16 formas naturais de aliviar o enjoo na gravidez

Atualizado em outubro 2023
Evidência científica

O enjoo na gravidez é um sintoma normal e pode ser tratado com medidas simples e caseiras como mastigar um pedacinho de gengibre, beber uma limonada ou chupar picolé de limão, por exemplo.

Geralmente, o enjoo é mais frequente pela manhã ou pode ocorrer várias vezes ao dia e estar associado a vômitos. Esse desconforto pode ser sentido pela maioria das grávidas no primeiro trimestre e tende a desaparecer após essa fase da gestação. No entanto, em alguns casos, o enjoo também pode durar toda a gravidez.

Quando os enjoos são muito persistentes e provocam vômitos constantes deve-se informar ao médico obstetra, para que possa receitar um remédio para enjoo porque é importante que a grávida esteja bem nutrida e bem hidratada para o seu bem-estar e desenvolvimento do bebê. Confira a lista de remédios que podem ser usados para aliviar o enjoo na gravidez

Imagem ilustrativa número 1

Principais formas naturais de aliviar o enjoo na gravidez

Algumas formas naturais para aliviar os enjoos na gravidez são:

1. Beber chá de gengibre

O gengibre possui propriedades antieméticas que podem reduzir o enjoo causado pela gravidez, além de ajudar na digestão e diminuir a irritação da parede do estômago. 

Uma ótima forma de consumir o gengibre e reduzir os sintomas de enjoo, é beber o chá de gengibre, mastigar um pedacinho de gengibre pela manhã ou chupar uma bala de gengibre. Para fazer o chá de gengibre basta colocar 1 cm de gengibre em 1 xícara de água fervente e deixar por alguns minutos. Depois, tirar o gengibre, deixar amornar e beber em seguida.

Muitos estudos mostram que é seguro usar o gengibre na gravidez desde que não ultrapasse 1 grama de gengibre por dia, por no máximo 4 dias consecutivos.

O gengibre deve ser evitado se estiver próximo ao parto ou em mulheres com histórico de aborto, problemas de coagulação ou que tenham risco de hemorragias.

2. Chupar picolé de limão

Chupar um picolé de limão ou beber uma limonada, geralmente, ajuda muito a diminuir o enjoo na gravidez. Em alguns casos, principalmente para a grávida que não estiver conseguindo se alimentar por causa do enjoo ou que apresenta vômito, uma boa opção é cheirar o limão ou o óleo essencial de limão para ajudar a reduzir o desconforto.

3. Comer alimentos frios 

Os alimentos frios como iogurte, gelatina, picolé de fruta ou saladas ajudam a aliviar o enjoo na gravidez, além de serem leves e de fácil digestão, pois durante a gravidez a digestão é mais lenta devido às alterações hormonais, o que pode provocar mais enjoo.

Outra opção que pode ajudar a aliviar o enjoo é tomar água gelada ou chupar gelo.

4. Comer bolacha de água e sal

A bolacha de água e sal é de fácil digestão, sendo uma boa forma de reduzir o enjoo matinal provocado pelo estômago vazio e pode ser consumida logo ao acordar, antes de se levantar da cama.

5. Beber 2 litros de água por dia

A ingestão de líquidos durante o dia e em pequenas doses pode ajudar a aliviar os enjoos além de manter o corpo hidratado e reduzir a retenção de líquidos. 

É importante tomar pelo menos 2 litros de água por dia, mas algumas mulheres podem apresentar náusea ao tomar água e, assim, pode-se adicionar à água uma rodela de limão ou raspas de gengibre, por exemplo. 

Outra opção é consumir suco de frutas como banana, melancia, abacaxi ou limão, chás como chá de gengibre ou de hortelã, água de coco ou água com gás, que também podem ajudar a aliviar o enjoo.

Uma boa opção para consumir líquidos e aliviar o enjoo é fazer um suco de banana com limão e água de coco. Para fazer este suco, basta colocar no liquidificador 1 banana madura em rodelas com o suco de 1 limão e 250mL de água de coco. Bater tudo e beber em seguida.

6. Comer em intervalos curtos

Comer refeições pequenas, em intervalos curtos, a cada 2 ou 3 horas, mastigando bem os alimentos e comendo devagar, ajuda a aliviar o enjoo.

Isto porque o estômago vazio pode piorar as náuseas e comer muito rápido, pode fazer com que se coma muito, deixando o estômago pesado e dificultando a digestão, podendo causar vômitos.

7. Comer alimentos ricos em vitamina B6

Consumir alimentos ricos em vitamina B6, banana, melancia, castanha ou cenoura cozida, por exemplo, pode ajudar a aliviar ou evitar o enjoo na gravidez. Veja a lista completa de alimentos ricos em vitamina B6.

Em alguns casos, o obstetra também pode indicar o uso de suplementos com vitamina B6, que só devem ser usados nas doses orientadas pelo médico.

8. Evitar alimentos muito temperados 

Evitar alimentos muito temperados, apimentados e gordurosos ajuda a aliviar o enjoo na gravidez, pois são alimentos de difícil digestão que podem piorar o enjoo.

9.  Evitar cheiros fortes

Evitar cheiros fortes, como de alimentos quentes, perfumes, sabonete do banho ou produtos de limpeza, por exemplo, ajudam a evitar ou aliviar o enjoo.

10. Descansar

O descanso é importante para aliviar o enjoo na gravidez, pois o cansaço pode piorar as náuseas, sendo recomendado deitar ou sentar-se em uma posição confortável por alguns minutos, até a sensação de enjoo passar. No entanto, deve-se evitar deitar após uma alimentação.

Ao descansar, deve-se inspirar lentamente pelo nariz e expirar o ar pela boca, pois ajuda a melhorar o enjoo.

11. Consumir alimentos de fácil digestão

Consumir alimentos de fácil digestão, como pão, arroz ou macarrão brancos carnes magras, como frango, e frutas sem casca, que vão ajudar na digestão, aliviando ou evitando o enjoo na gravidez. 

12. Manter o ambiente arejado

Manter o ambiente arejado, abrindo as janelas, também é importante para evitar ou aliviar o enjoo na gravidez.

Isto porque em ambientes quentes ou abafados, os odores podem ficar mais fortes, o que pode piorar as náuseas.

13.  Praticar atividades físicas leves

Praticar atividades físicas leves, com orientação médica, para melhorar os movimentos gastrointestinais e liberar endorfinas que são substâncias que dão sensação de bem-estar.

14. Fazer acupuntura

A acupuntura feita com a aplicação de agulhas específicas bem finas no ponto P6 Neiguan, localizado no pulso, pode ser um tratamento eficaz para evitar ou aliviar o enjoo na gravidez, e deve ser feito com orientação médica e por um profissional capacitado nesse tipo de tratamento.

Outra opção para estimular esse ponto no pulso é usar a pulseira anti-enjoo que pode ser comprada em algumas farmácias, drogarias, lojas de produtos para grávidas e bebês ou pela internet. Confira mais dicas para evitar o enjoo excessivo na gravidez.

15. Inalação com óleo essencial de hortelã-pimenta

O óleo de hortelã-pimenta é rico em mentol e mentona, que possuem propriedades calmantes, anti-espasmódicas e antieméticas, que quando inalados podem ajudar a diminuir as náuseas e vômitos durante a gravidez.

Para realizar a inalação com óleo essencial, deve-se colocar algumas gotas do óleo essencial em uma panela com água quente e, em seguida, inalar o vapor por alguns segundos.

16. Realizar técnicas de relaxamento

As técnicas de relaxamento, como exercícios de respiração e meditação, por exemplo, podem ajudar a diminuir as náuseas e os vômitos na mulher grávida, já que ajudam a manter a mente relaxada e a promover a harmonia interior, promovendo um melhor controle corporal.

Quando ir ao médico

Deve-se consultar o obstetra nas seguintes situações:

  • Enjoo que dura o dia todo;
  • Vômitos, mais de 2 ou 3 vezes por dia;
  • Dificuldade de alimentação ou perda de peso;
  • Cansaço excessivo;
  • Confusão mental;
  • Tontura ou desmaio;
  • Palpitações cardíacas;
  • Pouca urina.

Desta forma, o médico deve realizar uma avaliação e indicar o melhor tratamento, se necessário.

Marque uma consulta com um obstetra na região mais próxima:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Obstetras e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender