Dieta para ácido úrico alto: o que comer e o que evitar

novembro 2022

A dieta para ácido úrico tem o objetivo de diminuir a ingestão de purinas, um tipo de proteína que, quando consumida em excesso, aumenta os níveis de ácido úrico e está presente principalmente em carnes vermelhas, peixes, como atum e sardinha, e frutos do mar, como camarão e mexilhão.

Durante a dieta é importante também diminuir o consumo de doces e refrigerantes, por serem ricos em frutose, um tipo de carboidrato que promove a produção de ácido úrico, além de causar o ganho de peso, que é uma das causas do ácido úrico alto. Entenda melhor o que é ácido úrico alto, suas causas e sintomas.

Por outro lado, é importante priorizar o consumo de vegetais e frutas, porque as fibras e as vitaminas, principalmente a vitamina C, ajudam a regular o ácido úrico no sangue, assim como é recomendado beber bastante água, pois essa bebida ajuda a eliminar o excesso de ácido úrico pela urina. Veja alguns remédios caseiros para baixar o ácido úrico.

Tabela de alimentos para o ácido úrico

Os alimentos que devem ser evitados são principalmente os carboidratos refinados, como pão branco, açúcar e farinhas, as carnes vermelhas, as vísceras e os frutos do mar.

Por outro lado, é importante priorizar a ingestão de frutas, vegetais, gorduras saudáveis e grãos integrais, como mostrados na tabela a seguir:

Permitidos

Consumo moderado

Evitar

Frutas in natura e com casca

Aves, como frango e peru, peixes como sardinha, atum, anchovas e ovos

Molhos e temperos industrializados, como ketchup, mostarda, maionese, caldos e extratos de carnes

Verduras, legumes e hortaliças

Carne vermelha, como carne de boi, de porco, de ovelha ou cordeiro

Carnes processadas como salsicha, linguiça, presunto e mortadela

Leite desnatado, iogurte desnatado e queijos magros como cottage e ricota

Sucos naturais de fruta

Vísceras como fígado, rins e moela

Café e chás

--

Pão branco, arroz branco e macarrão branco

Azeite, castanhas, nozes, amendoim, amêndoas

--

Açúcar, doces, sorvetes refrigerantes e sucos industrializados

Ervilha, feijão, soja, milho, lentilha, grão-de-bico

--

Bebidas alcoólicas, especialmente a cerveja

Cereais integrais, como pão integral, arroz integral, farelo de trigo, aveia

--

Frutos do mar como caranguejo, camarão, mexilhões, ovas e caviar

Os alimentos que devem ser consumidos com moderação, como o frango, a carne vermelha e o ovo, podem ser excluídos da alimentação temporariamente, quando o ácido úrico no sangue está muito elevado ou durante a crise de gota, uma doença inflamatória que afeta as articulações. Entenda melhor o que é a gota.

Dúvidas mais comuns

Algumas dúvidas comuns sobre a dieta para o ácido úrico alto são:

1. As leguminosas aumentam o ácido úrico?

As leguminosas como feijão, lentilhas e grão-de-bico, apresentam alto teor de purinas. No entanto, esses alimentos não aumentam o ácido úrico.

Isso acontece porque a adenina e guanina, que são os principais tipos de purinas presentes nas leguminosas, não provocam o aumento dos níveis de ácido úrico no organismo.

Já nos alimentos de origem animal o tipo de purina em maior quantidade é a hipoxantina, uma substância que é convertida no organismo em ácido úrico, sendo, assim, a principal responsável por aumentar os níveis de ácido úrico no sangue.

2. Quem tem ácido úrico alto pode comer ovos?

Os ovos podem ser consumidos por quem tem ácido úrico elevado. No entanto a ingestão desse alimento deve ser moderada, o que equivale em média a 2 ovos no almoço ou no jantar, por exemplo.

No entanto, os ovos podem ser excluídos temporariamente da alimentação, especialmente quando os níveis de ácido úrico no sangue estão muito elevado ou durante a crise de gota.

3. As frutas cítricas acidificam o sangue, aumentando o ácido úrico?

Acredita-se que as frutas cítricas acidificam o sangue, aumentando o ácido úrico. No entanto, a acidez das frutas é neutralizada pelo ácido do estômago, que é mais forte que o ácido do alimento. Por isso, os ácidos das frutas cítricas não interferem na acidez do sangue e não aumentam o ácido úrico.

4. O tomate aumenta o ácido úrico?

Apesar de se acreditar que o consumo de tomate está associado com o aumento do ácido úrico, não existem estudos que confirmem essa relação.

Além disso, o tomate é um alimento rico em vitamina C, um nutriente com ação uricosúrica que ajuda a equilibrar os níveis de ácido úrico no organismo, e, por isso, pode ser consumido durante a dieta para ácido úrico alto.

Cardápio para baixar o ácido úrico

A tabela a seguir mostra o exemplo de um cardápio de 3 dias para ajudar a controlar os níveis de ácido úrico no sangue:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da Manhã

1 xícara de café sem açúcar + uma omelete com 1 ovo + 1 kiwi

1 iogurte natural desnatado com morangos picados + 1 fatia de pão integral com queijo ricota

1 xícara de café com leite desnatado + 1 ovo mexido + 1 fatia pequena de mamão

Lanche da manhã

1 banana + 5 castanhas de caju

1 fatia de mamão + 1 colher de sopa de manteiga de amendoim

1 copo de suco verde, feito com laranja, água de coco e couve

Almoço / Jantar

2 col de sopa de arroz integral com brócolis + 2 col de sopa de feijão + 1 filé de tilápia assada + 1 goiaba

2 col de sopa de purê de batata doce + 1 posta de robalo ensopado + salada de alface com rúcula e cenoura ralada crua e azeite + 1 laranja

1 xícara de chá de macarrão integral com molho pesto + 1 filé de frango grelhado + 1  salada de repolho e cenoura refogados no azeite + 1 fatia de melão

Lanche da tarde

1 tapioca recheada com cottage + 2 fatias pequenas de abacaxi

1 xícara de chá de camomila + 1 fatia de pão integral + 1 ovo mexido

1 iogurte natural desnatado + 2 castanhas-do-pará + 1 fatia de melancia

Este cardápio é apenas um exemplo para incluir na dieta. Para o tratamento do ácido úrico alto, além do acompanhamento do reumatologista, é recomendado também ter o acompanhamento de um nutricionista, para que seja elaborada uma dieta individualizada e balanceada.

Outras dicas para diminuir o ácido úrico

Para ajudar a diminuir o ácido úrico, existem algumas dicas que podem ser seguidas todos os dias, como:

  • Beber de 1,5 a 2 litros de água por dia;
  • Diminuir a quantidade de carne vermelha, frango e peixes na dieta;
  • Dar preferência para alimentos diuréticos como melancia, pepino ou salsão. Veja uma lista de alimentos diuréticos;
  • Evitar o consumo de alimentos ricos em purinas, como fígado, rins e moela;
  • Evitar a ingestão de bebidas alcoólicas;
  • Diminuir o consumo de produtos industrializados e com muito açúcar, como refrigerantes, bolachas, sorvetes ou comida pronta;
  • Aumentar o consumo de alimentos ricos em vitamina C, como laranja, abacaxi e acerola. Veja outros alimentos ricos em vitamina C;
  • Perder ou manter o peso adequado, pois a obesidade e o sobrepeso são umas das causas do ácido úrico alto no sangue.

Além disso, é recomendado também praticar exercícios físicos regularmente, porque ajuda a manter o peso corporal adequado, equilibrando, assim, os níveis de ácido úrico.

Assista ao vídeo a seguir e veja mais dicas para controlar o ácido úrico:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em novembro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em novembro de 2022.

Bibliografia

  • CLEVELAND CLINIC. Treatments and procedures: Gout low purine diet. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/treatments/22548-gout-low-purine-diet>. Acesso em 23 ago 2022
  • JAKSE, Bostjan et al. Uric Acid and Plant-Based Nutrition. Nutrients. vol.11. 8.ed; 1-15, 2019
Mostrar bibliografia completa
  • LI, Rongrong et al. Dietary factors and risk of gout and hyperuricemia: a meta-analysis and systematic review. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition. Vol.27. 6.ed; 1344-1356, 2018
  • VALSARAJ, Rahul et al. Management of asymptomatic hyperuricemia: Integrated Diabetes & Endocrine Academy (IDEA) consensus statement. Diabetes & Metabolic Syndrome: Clinical Research & Reviews. Vol.14. 2.ed; 93-100, 2020
  • BRZEZINSKA, Olga et al. Role of Vitamin C in Prophylaxis and Treatment of Gout—A Literature Review. Nutrients. Vol.13. 2.ed; 1-20, 2021
  • MAYO CLNIC. Gout diet: what is allowed and what is not. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/es-es/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/gout-diet/art-20048524>. Acesso em 27 mai 2021
  • Stephen P Juraschek, MD, PhD, Mara McAdams-Demarco, PhD, Allan C Gelber, MD, PhD, Frank M. Sacks, MD, Lawrence J Appel, MD, MPH, Karen White, MS, RD, and Edgar R Miller, III, MD, PhD. Effects of Lowering Glycemic Index of Dietary Carbohydrate on Plasma Uric Acid: The OmniCarb Randomized Clinical Trial. Arthritis Rheumatol. 68. 5; 1281–1289, 2016
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Alimentação para ÁCIDO ÚRICO alto

    02:33 | 1108083 visualizações