Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Coronavírus na gravidez: possíveis complicações e como se proteger

Março 2020

Devido às alterações fisiológicas que acontecem naturalmente durante a gravidez, as mulheres possuem maior chance de adquirir infecções virais, já que o seu sistema imunológico possui menor atividade. No entanto, no caso do SARS-CoV-2, que é o vírus responsável pela COVID-19, apesar do sistema imunológico da grávida estar mais comprometido, não há risco de desenvolver sintomas mais graves da doença. Além disso, não foram relatadas, até o momento, complicações ou risco de transmissão para o bebê durante o parto.

No entanto, apesar de não haver evidências de gravidade da COVID-19 relacionadas com a gravidez, é importante que a mulher adote os hábitos de higiene e de precaução para evitar o contágio e a transmissão para outras pessoas, como lavar as mãos com água e sabão regularmente e cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar. Veja como se proteger da COVID-19.

Coronavírus na gravidez: possíveis complicações e como se proteger

Possíveis complicações

Apesar dos coronavírus responsáveis pela Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS-CoV-1) e Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV) terem sido relacionados com graves complicações durante a gestação, como complicação renal, necessidade de internamento e de intubação endotraqueal, o SARS-CoV-2 não foi relacionado com nenhuma complicação. No entanto, no caso de mulheres que possuem sintomas mais graves, é importante entrar com contato com o serviço de saúde e seguir as orientações recomendadas.

Apesar de ter sido relatado que algumas gestantes com COVID-19 tiveram parto prematuro, não é possível afirmar de que a prematuridade tem relação com a infecção pelo novo tipo de coronavírus. No entanto são necessários mais estudos para afirmar se há ou não complicações na gravidez relacionadas com o SARS-CoV-2, até porque não foram relatados casos de gravidez positivas para COVID-19 e pertencentes ao grupo de risco.

O vírus passa para o bebê?

Em um estudo realizado com 9 mulheres grávidas que foram confirmadas com COVID-19, nenhum dos seus bebês foi positivo para o novo tipo de coronavírus, o que sugere que o vírus não é passado da mãe para o bebê durante o parto. No entanto, caso o bebê entre em contato com secreções respiratórias ou de saliva da mãe, pode vir a ser contaminado, já que essa é a forma principal de transmissão do SARS-CoV-2.

Nesse estudo, foi realizada a pesquisa do vírus no líquido amniótico, na garganta do bebê e no leite materno com o objetivo de verificar se haveria algum risco para o bebê, no entanto o vírus não foi encontrado em nenhuma dessas pesquisas, o que indica que o risco de transmissão do vírus para o bebê durante o parto ou através da amamentação é mínimo. Outro estudo realizado com 38 gestantes positivas para SARS-CoV-2 também indicou que os bebês testaram negativo para o vírus, confirmando a hipótese do primeiro estudo.

Sintomas de COVID-19 na gravidez

Os sintomas de COVID-19 na gravidez variam de leve a moderado, havendo sido relatados sintomas iguais aos das pessoas que não estão grávidas, como febre, tosse, dor muscular e mal estar. Em alguns casos foi verificado também diarreia e dificuldade para respirar, sendo importante que nessas situações a mulher seja acompanhada no hospital. Saiba identificar os sintomas de COVID-19.

Como é feita a prevenção

Apesar de não haver evidência de que os sintomas apresentados pela mulher são graves durante a gravidez ou de que pode haver complicações para o bebê ou durante a gestação, é importante que a mulher adote medidas de prevenção, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão por cerca de 20 segundos, evite tocar nos olhos, boca e nariz, cubra a boca e o nariz quando for tossir ou espirrar e evite ficar em um ambiente com muitas pessoas e com pouca circulação de ar.

Além disso, é importante que a gestante fique em repouso, beba bastante líquido e tenha hábitos saudáveis para que o sistema imunológico continue em atividade e tanto a COVID-19 quanto outras doenças virais sejam evitadas.

No caso do bebê recém-nascido, é importante que antes de entrar em contato com o bebê seja feita a desinfecção das mãos e, caso tenha algum sintoma de resfriado ou de gripe, seja utilizada máscara para evitar que o bebê seja exposto ao vírus. Em relação à amamentação, não há evidências de que o vírus responsável pela COVID-19 passe pelo leite, sendo importante que a amamentação seja continuada, até porque o leite materno possui vários benefícios para o bebê, inclusive relacionados ao fortalecimento do seu sistema imunológico. Confira os benefícios da amamentação.

Saiba mais sobre o que fazer contra o novo coronavírus no vídeo a seguir:

Bibliografia >

  • HARVARD MEDICAL SCHOOL. Pregnant and worried about the new coronavirus?. 2020. Disponível em: <https://www.health.harvard.edu/blog/pregnant-and-worried-about-the-new-coronavirus-2020031619212>. Acesso em 20 Mar 2020
  • CHEN, Huijun et al. Clinical characteristics and intrauterine vertical transmission potential of COVID-19 infection in nine pregnant women: a retrospective review of medical records. The Lancet. Vol 395. 2020
  • CDC. Pregnancy & Breastfeeding - Information about Coronavirus Disease 2019. Disponível em: <https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-ncov/prepare/pregnancy-breastfeeding.html>. Acesso em 20 Mar 2020
  • JIAO, Jian. Under the epidemic situation of COVID-19, should special attention to pregnant women be given?. Journal of Medical Virology. 2020
  • SCHWARTZ, David A. An Analysis of 38 Pregnant Women with COVID-19, Their Newborn Infants, and Maternal3 Fetal Transmission of SARS-CoV-2: Maternal Coronavirus Infections and Pregnancy Outcomes. Arch Pathol Lab Med. 2020
  • YANG, H.; WANG, C.; POON, L. Novel coronavirus infectionand pregnancy. Ultrasound Obstet Gynecol. 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem