D. et al. Prevalência de dor nas costas e fatores associados em adultos do Sul do Brasil: estudo de base populacional. Revista Brasileira de Fisioterapia. Vol.15. 1.ed; 31-36, 2011
Equipe editorial constituída por médicos e profissionais de saúde de diversas áreas como enfermagem, nutrição, fisioterapia, análises clínicas e farmácia.

Tuasaude no Youtube

  • Pedra na vesícula: principais sintomas e alimentação ideal

    16:55 | 174382 visualizações
  • 5 EXERCÍCIOS PARA FORTALECER O PULMÃO | com @mircafisio

    06:03 | 757327 visualizações
  • Tudo sobre HÉRNIA DE DISCO

    06:21 | 298310 visualizações
  • EXERCÍCIOS PARA CURAR NERVO CIÁTICO INFLAMADO

    06:24 | 5408334 visualizações
  • Ossos Fortes Sempre | Tati & Marcelle | Como tratar osteopenia e osteoporose

    09:05 | 188527 visualizações