Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Quais os exames que ajudam no diagnóstico do Zika vírus

Para se fazer o diagnóstico correto da infecção pelo Zika vírus é importante estar atento aos sintomas que normalmente surgem 10 dias após a picada de um mosquito e que, inicialmente, incluem febre acima de 38ºC e manchas vermelhas na pele do rosto. Estes sintomas geralmente evoluem para outros sintomas um pouco mais específicos como:

  • Dor de cabeça intensa que não melhora;
  • Dor de garganta;
  • Dor nas articulações;
  • Dor muscular e cansaço excessivo.

Normalmente, estes sinais duram até 5 dias e podem ser confundidos com os sintomas da gripe, dengue ou rubéola sendo, por isso, importante ir ao pronto-socorro quando surgem mais que 2 dos sintomas para ser visto por um médico para diagnosticar o problema, iniciando o tratamento adequado. Conheça outros sintomas causados pelo Zika vírus e como aliviar.

Quais os exames que ajudam no diagnóstico do Zika vírus

O que fazer em caso de suspeita de Zika

Quando existe suspeita de se estar com Zika é recomendado ir imediatamente ao hospital para que o médico observe os sintomas e avalie se podem estar sendo causados pelo vírus da Zika. Além disso, o médico também pode pedir alguns exames para garantir que não existe alguma outra doença que possa estar causando os mesmos sintomas. No entanto, em épocas de epidemia os médicos podem suspeitar da doença e nem sempre solicitam qualquer exame.

Como é feito o diagnóstico

O diagnóstico para identificar a presença do Zika vírus é feito por meio do teste rápido, testes moleculares e imunológicos e devem ser feitos, de preferência, durante a fase sintomática da doença, que é quando há maior chance de detecção desse vírus, mesmo que esteja em baixas concentrações.

O exame mais utilizado no diagnóstico do Zika vírus é o RT-PCR que é um teste molecular que pode ser realizado utilizando como amostra o sangue, a urina ou a placente, no caso de ser realizado nas gestantes. Apesar da análise do sangue ser a mais frequente, a urina garante maior probabilidade de detecção, além de também ser mais fácil de coletar. Pela RT-PCR, além de identificar a presença ou ausência do vírus, é possível verificar em que concentração o vírus está presente, sendo essa informação útil para o médico estabelecer o melhor tratamento.

Além dos testes moleculares, é possível também fazer o diagnóstico sorológico, em que é investigada a presença de antígenos e/ou anticorpos que possam ser indicativos de infecção. Esse tipo de diagnóstico é mais realizado nas gestantes e nos recém-nascidos que possuem microcefalia, podendo ser realizado a partir de uma amostra de sangue, cordão umbilical ou liquor.

O teste rápido é utilizado na maioria das vezes como forma de triagem, devendo o resultado ser confirmado por meio de testes moleculares ou sorológicos. Há também os testes imuno-histoquímicos, em que uma amostra de biópsia é enviada para o laboratório para que seja investigada a presença de anticorpos contra o vírus, no entanto esse teste é só realizado em bebês que nasceram sem vida ou em abortos suspeitos de microcefalia.

Devido à similaridade entre os sintomas da Zika, Dengue e Chikungunya, há também um teste molecular de diagnóstico que permite diferenciar os três vírus, permitindo que seja feito o diagnóstico correto e início do tratamento, no entanto esse teste não encontra-se disponível em todas as unidades de saúde, sendo normalmente encontrados nos laboratórios de investigação e que também recebem amostras para realizar o diagnóstico.

Como saber se o bebê está com Zika

No caso do bebê, pode ser um pouco mais complicado identificar os sintomas de Zika. Por isso, é muito importante que os pais fiquem atentos a sinais como:

  • Muito choro;
  • Inquietação;
  • Aparecimento de manchas vermelhas na pele;
  • Febre acima de 37,5ºC;
  • Olhos vermelhos.

Se houver suspeita de Zika, deve-se levar a criança para o pediatra para que sejam feitos exames de diagnóstico e, assim, pode ser inciado o tratamento mais adequado. Veja o que pode fazer para tratar do seu bebê com zika.

Como é feito o tratamento do Zika vírus

O tratamento para o Zika vírus é o mesmo que o tratamento da dengue, e deve ser orientado por um clínico geral ou infectologista. Normalmente é feito apenas com o controle dos sintomas, uma vez que não existe um antiviral específico para combater a infecção.

Assim, o tratamento deve ser feito apenas com repouso em casa durante cerca de 7 dias e o uso de analgésicos e remédios para febre, como Paracetamol ou Dipirona, por exemplo, para aliviar os sintomas e acelerar a recuperação. Anti-alérgicos e Anti-inflamatórios também podem ser indicados para controlar alguns dos sintomas.

Em algumas pessoas a infecção pelo Zika Vírus pode ter como complicação o desenvolvimento da Síndrome Guillain-Barré, uma doença grave que quando não é tratada pode deixar e paciente sem andar e respirar, sendo potencialmente fatal. Por isso se apresentar fraqueza progressiva nas pernas e nos braços deve ir rapidamente para o hospital. Pessoas diagnosticadas com esta síndrome relataram ter apresentado os sintomas da Zika cerca de 2 meses antes.

Veja no vídeo a seguir como se alimentar para se recuperar da Zika mais rapidamente:

Aliviar os sintomas da Zika - Alimentação especial | #Zika

45 mil visualizações

Bibliografia >

  • GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Diagnóstico Laboratorial do Zika Vírus. 2016. Disponível em: <https://mosquito.saude.es.gov.br/Media/dengue/Zika/GUIA%20RAPIDO%20DIAGNOSTICO%20%20LABORATORIAL%20DO%20ZIKAV%2014-03%20pdf.pdf>. Acesso em 09 Dez 2019
  • Agência Nacional de Saúde Suplementar. Vírus Zika: diagnóstico. 2016. Disponível em: <http://www.ans.gov.br/images/stories/Legislacao/camara_tecnica/2016_gt_viruszika/gt_viruszika_1_reuniao_apresentacaocosaude.pdf>.
  • SILVA, Antônia Letícia P.; SPALDING, Silvia Maria. Vírus zika – Epidemiologia e diagnóstico laboratorial. Rev Med Minas Gerais. 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem