Dor nos pés: o que pode ser e o que fazer

Revisão médica: Dr. Francisco Couto Valente
Ortopedista
agosto 2022

A dor nos pés é causada, na maioria das vezes, devido ao uso de sapatos de salto alto ou apertados por um longo período, realização de atividade física excessiva ou como consequência da gravidez, por exemplo, não sendo grave e podendo ser tratada em casa apenas com descanso, aplicação de gelo e massagem.

No entanto, quando a dor no pé impede o caminhar ou piora ao longo do tempo, pode ser sinal de um problema mais grave como fascite plantar, tendinite ou reumatismo, por exemplo.

Desta forma, é importante consultar o ortopedista quando a dor no pé não melhora, existem outros sintomas, ou ocorreu devido a uma queda. Assim é possível que seja feito o diagnóstico, e indicado o tratamento mais adequado que varia de acordo com a sua causa.

As principais causas de dor nos pés são:

1. Sobrecarga nos pés

A dor nos pés pode ocorrer devido a uma sobrecarga nos pés, o que pode acontecer devido ao excesso de peso corporal ou como consequência do uso de sapatos apertados ou de salto alto, por exemplo.

Além disso, a sobrecarga nos pés também pode acontecer após uma caminhada longa, prática de atividade física intensa, ou por permanecer muito tempo de pé.

O que fazer: colocar os pés dentro de uma bacia de água fria, compressa de gelo durante 15 minutos, e massagear os pés, pode ajudar a reduzir a dor, mas também é importante usar sapatos confortáveis, adequados, evitar ficar muito tempo em pé, perder peso e descansar de forma adequada.

2. Gravidez

A dor nos pés é bastante comum na gravidez e pode estar relacionada com o aumento do peso, dificuldade de retorno venoso, má circulação sanguínea e inchaço das pernas e pés, que os deixa muito doloridos, principalmente no final do dia.

O que fazer: não ficar muito tempo de pé, e colocar os pés mais altos que o corpo, apoiando os pés quando precisar sentar, ajudam a melhorar a circulação sanguínea das pernas e ajuda a aliviar o inchaço nas pernas ou nos pés. Além disso, colocar os pés em uma bacia com água fria também pode ajudar a aliviar a dor nos pés. Veja outras formas de aliviar a dor nos pés na gravidez.

3. Fascite plantar

A fascite plantar é uma inflamação da fáscia plantar, que é um tecido localizado na sola do pé, desde o calcanhar até os dedos, responsável por dar suporte ao arco do pé e absorver o impacto ao pisar, causando intensa dor intensa na sola do pé, sensação de queimação e desconforto, especialmente ao acordar.

Esse tipo de inflamação pode surgir devido a corridas de longa distância, uso de tênis inadequado para corrida ou ainda devido a pé chato, por exemplo.

O que fazer: aplicar uma compressa de gelo por 15 minutos na sola dos pés, cerca de 2 vezes ao dia, usar uma palmilha indicada pelo ortopedista ou usar pomadas ou comprimidos de anti-inflamatórios indicados pelo médico. Além disso, é importante fazer alongamentos para ajudar na recuperação. Veja os principais tratamentos para fascite plantar.

Assista o vídeo a seguir com a fisioterapeuta Marcelle Pinheiro com dicas para tratar a fascite plantar:

4. Tendinite calcânea

A tendinite calcânea é uma inflamação no tendão de aquiles, localizado no calcanhar, resultando em dor no pé na parte posterior do calcanhar, sensação de queimação ou rigidez do calcanhar, que piora com a atividade física, ou que pode surgir especialmente pela manhã.

Essa inflamação, também chamada de tendinopatia de Aquiles ou calcânea, geralmente é causada pelo estresse repetitivo no tendão, sendo comum em pessoas que praticam corrida, mas também pode ser causada por ganho de peso ou ainda por rigidez nos músculos da panturrilha.

O que fazer: aplicar compressas frias para reduzir a inflamação, ou usar remédios anti-inflamatórios, como ibuprofeno ou naproxeno, receitados pelo ortopedista. Além disso, pode ser recomendada fisioterapia. Nos casos em que a dor não melhora em cerca de 6 meses, o médico pode indicar uma cirurgia para reparar o tendão. Pode-se ainda pensar nos tratamentos osteo biológicos, que possuem ótimos resultados.

5. Joanete

O joanete é uma saliência óssea que se forma com mais frequência no dedão do pé, o hálux, causado por um desalinhamento da articulação do pé, podendo causar dor no pé, vermelhidão ou dormência no dedo afetado.

O joanete pode surgir devido ao uso de sapatos apertados ou salto alto, ou até por má formação do pé ou artrite reumatóide, por exemplo.

O que fazer: o tratamento deve ser orientado pelo ortopedista com o objetivo de aliviar os sintomas ou fazer com que o dedo volte para a posição inicial, podendo ser indicado o uso de sapatos confortáveis, uso de talas ou afastadores de dedos, remédios anti-inflamatórios ou corticóides, ou nos casos mais graves, cirurgia. Confira todas as opções de tratamento para o joanete.

6. Gota

A dor no pé é um sintoma comum de gota, e pode surgir quando o excesso de ácido úrico do sangue se deposita nas articulações na forma de cristais, causando uma inflamação, sendo comum de ocorrer no dedão do pé, resultando em dor intensa na articulação que dura alguns dias e que piora com o movimento.

O que fazer: o tratamento da gota deve ser orientado pelo ortopedista ou reumatologista, que pode indicar o uso de medicamentos para aliviar os sintomas, como anti-inflamatórios, corticóides ou remédios para diminuir o ácido úrico. Além disso, é importante mudar os hábitos alimentares, aumentando a ingestão de alimentos como maçã, beterraba, cenoura ou pepino, pois ajudam a baixar os níveis de ácido úrico. Veja como deve ser a alimentação para gota.

7. Neuropatia diabética

A neuropatia diabética é uma condição que ocorre devido a uma exposição prolongada a altos níveis de açúcar no sangue, o que pode causar danos progressivos nos nervos do corpo, podendo afetar os pés, braços ou mãos, levando ao surgimento de sintomas como dor aguda, sensação de queimação, formigamento ou dormência.

A neuropatia diabética, geralmente, é mais frequente em pessoas que não fazem o tratamento da diabetes de forma adequada para controlar os níveis de açúcar no sangue. Saiba como como controlar os níveis de açúcar no sangue.

O que fazer: deve-se fazer o tratamento com o endocrinologista, que pode indicar o uso de remédios antidiabéticos, como a insulina, para normalizar os níveis de açúcar no sangue. Além disso, para aliviar a dor o médico pode receitar medicamentos anticonvulsivantes, antidepressivos ou opióides, como pregabalina, amitriptilina ou tramadol, por exemplo. Entenda melhor como é feito o tratamento da neuropatia diabética.

8. Pé diabético

O pé diabético é uma das complicações da diabetes que pode acontecer quando o tratamento não é feito de acordo com a orientação do endocrinologista. Assim, pode haver o desenvolvimento do pé diabético, que é caracterizado por dor intensa, surgimento de feridas e aumento do risco de infecções.

O que fazer: Além de manter a glicemia sempre sob controle é preciso usar sapato adequado e observar diariamente os pés à procura de feridas ou lesões. Em caso de feridas pode ser necessário uso de antibióticos, pomadas antimicrobianas no local, uso de curativo, que precisa ser trocado diariamente. Confira mais detalhes dos cuidados e complicações do pé diabético.

9. Bursite

A bursite é a inflamação da bursa que é uma pequena bolsa que contém líquido e funciona como um amortecedor, além de reduzir a fricção entre os ossos, os tendões e os músculos das articulações.

A bursite quando ocorre na bursa calcânea pode causar dor no pé na parte de trás do calcanhar, vermelhidão, inchaço ou sensação de queimação.

O que fazer: deve-se fazer repouso e compressa de gelo por 15 minutos, 2 a 3 vezes ao dia. Além disso, a bursite por ser uma inflamação deve ser tratada com anti-inflamatórios por via oral como ibuprofeno ou diclofenaco, por exemplo, ou o ortopedista pode fazer injeção de corticóide direto na bursa.

10. ​​Síndrome do túnel do tarso

A síndrome do túnel do tarso acontece devido à compressão do nervo que passa pelo tornozelo e sola do pé, resultando em dor, sensação de queimação e formigamento na parte posterior e dentro do pé, e no tornozelo, que piora ao andar, mas que melhora no repouso.

Essa síndrome pode ser causada por fraturas, entorses, ou surgir como resultado de doenças, como diabetes, artrite reumatoide e gota, por exemplo.

O que fazer: o tratamento tem como objetivo descomprimir o nervo e, assim, aliviar os sintomas. Desta forma, o ortopedista pode indicar imobilização, uso de remédios anti-inflamatórios, fisioterapia ou até cirurgia.

Como aliviar a dor nos pés

Na maioria dos casos a dor no pé pode ser aliviada apenas com repouso e realização de um escalda pés seguido de uma massagem no final do dia com creme hidratante, por exemplo. De forma geral outras recomendações igualmente importantes incluem:

  • Utilizar sapatos confortáveis e flexíveis;
  • Fazer exercícios com os pés, como rodar ou mexer o pé para cima e para baixo;
  • Evitar usar sapatos apertados, salto alto ou permanecer muito tempo de pé;
  • Massagem pode ser realizada com creme hidratante ou óleo, mas também pode-se usar cremes ou géis com ingredientes anti-inflamatórios, como Diclofenaco ou Gelol.

Quando a dor é frequente e não alivia com as orientações acima é recomendado uma consulta médica para que este faça o diagnóstico e indique o tratamento mais indicado para cada caso, porque em algumas situações a cirurgia para correção do joanete ou esporão pode ser indicada.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Marcela Lemos - Biomédica, em agosto de 2022. Revisão médica por Dr. Francisco Couto Valente - Ortopedista, em julho de 2022.

Bibliografia

  • MARASCHIN, Renata, et al. Dor lombar crônica e dor nos membros inferiores em idosas: etiologia em revisão. Fisio. Mov. Vol.23. 4.ed; 627-39, 2010
  • KISNER, Carolyn; COLBY Lynn Allen. Exercícios terapêuticos: Fundamentos e Técnicas. 6ª.ed. São Paulo: Manole, 2016. 868-870.
Ortopedista
Médico ortopedista formado pela Faculdade Souza Marques em 2011, com CRM.RJ 52.92679-5 e Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia.

Tuasaude no Youtube

  • EXERCÍCIOS PARA JOANETE (e COMO NUNCA TER!)

    06:45 | 605502 visualizações
  • ESPORÃO NO CALCANHAR: O que fazer

    04:56 | 1574008 visualizações
  • Tratamento caseiro para PÉS INCHADOS

    03:50 | 1929204 visualizações
  • Massagem para Aliviar a Dor e Relaxar

    03:02 | 229156 visualizações