Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Doença de Bowen: o que é, sintomas e tratamento

A doença de Bowen, também conhecido como carcinoma espinocelular in situ, é um tipo de tumor presente na pele caracterizado pelo aparecimento de placas ou manchas vermelhas ou marrons na pele e que normalmente apresentam-se com crostas e grande quantidade de queratina, podendo ser ou não descamativa. Essa doença é mais comum em mulheres, apesar de também poder acontecer em homens, e normalmente é identificada entre os 60 e 70 anos de idade, já que tem relação com a exposição prolongada ao sol.

A doença de Bowen pode ser facilmente tratada por meio de terapia fotodinâmica, excisão ou crioterapia, no entanto caso não seja tratada corretamente pode haver progressão para carcinomas mais invasivos, o que pode resultar em consequências para a pessoa.

Doença de Bowen: o que é, sintomas e tratamento

Sintomas da doença de Bowen

As manchas indicativas da doença de Bowen podem ser únicas ou múltiplas e podem aparecer em qualquer parte do corpo que esteja exposta ao sol, sendo mais frequentes na perna, cabeça e pescoço. No entanto, também podem ser identificadas nas palmas das mãos, virilha ou região genital, principalmente nas mulheres quando se tem o vírus HPV e, no caso dos homens, no pênis.

Os principais sinais e sintomas da doença de Bowen são:

  • Aparecimento de manchas vermelhas ou marrons na pele que crescem ao longo do tempo;
  • Coceira no local das lesões;
  • Pode haver ou não descamação;
  • As manchas podem ser em alto relevo;
  • As lesões podem possuir crostas ou serem planas.

O diagnóstico da doença de Bowen é normalmente feito pelo dermatologista ou pelo clínico geral a partir da observação das manchas através da dermatoscopia, que é um método diagnóstico não invasivo em que são avaliadas as lesões presentes na pele. A partir da dermatoscopia, o médico pode indicar a necessidade de realização da biópsia para verificar se as células da lesão possuem características benignas ou malignas e, a partir do resultado, pode-se indicar o tratamento mais adequado.

Através da dermatoscopia e da biópsia é também possível diferenciar a doença de Bowen de outras doenças dermatológicas, como psoríase, eczema, carcinoma basocelular, queratose actínica ou infecção por fungos, que é conhecida por dermatofitose. Entenda como é feita a dermatoscopia.

Principais causas

A ocorrência da doença de Bowen está associada frequentemente à exposição prolongada à luz ultravioleta do sol, não necessariamente ao fato da pessoa passar horas exposta ao sol, mas sim à exposição diária de forma voluntária ou involuntária.

No entanto, essa doença também pode ser favorecida pela exposição a substâncias carcinogênicas, como consequência de infecções virais, principalmente HIV, diminuição da atividade do sistema imunológico, devido à realização de quimio ou radioterapia, transplante, doenças auto-imunes ou crônicas, por exemplo, ou ser resultado de fatores genéticos.

Como é feito o tratamento

O tratamento da doença de Bowen é determinado pelo médico de acordo com as características das lesões, como localização, tamanho e quantidade. Além disso, é verificado risco de evolução da doença para carcinomas mais invasivos.

Assim, o tratamento pode ser feito através da crioterapia, excisão, radioterapia, terapia fotodinâmica, laserterapia ou curetagem. Na maioria das vezes, a fototerapia é utilizada no caso de lesões múltiplas e extensas, enquanto que a cirurgia pode ser recomendada no caso de lesões pequenas e únicas, em que toda a lesão é removida.

Além disso, no caso da doença de Bowen acontecer como consequência da infecção pelo HPV, por exemplo, o médico deve indicar o tratamento para a infecção. É recomendado também evitar a exposição prolongada ao sol para evitar a progressão da doença e o surgimento de complicações.

Veja como é feito o tratamento para o carcinoma da pele.

Bibliografia >

  • GOMES, Luiza S. G. A et al. Doença de Bowen pigmentada periungueal tratada por cirurgia micrográfica. Surg Cosmet Dermatol. Vol 8. 4 ed; 46-49, 2016
  • SANTOS, Guida; SOUSA, Lourdes; JOÃO, Alexandre. Apresentação curiosa de um tumor cutâneo e o seu sucesso terapêutico. Revista SPDV. Vol 71. 2 ed; 241-244, 2013
  • SKIN CANCER FOUNDATION. Carcinoma de Células Escamosas. Disponível em: <https://www.skincancer.org/international/carcinoma-celulas-escamosas/>. Acesso em 16 Out 2019
  • NHS. Bowen's disease. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/bowens-disease/>. Acesso em 16 Out 2019
  • COCHRANE. Treatments for cutaneous Bowen's disease. Disponível em: <https://www.cochrane.org/CD007281/SKIN_treatments-cutaneous-bowens-disease>. Acesso em 16 Out 2019
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem