Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser a Dor na Face e como tratar

Existem diversas causas para a dor na face, que vão desde uma simples pancada, infecções provocadas por sinusite, um abscesso dentário, como também dores de cabeça, disfunções da articulação têmporo-mandibular (ATM) ou mesmo a neuralgia do trigêmeo, que é uma dor que surge em um nervo da face e é muito forte.  

Se a dor na face é intensa, constante ou vai e volta frequentemente, é recomendado procurar um clínico geral ou médico de família para que sejam feitas as primeiras avaliações e, se necessário, solicitação de exames, para que possa identificar o que provoca o desconforto e, em seguida, indicar o tratamento ou o encaminhamento para um especialista. 

Geralmente, a localização do rosto em que a dor aparece e a presença de sintomas associados, como estalido na mandíbula, dor no dente, alteração da visão, dor de ouvido ou secreção nasal, por exemplo, podem dar dicas ao médico do que se trata, facilitando a investigação.

O que pode ser a Dor na Face e como tratar

Apesar das inúmeras causas para a dor na face, falaremos aqui algumas das principais:

1. Neuralgia do trigêmeo

A neuralgia ou nevralgia do trigêmeo é uma disfunção que causa intensas dores na face, que surgem de forma abrupta, tipo um choque elétrico ou pontada, provocada por danos a um nervo chamado trigêmeo, que envia ramos responsáveis por ajudar na mastigação e dar sensibilidade ao rosto.

  • O que fazer: o tratamento é indicado pelo neurologista, geralmente, com medicamentos antiepilépticos, que atuam controlando os episódios de dor no nervo. Nos casos em que não há melhora com o tratamento com remédios, pode ser indicada uma cirurgia. Entenda melhor as opções de tratamento para neuralgia do trigêmeo

2. Sinusite

A sinusite, ou rinossinusite, é a infecção dos seios da face, que são cavidades preenchidas por ar entre os ossos do crânio e do rosto, e que se comunicam com as fossas nasais. 

Geralmente, a infecção é provocada por vírus ou bactérias, e pode atingir apenas um ou dos 2 lados da face. A dor costuma ser como uma sensação de peso, que piora ao abaixar o rosto, e pode estar acompanhada de outros sintomas como dor de cabeça, corrimento nasal, tosse, mau hálito, perda do olfato e febre. 

  • O que fazer: a infecção dura alguns dias, e algumas das orientações do médico são lavagens nasais, analgésicos, repouso e hidratação. Em caso de suspeita de infecção bacteriana, é orientado o uso de antibióticos. Confira mais detalhes sobre os sintomas e tratamento da sinusite.

3. Dor de cabeça

A dor de cabeça também pode provocar sensibilidade na face, podendo surgir em casos de enxaqueca, em que há disfunções no sistema nervoso, ou de cefaléia tensional, em que há aumento na sensibilidade dos músculos da cabeça e pescoço pela tensão.

A dor na face também é característica de um tipo específico de dor de cabeça, chamado de cefaleia em salvas, que é caracterizada por uma dor muito intensa, em um dos lados do crânio e da face, acompanhada de vermelhidão ou inchaço do olho, lacrimejamento e corrimento nasal.

A cefaleia em salvas costuma surgir em crises que podem ocorrer certas épocas do ano ou que vão e voltam periodicamente, no entanto, apesar de se saber que há ligação com o sistema nervoso, as causas exatas que levam ao seu surgimento ainda não são totalmente esclarecidas.

  • O que fazer: o tratamento da dor de cabeça é orientado pelo neurologista, e inclui remédios como os analgésicos. No caso da cefaleia em salvas também é indicada inalação de oxigênio ou de um remédio chamado Sumatriptano para controlar as crises. Saiba mais sobre as características e como tratar a cefaleia em salvas

4. Problemas dentários

Inflamações no dente, deste uma periodontite, um dente trincado, uma cárie profunda que compromete os nervos do dente ou mesmo um abscesso dentário, podem provocar dor que pode também ser irradiada para a face. 

  • O que fazer: nestes casos, o tratamento é indicado pelo dentista, com técnicas como limpezas, tratamento de canal e uso de analgésicos e anti-inflamatórios, por exemplo. Saiba mais sobre como é feito o tratamento da cárie.
O que pode ser a Dor na Face e como tratar

5. Disfunção Temporo-Mandibular

Também conhecida pela sigla DTM ou dor na ATM, esta síndrome acontece por um distúrbio na articulação que une a mandíbula ao crânio, provocando sinais e sintomas como dor ao mastigar, dor de cabeça, dor na face, dificuldade em abrir a boca e estalidos na mandíbula, por exemplo.

Problemas que impedem o funcionamento correto desta articulação pode causar a DTM, e umas das causas mais comuns são apertar muito os dentes durante o sono, ter tido alguma pancada na região, alterações nos dentes ou na mordida e o hábito de roer unhas, por exemplo.

  • O que fazer: o tratamento é orientado pelo cirurgião bucomaxilo, e além de analgésicos e relaxantes musculares, também é indicado o uso de placas para dormir, aparelhos ortodônticos, fisioterapia, técnicas de relaxamento ou, em último, caso, até a cirurgia  Confira mais sobre as opções de tratamento para dor na ATM.

6. Arterite temporal

Arterite temporal é uma vasculite, doença que provoca inflamação dos vasos sanguíneos por causa autoimune, e que afeta principalmente pessoas acima dos 50 anos. 

Os sintomas podem incluir dor de cabeça, sensibilidade na região por onde passa a artéria temporal, que pode ser do lado direito ou esquerdo do crânio, dor e enrijecimento dos músculos do corpo, fraqueza e espasmos dos músculos da mastigação, além de falta de apetite, febre e, nos casos mais graves, problemas oculares e perda da visão. 

  • O que fazer: após a suspeita da doença, o reumatologista irá indicar o tratamento, feito especialmente com corticóides, como a Prednisona, que podem diminuir a inflamação, aliviar os sintomas e controlar bem a doença. A confirmação da arterite temporal é feita com avaliação clínica, análises de sangue e biópsia da artéria temporal. Saiba mais sobre os sintomas e tratamento da arterite temporal.

7. Alterações nos olhos ou ouvidos

Uma inflamação no ouvido, provocada por uma otite, um ferimento ou um abscesso, por exemplo, pode causar dor que irradia para a face, tornando-a mais sensível. 

Já as inflamações nos olhos, sobretudo quando intensas, como as provocadas por uma celulite orbitária, uma blefarite, herpes ocular ou mesmo por uma pancada, também podem provocar dor nos olhos e na face. 

  • O que fazer: é necessária a avaliação do oftalmologista, caso a dor inicie em um ou ambos os olhos e também o otorrino, caso a dor inicie no ouvido ou seja acompanhada de tontura ou zumbido.

8. Dor facial idiopática persistente

Também chamada de dor facial atípica, é uma condição rara que provoca dor na face mas que ainda não tem uma causa esclarecida, e acredita-se que está relacionada a alterações na sensibilidade dos nervos da face. 

 A dor pode ser moderada a intensa, e costuma surgir em um dos lados do rosto, podendo ser contínua ou ir e voltar. Pode ser piorada com estresse, cansaço ou estar em associação com outras doenças, como síndrome do intestino irritável, dor lombar, dor de cabeça, ansiedade e depressão. 

  • O que fazer: não há um tratamento específico, e pode ser realizado com a associação do uso de antidepressivos e a realização de psicoterapia, indicados pelo médico após a investigação e exclusão de outras causas. 
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar