Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como saber se meu filho tem diabetes

​Para saber se seu filho tem diabetes é importante estar atento a alguns sintomas que podem indicar a doença, como beber muita água, urinar várias vezes ao dia, ficar rapidamente cansado ou ter dores de barriga e de cabeça frequentes, além de problemas de comportamento, como irritabilidade e mau rendimento na escola.

Neste caso, deve-se levar a criança ao pediatra, para avaliar os sintomas e fazer os exames necessários, de forma a diagnosticar o problema e iniciar o tratamento adequado, que pode ser feito com dieta, exercícios ou uso de medicamentos, para evitar consequências a longo prazo.

Como saber se meu filho tem diabetes

Sinais de diabetes tipo 1

Este é o tipo de diabetes mais comum na criança, que pode gerar sintomas como: 

  • Beber água muitas vezes;
  • Sensação frequente de fome;
  • Perda de peso, sem explicação;
  • Aumento na frequência para urinar;
  • Fraqueza e cansaço excessivos;
  • Náuseas e tonturas;
  • Irritabilidade e baixo rendimento na escola;
  • Câimbras e formigamento nos membros.

Nestes casos, a criança não precisa estar fazendo uma alimentação errada, pois este tipo de diabetes surge devido a alterações genéticas, não hereditárias, que levam o pâncreas a produzir menos insulina, dificultando o trabalho do organismo para reduzir os níveis de açúcar no sangue.

Este tipo de diabetes pode se desenvolver subitamente, com sintomas intensos, entretanto, muitos casos se desenvolvem aos poucos e de forma silenciosa, portanto, caso um ou mais destes sintomas surjam e sejam persistentes, é importante agendar uma consulta com o pediatra para uma melhor investigação. 

Sinais de diabetes tipo 2

A diabetes do tipo 2 é mais comum em crianças que não fazem uma alimentação adequada e, que, por isso, normalmente apresentam excesso de peso. Nestes casos, os sintomas são:

  • Aumento da sensação de sede;
  • Urinar muitas vezes durante o dia e a noite;
  • Perda de peso leve, sem causa aparente;
  • Cansaço frequente;
  • Infecções repetidas por fungos;
  • Coloração escura em regiões de dobras, como axilas e pescoço, chamada de acantose nigricans

No entanto, em muitos casos, este tipo de diabetes pode não causar qualquer sintoma, se desenvolvendo silenciosamente. Assim, mesmo que a criança não apresente sintomas, mas esteja acima do peso é aconselhado consultar o pediatra para avaliar os níveis de açúcar no sangue e determinar o risco de desenvolver a doença.

O diabetes tipo 2 se desevolve aos poucos devido à falta de controle na alimentação, com excesso de doces, massas, gorduras e frituras, além de sedentarismo e, por esse motivo, esta doença é mais comum nas crianças obesas.

Como saber se meu filho tem diabetes

Como confirmar se é diabetes

Para diagnosticar o diabetes, o médico irá solicitar exames de glicemia, que podem ser a glicose em jejum, a glicemia capilar, com picadas no dedo, ou através do teste de tolerância à glicose, que é feito após o consumo de uma bebida muito doce. Desta forma, é possível identificar qual o tipo de diabetes, e programar o tratamento ideal para cada criança.

Entenda melhor como são feitos os exames que confirmam o diabetes.

Como cuidar da criança com diabetes

O controle da glicemia é fundamental, e deve ser feito diariamente, sendo muito importante ter hábitos como o consumo moderado de açúcar, fazer refeições menores, e mais vezes ao dia, e mastigar bem antes de engolir.

A prática de atividade física também é uma estratégia tanto para controlar a doença, como para impedir suas complicações sobre outros órgãos, como coração, olhos e rins.

Este tipo de controle pode ser difícil para crianças que tinham hábitos ruins de alimentação e sedentarismo, mas deve-se ter em mente que essas atitudes são as corretas para a saúde tanto das crianças, como de qualquer pessoa. Veja algumas dicas sobre o que fazer para ficar mais fácil cuidar da criança com diabetes.

  • Diabetes tipo 1

No caso da criança com diabetes tipo 1, o tratamento é feito com injeções de insulina algumas vezes ao dia, de forma a imitar a insulina produzida naturalmente pelo pâncreas. Assim, são necessários 2 tipos de insulina, uma de ação lenta, aplicadas em horários fixos, e uma de ação rápida, aplicada após as refeições.

Hoje em dia, existem diversas opções de insulina, aplicadas, através de pequenas seringas, canetas e até uma bomba de insulina que pode ficar presa ao corpo e fazer aplicações nos horários programados. Veja quais são os principais tipos de insulina e como aplicar

  • Diabetes tipo 2

Já o tratamento do diabetes tipo 2 infantil, inicialmente, é feito com o uso de remédios em comprimido, para diminuir as taxas de glicose do sangue e tentar manter a ação do pâncreas. Em casos muito graves ou em que o pâncreas está insuficiente, poderá, também, ser feito o uso de insulina. 

O remédio mais utilizado para tratar o diabetes tipo 2 é a Metformina, mas existem diversas opções, definidas pelo médico, que têm formas de ação adaptadas para cada pessoa. Entenda quais são os medicamentos utilizados para o tratamento do diabetes.

Veja, no vídeo a seguir, dicas muito práticas e importantes para ajudar a criança a perder peso e controlar o açúcar no sangue:

Mais sobre este assunto:
Carregando
...