O que comer quando está com diarreia

outubro 2022

Quando se tem diarreia é importante priorizar alimentos com fibras solúveis, como pão branco, arroz branco e macarrão branco, assim como optar por carnes magras, como frango e peixe, e frutas sem casca, que vão ajudar na digestão, controlar o volume de evacuações e aliviar as dores na barriga.

No entanto, para evitar o aumento da dor e episódios de diarreia, é também aconselhado excluir da alimentação alimentos industrializados e muito gordurosos, como molhos prontos, frituras e embutidos, assim como o leite, seus derivados e alimentos que podem aumentar a produção de gases, como feijão, grão de bico, brócolis ou bebidas gaseificadas.

Além disso, é fundamental aumentar a ingestão de água, chás e água de coco para repor alguns nutrientes e evitar a desidratação, pois se perde muita água pelas fezes durante uma crise de diarreia. Conheça outras formas de ajudar no tratamento da diarreia.

O que comer

Os alimentos que podem ser incluídos na alimentação em caso de diarreia são:

1. Frutas sem casca

Nos casos de diarreia, é importante consumir as frutas sem casca, sem sementes e sem bagaço, já que são os locais em que são encontradas maiores quantidades de fibras insolúveis, que não são digeridas e aceleram o trânsito intestinal, o que não é bom para a diarreia.

Algumas frutas que podem ser consumidas são pera, banana verde, maçã, goiaba, maracujá, pêssego e limão.

2. Vegetais e tubérculos cozidos

Os vegetais cozidos são digeridos mais facilmente com os crus, devendo também retirar as cascas e as sementes para diminuir o seu teor de fibras.

Alguns vegetais e tubérculos que podem ser consumidos são abobrinha, chuchu, batata, inhame, cenoura, abóbora, berinjela e feijão verde.

3. Proteínas baixas em gordura

As gorduras aceleram o trânsito intestinal e dificultam a digestão e, por isso, é recomendado o consumo de proteínas magras como frango, peixes brancos, ovos, tofu, queijo branco em gordura (cottage ou ricota) e corte magro de carne de vaca.

4. Cereais

Os cereais recomendados também são aquelas baixos em fibras, como o arroz branco, fubá, pão branco ou torrada e bolacha de água e sal.

5. Probióticos

Os probióticos são microrganismos vivos que podem ajudar a restabelecer a flora intestinal. Esses probióticos podem ser obtidos de alguns alimentos como o kefir de água, miso, chucrute e pão de fermentação natural, por exemplo.

Esses probióticos também podem ser comprados em forma de suplementos nas farmácias, os quais podem ser contém microrganismos como Lactobacillus reuteri, Lactobacillus rhamnosus Lactobacillus casei, por exemplo, que ajudam a combater a diarreia e restabelecer a flora intestinal.

6. Bebidas recomendadas

Além dos alimentos, a água de coco ajuda a repor o potássio o sódio, nutrientes fundamentais para manter as funções do organismo e que são eliminados devido à diarreia. 

Além disso, os chás sem cafeína, como erva-cidreira, camomila e alecrim, também são importantes para aumentar a reposição de água e, além disso, possuem propriedades calmantes e que favorecem a digestão. Conheça alguns chás que ajudam no tratamento da diarreia.

O que evitar

É importante evitar alguns alimentos que podem piorar a diarreia, incluindo:

  • Alimentos gordurosos, como leite e derivados, frituras, manteiga e creme de leite;
  • Casca de frutas, como pera, maçã, ameixa e pêssego;
  • Oleaginosas, como nozes, castanha, amendoim e avelãs;
  • Cereais integrais, como arroz integral, macarrão integral, pão integral e aveia;
  • Vegetais folhosos, como alface, rúcula, couve, espinafre, bertalha, acelga e agrião;
  • Alimentos que aumentam a produção de gases, como feijão, rabanete, grão de bico, brócolis, couve flor, repolho, lentilha, pepino, batata doce e couve de Bruxelas;
  • Carnes gordurosas, como bacon, cordeiro, porco, picanha, contra filé, fraldinha e paleta;
  • Alimentos industrializados, como refrigerantes, molhos prontos, como ketchup e maionese, sorvetes e macarrão instantâneo;
  • Temperos como pimenta, curry, alho e cebola;
  • Embutidos, como linguiça, presunto, salame, copa e mortadela;
  • Doces, como açúcar, goiabada, geleia, chocolate, bolos, frutas secas e em calda.

É fundamental também evitar os sucos de fruta, pois este tipo de preparação contém muita frutose, que, em excesso, estimula a contração do intestino, piorando a diarreia. Além disso, bebidas com cafeína, como café, chá mate e chá preto também devem ser evitadas durante a crise, pois podem irritar o estômago e aumentar a diarreia.

Cardápio de 3 dias para crise de diarreia

A tabela a seguir traz um exemplo de cardápio para seguir quando se tem diarreia:

Refeição

1º Dia

2º Dia

3º Dia

Café da manhã

1 xícara de chá de camomila sem açúcar + 1 pão francês com 1 ovo

Mingau de arroz

3 bolachas água e sal + 1 copo de leite de arroz

Lanche da manhã

1 pera assada sem casca

1 fatia média de melão

1 Banana prata

Almoço

Canja de galinha com cenoura, chuchu e arroz

Sopa de vegetais com batata, abobrinha, ervilha e músculo

Arroz cozido com frango e chuchu + maçã cozida

Lanche da tarde

Mingau de milho

pão francês e 1 xícara de chá de cidreira sem açúcar

1 copo de leite de soja + 2 bolachas água e sal

Jantar

Purê de batata com peixe assado + 1 caju fresco e sem casca

Purê de cenoura com batata cozida + 1 goiaba sem casca

Macarrão cozido + carne assada com cenoura e aspargos cozidos + maçã assada

Este cardápio é apenas um modelo, sendo importante lembrar que é importante passar por uma consulta com um médico para identificar as possíveis causas da diarreia e iniciar o tratamento mais adequado.

No vídeo a seguir, a nossa nutricionista dá algumas sugestões do que consumir durante a diarreia.

Remédios caseiros para tratar a diarreia

Alguns remédios caseiros podem ser usados juntamente com a dieta para amenizar os sintomas da diarreia, como:

  • Chá de camomila;
  • Água de coco;
  • Sopa de cenoura;
  • Suco de maçã;
  • Água de arroz.

Além desses remédios, o soro caseiro também repõe alguns nutrientes, evitando a desidratação e ajudando a controlar a diarreia. Saiba como preparar o soro caseiro.

Quando é preciso tomar remédios

O uso de remédios para tratar a diarreia deve ser feito somente com indicação médica, pois, no caso de existir uma infecção intestinal, tomar medicamentos para parar a diarreia impede o organismo de eliminar os microrganismos responsáveis. Por isso, se existirem sintomas que possam indicar uma infecção intestinal, como febre ou fezes com sangue, é importante realizar uma consulta com um médico para avaliar a causa do problema e iniciar o tratamento mais adequado, que pode incluir o uso de antibiótico.

Quando a diarreia não é causada por bactérias, fungos ou vírus, o médico poderá prescrever medicamentos anti diarreicos, como loperamida e racecadotril, que vão diminuir a contração do intestino, reduzindo os episódios de diarreia. Além disso, também pode ser necessário tomar suplementos probióticos, como Lactobacillus reuteri e Lactobacillus casei ou suplementos prebióticos, como FOS, para combater as bactérias ruins no intestino e reequilibrar a flora intestinal.

Conheça as principais causas de diarreia e o que fazer em cada situação.

Quando ir ao médico

É importante ficar atento aos sintomas e procurar ajuda médica caso tenha um ou mais dos fatores abaixo:

  • Se a diarreia durar mais de uma semana;
  • Se apresentar sinais de desidratação, como boca e pele secas, pouca urina, fraqueza e indisposição.
  • Dor abdominal forte e persistente;
  • Fezes escuras ou com sangue.

É importante lembrar que a diarreia costuma ser mais grave em crianças e idosos, e por isso deve-se ter cuidado maior nestes casos, procurando ajuda médica se a diarreia continuar por mais de 3 dias.

Veja com o Dr. Antônio Carlos Moraes outras situações de alerta que também precisam da ajuda de um médico:

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em outubro de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em outubro de 2022.

Bibliografia

  • UNIVERSITY HEALTH NETWORK. Dicas Alimentares para Pessoas com Diarreia. 2016. Disponível em: <https://www.uhn.ca/PatientsFamilies/Health_Information/Health_Topics/Documents/Eating_Hints_for_People_with_Diarrhea_Portuguese.pdf>. Acesso em 23 jul 2021
  • WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION. Diarreia aguda em adultos e crianças: uma perspectiva mundial . Disponível em: <https://www.worldgastroenterology.org/UserFiles/file/guidelines/acute-diarrhea-portuguese-2012.pdf>. Acesso em 23 jul 2021
Mostrar bibliografia completa
  • BERNAUD, S, R, Fernanda; RODRIGUES, C, Ticiana. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. Fibra alimentar – ingestão adequada e efeitos sobre a saúde do metabolismo. Vol.57. 6.ed; 397-405, 2013
  • DIREÇÃO GERAL DE SAÚDE. Alimentação e hidratação: doentes com Covid-19 a recuperar em casa após alta hospitalar. 2020. Disponível em: <https://alimentacaosaudavel.dgs.pt/activeapp2020/wp-content/uploads/2020/05/AlimentacaoAutocuidados_Alta.pdf>. Acesso em 23 jul 2021
  • ANTUNES, G, C,C, Mariana . Diarreia. tese de conclusão de curso, 2014. Instituto Superior de Ciências da Saúde Egaz Moniz.
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • 6 principais causas de DIARREIA CONSTANTE

    05:01 | 32231 visualizações
  • Como PARAR a DIARREIA mais rápido

    17:10 | 268669 visualizações
  • GASTROENTERITE: o que comer nos 4 primeiros dias

    10:06 | 84190 visualizações
  • COMO FAZER SORO CASEIRO

    02:34 | 2629535 visualizações