Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

10 causas de Dor no Braço e O que fazer

A dor no braço pode indicar alterações nos músculos, tendões ou alterações cardiovasculares, por exemplo. Para conseguir identificar o que está causando esse sintoma, deve-se observar quando a dor no braço surgiu, sua intensidade, se melhora ou piora com repouso, e se consegue identificar situações como pancadas, dores em outras partes do corpo, por exemplo. 

Indicamos aqui 10 possíveis causas de dor no braço.

Principais causas de dor no braço 

1. Infarto

A dor no peito que pode irradiar para o braço, com sensação de peso, além de sensação de formigamento no braço esquerdo pode indicar um ataque cardíaco. Em algumas pessoas o ataque cardíaco pode não ser tão característico e se manifestar com sensação de má digestão e desconforto na garganta. Saiba todos os sintomas do infarto.

  • O que fazer: Deve ir ao pronto socorro para ser avaliado.
10 causas de Dor no Braço e O que fazer

2. Angina: 

Angina é a dor no peito que por vezes pode irradiar para o braço. Essa dor está relacionada a alterações circulatórias, como a aterosclerose se são placas de gordura que se acumulam no interior das artérias ao longo da vida, especialmente em pessoas com pressão alta e diabetes. A angina pode surgir depois de fortes emoções ou fazer algum esforço, por exemplo. 

  • O que fazer:  Se existe suspeita de infarto ou angina deve ir ao pronto socorro. O médico poderá recomendar o uso de remédios para melhorar o fluxo sanguíneo pelas artérias como dinitrato ou mononitrato de Isossorbida, por exemplo. Saiba mais detalhes do tratamento os diferentes tipos de angina.

3. Ataque de pânico ou crise de ansiedade: 

Uma crise de ansiedade pode causar sintomas como agitação, palpitação cardíaca, dor no peito, sensação de calor, suor, falta de ar e sensação estranha no braço. Numa crise de pânico a pessoa pode sentir dor de barriga, diarreia e pode não conseguir sair de casa, evitando o contato com pessoas, preferindo ficar sozinho no quarto.

  • O que fazer: Numa crise de pânico ou de ansiedade deve respirar fundo, manter a calma e se preciso, pode ficar agachado para se sentir mais protegido. Veja o que mais pode fazer para lidar com um ataque de pânico

4. Tendinite: 

A dor no braço e no ombro pode ser tendinite, uma situação que afeta principalmente professores, serventes e pintores, porque tem que elevar o braço várias vezes ao dia para trabalhar. No entanto a dor também pode afetar motoristas de ônibus ou caminhão ou pessoas que caíram e bateram o ombro no chão. A dor pode ser localizada somente no ombro ou irradiar também pelo braço, chegando até o cotovelo.

  • O que fazer: Colocar uma compressa fria, com gelo picado, é uma boa opção para combater a dor no ombro e no braço. A fisioterapia também é uma boa opção para as dores persistentes, que duram mais de 1 mês. Saiba as opções de tratamento e alguns exercícios para tendinite no ombro.  
10 causas de Dor no Braço e O que fazer

5. Distensão nos músculos bíceps ou tríceps: 

Os sinais e sintomas de uma distensão no músculo na parte da frente ou na parte de trás do braço são dor localizada perto do cotovelo, que pode ter surgido depois de uma queda, pancada ou esforço na academia, por exemplo. A região pode fiar um pouco inchada, mas nem sempre isso é perceptível.

  • O que fazer: Durante as primeiras 48 horas pode ser útil colocar uma compressa fria no local da dor, e após esse período é mais indicado colocar uma compressa morna, durante 20 minutos, 1 ou 2 vezes ao dia. Passar uma pomada anti-inflamatória como Diclofenaco também pode ajudar. Saiba mais detalhes de como pode tratar uma distensão nos músculos

6. Após a retirada da mama: 

Depois da cirurgia para retirar a mama, é normal o braço ficar inchaço e dolorido, principalmente nas primeiras semanas. A dor pode afetar todo braço, com sensação de peso, formigamento que chega até as mãos. Isso acontece porque os vasos do sistema linfático, que retira o inchaço podem estar comprometidos pela cirurgia. 

  • O que fazer: A fisioterapia possui diversos recursos que podem ajudar como a drenagem linfática manual, com pressoterapia ou fitas adesivas como a Kinesio tape, que ajudam no retorno venoso, desinchando o braço, diminuindo a dor. Veja mais detalhes sobre o recuperação da mastectomia.

7. Síndrome do desfiladeiro torácico: 

Nessa síndrome além da dor no braço, há formigamento ou queimação nas mãos e dedos devido a uma compressão dos vasos sanguíneos, afetando especialmente pessoas que sofreram acidente de carro ou lesões repetitivas no tórax, mas também se pode desenvolver em grávidas, reduzindo ou desaparecendo após o parto.

  • O que fazer: O médico pode recomendar o uso de analgésicos para alívio da dor, sessões de osteopatia podem ser indicadas para melhorar ao alinhamento do corpo a fim de diminuir a compressão do nervo, mas em casos mais graves quando não há melhora dos sintomas com essas estratégias, pode ser indicado até mesmo uma cirurgia. Confira alguns exercícios que podem ajudar a controlar essa síndrome

8. Deslocação do ombro: 

A dor no braço e no ombro pode ser surgir em pessoas que tem facilidade de deslocar o ombro, fazendo isso por vontade própria. Isso pode acontecer depois de um episódio de deslocação do ombro involuntária. Nesse caso, a pessoa fica com a cápsula que forma a articulação e os ligamentos mais elásticos que o normal, facilitando a retirada do osso do braço de dentro do ombro. 

  • O que fazer: Para aliviar a dor pode-se tomar um banho morno e passar uma pomada como Diclofenaco no ombro e no braço. Mas para evitar que esse deslocamento aconteça de forma frequente é aconselhado fortalecer os músculos com exercícios para o ombro na academia ou na fisioterapia. Saiba como identificar e todos os detalhes do tratamento para luxação no ombro
10 causas de Dor no Braço e O que fazer

9. Osteoporose: 

A dor nos braços e nas pernas pode indicar osteoporose, essa dor pode estar presente até mesmo quando está em repouso, sendo mais comum em pessoas com mais de 50 anos, especialmente as mulheres durante ou após a menopausa. 

  • O que fazer: O tratamento deve ser feito com aumento da ingestão de alimentos ricos em cálcio e com remédios que suplementam o cálcio e a vitamina D, por exemplo. Veja mais dicas nesse vídeo:

10. Lesão no nervo: 

Quando além da dor no braço, há dor na costela pode-se suspeitar de neuralgia intercostal, que acontece principalmente durante a gravidez devido ao crescimento da barriga. Podem ainda surgir suores frequentes, espasmos musculares, febre e sensação de formigamento na pele, o que pode confundir com problemas cardíacos, aumentando os níveis de estresse.

  • O que fazer: Colocar compressas quentes no local das dores pode ajudar a se sentir mais confortável, repousar sobre um colchão firme também pode ser indicado. O médico ortopedista é o mais indicado para esta causa, e as sessões de fisioterapia e de osteopatia pode ser necessárias. A suplementação de complexo B também pode ser indicado porque ele melhora a função dos nervos, aliviando a dor. 

Quando ir ao médico

Deve-se ir ao pronto-socorro se:

  • Suspeitar de infarto ou angina de peito;
  • Se a dor no braço surgir de repente e for muito forte;
  • Quando a dor piora com o esforço;
  • Se parece que a dor é nos ossos e não encontra alívio de forma alguma;
  • Se notar alguma deformidade clara no braço.

Deve-se ir ao médico se:

  • Tiver com dor no braço há mais de 1 semana;
  • Dor no braço que irradia para o ombro ou mãos ou dedos;
  • Dor forte e inchaço no braço;
  • Se a dor estiver piorando com o passar do tempo.

Se estiverem presentes sintomas como febre é possível que seja causada por alguma infecção, sendo necessário realizar exames para identificar a causa. 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Carregando
...