Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

O que fazer para aliviar os pés inchados na gravidez

Ficar com os pés e tornozelos inchados durante a gravidez é normal, podendo começar a inchar por volta dos 6 meses de gestação, tornando-se mais intenso e desconfortável especialmente no final da gravidez, quando o peso do bebê está maior e ocorre maior retenção de líquido.

Para evitar esta situação, é aconselhado adotar alguns cuidados, como beber bastante água, elevar as pernas, usar meias de compressão nas pernas, aumentar o consumo de alimentos diuréticos, que ajudam a eliminar a água do corpo acumulada, como melancia, pepino e salsão. Além disso, pode-se fazer sucos naturais feitos com frutas diuréticas e é importante reduzir o consumo de sal, frituras e alimentos processados, pois estes contribuem para o aumento do inchaço corporal.

O que fazer para aliviar os pés inchados na gravidez

Algumas dicas que podem ajudar a aliviar o inchaço nos tornozelos durante a gravidez são:

  1. Beber 2 a 3 litros de água por dia, pois estar bem hidratada diminui a retenção de líquidos;
  2. Preferir ficar deitada sobre o lado esquerdo quando for dormir, para facilitar o regresso do sangue ao coração;
  3. Apoiar os pés em um banquinho quando a grávida estiver sentada. Outras opções incluem usar uma pilha de jornais, revistas ou livros, para que os pés fiquem na mesma altura das coxas;
  4. Colocar os pés em cima de uma ou duas almofadas, quando estiver deitada, para favorecer a circulação do sangue;
  5. Evitar usar sapatos apertados ou saltos altos;
  6. Usar meias de compressão, mas apenas com a orientação do obstetra, para facilitar o regresso do sangue das pernas para o coração;
  7. Praticar caminhada, hidromassagem ou andar de bicicleta durante pelo menos 30 minutos, 3 vezes por semana, para melhorar a circulação das pernas e pés;
  8. Evitar cruzar as pernas ao sentar, porque dificulta o regresso do sangue para o coração;
  9. Evitar ficar em pé muito tempo, pois estimula o acúmulo de líquido nos pés;
  10. Comer alimentos diuréticos como melancia, pepino ou salsão, por exemplo, que são alimentos que ajudam a reduzir a retenção de líquidos.

Caso a grávida tenha um trabalho ou realize atividades que exijam ficar em pé ou sentada por muito tempo, é importante usar um apoio para elevar os pés e lembrar de levantar e caminhar um pouco, pelo menos a cada 60 minutos.

Além disso, existe uma técnica conhecida como banho de contraste, também chamado de "choque térmico", que também pode ser usada como uma estratégia para aliviar os pés e tornozelos inchados durante a gravidez, ou em qualquer pessoa que esteja com este problema. Saiba como fazer o banho de contraste, no vídeo seguinte:

O que comer para reduzir o inchaço

Para reduzir o inchaço, é importante aumentar a ingestão de alimentos diuréticos, como agrião, salsinha, espinafre, pepino, beterraba, tomate, alho, laranja, maracujá, melancia, morango e limão, por exemplo. Além disso, é importante evitar o consumo de alimentos que estimulam a retenção de líquidos, como sal, açúcar, salgadinhos de pacote, frituras, azeitona, linguiça e produtos enlatados ou congelados.

Desta forma, uma ótima receita de suco que pode ajudar a reduzir o inchaço nos pés e tornozelo é a seguinte:

Receita de Suco Diurético

Este suco auxilia na redução do líquido acumulado nos pés e tornozelos e deve-se beber 1 a 2 copos por dia.

Ingredientes:

  • 1 fatia média de melão;
  • 200 mL de água de coco;
  • 1 colher de sopa de hortelã picada;
  • 1 folha de couve.

Modo de preparo

Bater todos os ingredientes no liquidificador e beber gelado em seguida.

Também é importante lembrar que muitos chás com efeito diurético são contraindicados durante a gestação, como o chá de salsinha e de cavalinha. Veja a lista completa dos chás que a grávida não pode tomar.

Quando ir ao médico

Se o inchaço for intenso e afetar, além das pernas e dos pés, as mãos, os braços e o rosto, ou se surgirem também sintomas de formigamento, ganho de peso excessivo, dor na nuca ou dificuldade para movimentar os dedos das mãos, deve-se procurar o médico, pois esses sinais podem indicar a presença de alguma complicação da gravidez, como pressão alta, diabetes gestacional ou pré-eclâmpsia, que é uma complicação da gravidez caracterizada pela alteração no desenvolvimento dos vasos sanguíneos da placenta, o que pode diminuir a quantidade de sangue circulante no organismo da mulher. Saiba como identificar a pré-eclâmpsia.

Bibliografia >

  • SENADO FEDERAL. Orientações Nutricionais: da gestação à primeira infância. 2015. Disponível em: <https://www12.senado.leg.br/institucional/programas/pro-equidade/pdf/cartilha-orientacoes-nutricionais-da-gestacao-a-primeira-infancia>. Acesso em 27 Fev 2020
  • NHS. Swollen ankles, feet and fingers in pregnancy. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/pregnancy-and-baby/swollen-ankles-feet-pregnant/>. Acesso em 27 Fev 2020
  • AMERICAN PREGNANCY ASSOCIATION. Swelling During Pregnancy. Disponível em: <https://americanpregnancy.org/pregnancy-concerns/swelling-during-pregnancy/>. Acesso em 27 Fev 2020
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem