Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que pode ser a diarreia com sangue em bebês e o que fazer

A diarreia com sangue no bebê não é comum, e por isso deve ser rapidamente investigada, isso porque geralmente está associada a infecções intestinais, pelo rotavírus, por bactérias ou por vermes. Outras causas comuns são a alergia ao leite de vaca e as fissuras anais. Uma causa grave é a invaginação intestinal, que deve ser tratada rapidamente no hospital.

Assim que for verificada mais de três evacuações por dia, com o cocô mais líquido que o habitual, com cor diferente, cheiro forte ou com presença de sangue, deve-se levar o bebê ao pediatra para que seja investigada a causa e o tratamento possa ser iniciado. Saiba como reconhecer a diarreia no bebê.

Até à consulta é importante manter o bebê bem hidratado e manter a dieta habitual do bebê, evitando alimentá-lo com comidas que prendam o intestino, pois isso pode agravar a infecção e piorar os sintomas.

O que pode ser a diarreia com sangue em bebês e o que fazer

A diarreia com sangue nos bebês é preocupante mas pode ser facilmente tratada desde que se busque orientação do pediatra e se identifique a causa. As causas mais comuns de diarreia com sangue nos bebês são:

1. Infecção viral

A infecção viral acontece principalmente pelo Rotavírus, que causa diarreia intensa, com cheiro forte de ovo podre, vômitos e febre, e geralmente afeta bebês entre 6 meses e 2 anos. A infecção pelo rotavírus é caracterizada por pelo menos três evacuações líquidas ou moles com sangue durante o dia e pode durar de 08 a 10 dias. A forma mais comum de evitar a infecção pelo rotavírus é por meio da vacinação.

2. Infecção bacteriana

Algumas bactérias podem provocar diarreia com sangue nos bebês, como a Escherichia coli, Salmonella e a Shigella.

A Escherichia coli faz parte da população de microrganismos do intestino dos seres humanos, porém alguns tipos de E. coli são mais nocivos e podem provocar gastroenterites, que são caracterizadas por diarréia com sangue e/ou muco, além de febre, vômito e dor abdominal. Esses tipos mais nocivos estão presentes no ambiente, sendo assim, é possível ser contaminado por esses tipos a partir do contato com água e alimentos contaminados. Os sintomas da infecção por E. coli surgem poucas horas após a infecção, podendo ser tratada logo após confirmação médica e laboratorial.

As infecções por Salmonella e Shigella ocorrem quando há contato com água ou alimento contaminados com fezes de animais. A infecção pela Salmonella recebe o nome de salmonelose e é caracterizada por dor abdominal, vômitos, dor de cabeça, febre e diarréia com sangue. Geralmente os sintomas da infecção surgem entre 12 e 72 horas após a infecção. Os sintomas da shigelose, que é a infecção por Shigella, são os mesmos que os da salmonelose e surgem após um ou dois dias da infecção.

Pelo fato dos bebês possuírem o costume de colocar tudo o que veem na boca e por brincarem muito no chão, infecções por essas bactérias são comuns. Sendo assim, a melhor forma de prevenir a infecção é lavando bem as mãos dos bebês e os alimentos, além de tentar evitar o contato do bebê com qualquer superfície que seja estranha e potencialmente contaminante.

3. Vermes

Infecções por vermes são muito comuns em áreas com pouca higiene e saneamento. A presença de vermes no intestino podem favorecer a ocorrência de diarreia com sangue. Esses vermes chegam ao intestino por meio da ingestão acidental de ovos desses parasitas presentes no solo e em alimentos. Por isso que a higienização e o cuidado com o que o bebê tem contato é muito importante. Veja quais são os sintomas de verme.

4. Colite ulcerativa

A colite ulcerativa pode aparecer em qualquer idade, inclusive nos bebês, apesar de ser raro. É uma irritação no intestino causada pela presença de várias feridas (úlceras) que leva a diarreias com presença de sangue. Para tratar a colite o médico normalmente indica medicamentos para parar a diarreia e o uso de alguns suplementos alimentares. Saiba mais sobre a colite ulcerativa.

5. Invaginação intestinal

A invaginação intestinal, que também pode ser conhecida como intussuscepção intestinal, é uma condição grave na qual uma parte do intestino desliza para dentro de outra, podendo interromper a passagem de sangue para essa porção e causar uma infecção grave, obstrução, perfuração do intestino e até morte dos tecidos. Além da diarreia com sangue, também podem surgir outros sintomas como dor abdominal intensa e irritabilidade. Saiba mais sobre

O que pode ser a diarreia com sangue em bebês e o que fazer

O que fazer

Assim que houver diarreia com presença de sangue nos bebês a atitude mais aconselhada é ir ao pediatra para que se possa identificar a causa e, assim, o tratamento ideal ser estabelecido. Além disso é muito importante que o bebê tome muita água para não correr o risco de ficar desidratado. Também é recomendado não ingerir alimentos que prendam o intestino nos primeiros dias da diarreia, pois pode ser que o vírus, bactéria ou verme saia no cocô.

No caso da infecção pelo rotavírus, geralmente o tratamento envolve remédios para baixar a febre, como o ibuprofeno e o paracetamol e soluções de reidratação oral. Nas infecções por bactérias, pode ser receitado antibiótico, que varia de acordo com a bactéria. Para as infecções por vermes, muitas vezes é indicada o uso de metronidazol, secnidazol ou tinidazol de acordo com a orientação médica. Em relação à colite, o tratamento é definido a partir da avaliação do médico, podendo variar desde o uso de antibióticos ou anti-inflamatórios, até ter uma dieta balanceada.

Já no caso de uma invaginação intestinal, é aconselhado que o tratamento seja iniciado o mais rápido possível no hospital. Nestes casos, o médico geralmente faz um enema com ar para tentar colocar o intestino no local correto, sendo que poucas vezes é necessário recorrer a cirurgia.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem