Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Tratamento para Hérnia de Disco

A primeira forma de tratamento que, normalmente, é indicada para a hérnia de disco é o uso de remédios anti-inflamatórios e fisioterapia, para aliviar a dor e reduzir outros sintomas, como dificuldade para movimentar os membros ou formigamento.

Outras opções alternativas, como acupuntura, Pilates ou uso de alguns chás, também podem ajudar a complementar o tratamento médico, potenciando o efeito dos medicamentos e diminuindo ainda mais o desconforto.

No entanto, como a hérnia de disco é uma alteração que provoca compressão do disco que fica entre as vértebras, projetando-o para fora do seu espaço, por vezes estes tratamentos não são sufientes para devolver qualidade de vida para a pessoa, e nesse caso, a cirurgia para hérnia de disco é indicada.

Tratamento para Hérnia de Disco

Remédios utilizados no tratamento

O tratamento recomendado para a hérnia de disco inclui o uso de remédios, como:

  • Anti-inflamatórios, como Ibuprofeno, Diclofenaco ou Cetoprofeno: ajudam a diminuir a inflamação e dor causada pela compressão do disco intervertebral;
  • Analgésicos, que podem ser mais fracos, como Dipirona ou Paracetamol, ou mais potentes, como Tramadol ou Codeína: ajudam a aliviar a dor e o desconforto provocados pela compressão do disco vertebral;
  • Relaxantes musculares, como Ciclobenzaprina ou Baclofeno: para diminuir a dor provocada pelos espasmos musculares nas costas ou pernas;
  • Remédios anticonvulsivantes, como Gabapentina ou Pregabalina: são usados, neste caso, para aliviar a dor provocada pela compressão de nervos próximos da hérnia;
  • Injeções de corticoides na coluna, como Betametasona ou Prednisona: para reduzir a inflamação no local da hérnia de disco.

O uso de remédios anti-inflamatórios, apesar de terem um bom efeito especialmente nas crises de dor por hérnia lombar, não devem ser usados com muita frequência, pois causam muitos efeitos colaterais, como irritação do estômago ou alteração da função dos rins.

Em casos de necessidade do uso de remédios por muito tempo, os analgésicos, relaxantes musculares ou anticonvulsivantes, prescritos pelo médico, são as melhores opções.

Fisioterapia para hérnia de disco

Além dos remédios, o ortopedista também pode aconselhar a realização de sessões de fisioterapia, onde são feitos exercícios e se aprende posições que são importantes para completar o tratamento com remédios e reduzir a dor. Veja tudo sobre como funciona a fisioterapia para hérnia de disco.

O tempo de tratamento com fisioterapia depende do tipo de hérnia e da intensidade dos sintomas apresentados, mas pode variar de 1 mês a 6 meses, ou mais.

Opções de tratamento alternativo

Existem formas de aliviar a dor causada pela hérnia de disco com tratamentos caseiros, que podem, em alguns casos, substituir ou reduzir a dose dos medicamentos. Os principais são:

  • Acupuntura: ajuda a eliminar a dor utilizando pequenas agulhas que são introduzidas em pontos de pressão para provocar uma ação analgésica;
  • Pilates: exercícios para a postura e alongamento realizados no Pilates podem ajudar a estabilizar a hérnia de disco e diminuir a dor. É importante que as aulas de Pilates sejam feitas por um fisioterapeuta;
  • Massagem: se feita por profissionais habilitados, e experientes em tratar doenças da coluna, pode aliviar os sintomas, devido ao alongamento e relaxamento muscular;
  • Ervas naturais: algumas plantas podem ser utilizadas para realização de emplastros, temperar comidas ou fazer chás, como cravo-da-índia, gengibre, canela, erva doce ou entrecasca da unha de gato, por exemplo, que têm ação anti-inflamatória. Aprenda receitas de chás que são ótimos anti-inflamatórios naturais

Em períodos de crise, deve-se ficar de repouso por algumas horas, mas sempre preferir o movimento porque isso diminui a rigidez dos músculos e ajuda no controle da dor. Mas é importante evitar fazer grandes esforços como uma faxina, ou levantar objetos pesados porque assim a coluna fica mais protegida, evitando manipulação ou movimentos que podem causar piora da inflamação.

Veja, no vídeo a seguir, exercícios simples e práticos que ajudam a melhorar a dor nas costas:

Como é feita a cirurgia

A cirurgia para tratar a hérnia de disco é indicada principalmente se for do tipo extrusa ou sequestrada, quando não houve melhora dos sintomas com o uso de medicamentos e fisioterapia, ou quando os sintomas são tão intensos a ponto de causar perda da força e incapacidade. 

O procedimento é feito em centro cirúrgico, com anestesia geral, retirando-se o disco da coluna afetado, com um pequeno corte, seguido da união vértebras ou da substituição do disco por um material artificial. Ele pode ser realizado pelo ortopedista, mas também pelo neurocirurgião, pois mexe com partes importantes do sistema nervoso da coluna. 

Outra opção de cirurgia é o procedimento por endoscopia, em que a retirada do disco afetado é feita através de um fino tubo introduzido através da pele, com uma câmera na ponta. Apesar de mais simples, este tipo de procedimento é feito em casos específicos, liberados pelo cirurgião, a depender da sua experiência e do local da coluna afetado.

Como é a recuperação

Após o procedimento, a pessoa pode ter alta em 1 ou 2 dias, mas deve ficar de repouso em casa por 1 semana, fazendo tarefas simples como cuidados pessoais e caminhar pequenas distâncias. Um colar ou colete pode ser necessário por 2 semanas, para evitar forçar o local e dar segurança à pessoa. 

A maioria das atividades, como trabalhar, já é liberada após este período, mas atividades físicas que precisem de esforço estão liberadas após 1 mês. 

Sinais de melhora

Os sinais de melhora da hérnia de disco, normalmente, surgem cerca de 3 semanas após o início do tratamento e incluem, principalmente, a redução da dor e diminuição da dificuldade para movimentar os membros.

Sinais de piora

Os sinais de piora da hérnia de disco são mais frequentes quando o tratamento não está fazendo efeito e incluem dificuldade para caminhar, ficar de pé ou movimentar o corpo, assim como perda da sensibilidade para urinar ou evacuar, por exemplo.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...