Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dacrioestenose: o que é, sintomas e como é feito o tratamento

A dacrioestenose é a obstrução total ou parcial do canal que conduz as lágrimas, o canal lacrimal. O bloqueio desse canal pode congênito, devido ao desenvolvimento inadequado do sistema lacrimonasal ou desenvolvimento anormal da face, ou adquirido, podendo ser resultado de pancadas no nariz ou nos ossos da face, por exemplo.

A obstrução do canal normalmente não é grave, no entanto deve ser informado ao médico para que possa ser feito algum tratamento, caso haja necessidade, já que pode haver a inflamação e posterior infecção do canal obstruído, sendo essa situação conhecida como dacriocistite.

Dacrioestenose: o que é, sintomas e como é feito o tratamento

Sintomas de dacrioestenose

Os principais sinais e sintomas de dacrioestenose são:

  • Olhos lacrimejando;
  • Vermelhidão da parte branca do olho;
  • Presença de secreção ocular;
  • Crostas na pálpebra;
  • Inchaço do canto interno do olho;
  • Visão embaçada.

Apesar da maioria dos casos de dacrioestenose ser congênita, é possível que aconteça o bloqueio do canal lacrimal já na vida adulta, o que pode acontecer devido a pancadas no rosto, infecções e inflamações na região, presença de tumores ou como consequência de doenças inflamatórias como a sarcoidose, por exemplo. Além disso, a dacrioestenose adquirida pode ser muito relacionada com o envelhecimento em que o canal passa a ficar mais estreito ao longo do tempo.

Bloqueio do canal lacrimal em bebê

O bloqueio do canal lacrimal nos bebês recebe o nome de dacrioestenose congênita, podendo ser percebida em bebês entre 3 e 12 semanas de nascimento, e ocorre devido à formação incorreta do sistema lacrimonasal, prematuridade do bebê ou devido à má-formação do crânio ou da face.

A dacrioestenose congênita pode ser facilmente identificada e pode desaparecer espontaneamente entre os 6 e os 9 meses de idade ou mais tarde de acordo com a maturação do sistema lacrimonasal. No entanto, quando o bloqueio do canal lacrimal interfere no bem estar do bebê, é importante levar a criança ao pediatra para que seja iniciado o tratamento adequado.

Como é feito o tratamento

É recomendado pelo médico que os bebês que apresentam o bloqueio do canal lacrimal, recebam de seus pais ou responsáveis massagem na região do canto interno do olho 4 a 5 vezes por dia para diminuir o bloqueio. No entanto, caso seja verificado sinais inflamatórios, pode ser indicado pelo pediatra o uso de colírios antibióticos. As massagens devem ser no canal a ser desobstruído até o primeiro ano de vida da criança, caso contrário, pode ser necessária a realização de um pequeno procedimento cirúrgico para a abertura do canal lacrimal.

O otorrinolaringologista e o oftalmologista são os médicos mais indicados para realizar a cirurgia para a desobstrução do canal lacrimal. Esse procedimento cirúrgico é feio com o auxílio de uma pequena sonda e o adulto deve ser submetido à anestesia local e a criança à geral.

Bibliografia >

  • MAYO CLINIC. Blocked tear duct. Disponível em: <https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/blocked-tear-duct/symptoms-causes/syc-20351369>. Acesso em 15 Out 2019
  • HOFLING-LIMA, Ana Luisa et al. Manual de Condutas em Oftalmologia. São Paulo: Editora Atheneu, 2008. 601-603.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem