Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que comer para diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia

Durante o tratamento contra o câncer, é possível que surjam desconfortos como boca seca, vômitos, diarreia e queda de cabelo, mas existem algumas estratégias que podem ser adotadas para aliviar esses desconfortos através da alimentação. 

A dieta para esses pacientes deve incluir alimentos nutritivos como frutas, legumes, carnes, peixes, ovos, sementes e cereais integrais, dando preferência aos alimentos orgânicos. Porém, em alguns casos é necessário fazer suplementação para garantir que o paciente receba todos os nutrientes de que necessita, sendo importante o aconselhamento e acompanhamento de um nutricionista ou médico.

O que comer para diminuir os efeitos colaterais da quimioterapia

A alimentação pode ajudar a aliviar os efeitos colaterais da quimioterapia, havendo recomendações específicas para cada efeito colateral sentido pela pessoa:

1. Boca seca

Para evitar o ressecamento da boca devido às sessões de quimioterapia, é recomendado beber pequenos goles de água várias vezes ao dia e evitar o consumo de bebidas açucaradas, como refrigerantes, por exemplo.

Também pode-se utilizar estratégias como colocar pequenas pedras de gelo na boca, feitas com água ou suco natural de frutas, e comer alimentos que se dissolvem na boca, como a gelatina, e que são ricos em água, como melancia, laranja e verduras, por exemplo. Confira uma lista dos alimentos ricos em água.

2. Vômitos

Para evitar os vômitos deve-se comer e beber em pequenas quantidades, além de evitar alimentos muito quentes, pois eles estimulam o reflexo do vômito. O ideal é comer antes ou esperar pelo menos 1h após a quimioterapia, e  não se deve beber líquidos junto com a comida nem deitar logo após as refeições.

Deve-se também evitar alimentos com cheiro muito forte ou comidas muito temperadas e de difícil digestão, como pimenta, frituras e carnes vermelhas, para que não causem náuseas e não disparem a vontade de vomitar.

3. Diarreia

Para controlar a diarreia, o paciente precisa ingerir alimentos de fácil digestão e pobres em fibras, como arroz e macarrão cozidos, purê de legumes, frutas cozidas ou assadas, compota de frutas, mingau de arroz ou de maisena, pão branco e bolachas simples. É preciso evitar alimentos gordurosos como carnes vermelhas e frituras, verduras cruas e alimentos integrais, pois as fibras desses alimentos aceleram o trânsito intestinal e favorecem a diarreia.

4. Prisão de ventre

Ao contrário da diarreia, para tratar a prisão de ventre deve-se aumentar o consumo de fibras e alimentos integrais, como linhaça, aveia, chia, cereais integrais, pão, arroz e macarrão integrais, frutas e verduras, especialmente saladas cruas.

Junto com a ingestão das fibras, é muito importante beber bastante água, pois é o conjunto fibras + água que ajudará a acelerar o trânsito intestinal. Além da alimentação, a prática de exercícios físicos, mesmo que seja apenas alongamentos ou leves caminhadas, também ajuda no controle da prisão de ventre. 

5. Anemia

Para tratar a anemia deve-se ingerir alimentos ricos em ferro e ácido fólico, como carnes, fígado, feijão e vegetais verde escuros. Ao consumir esses alimentos, deve-se também comer frutas cítricas, como laranja e abacaxi, pois elas favorecem a absorção do ferro no intestino. Saiba o que comer para anemia.

6. Queda de cabelo

A queda de cabela é um dos efeitos colaterais mais frequentes da quimioterapia e que pode influenciar diretamente na auto-estima da mulher e do homem. No entanto, é possível controlar a queda de cabelo por meio da alimentação através do consumo de arroz, feijão, lentilha, soja, vinagre de maçã, alecrim, frutos do mar e leite e derivados. Esses alimentos são ricos em proteínas e minerais que ajudam a fortalecer o cabelo, além de aumentarem a circulação sanguínea no couro cabeludo, o que ajuda a nutrir o cabelo e evitar a queda. Confira algumas receitas para evitar a queda de cabelo.

Saiba também como fazer o cabelo crescer mais rápido após a quimioterapia. 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem