O que comer durante a intoxicação alimentar

Revisão clínica: Tatiana Zanin
Nutricionista
julho 2022
  1. O que comer
  2. Cardápio
  3. O que evitar
  4. Remédios

Durante a intoxicação alimentar é importante priorizar alimentos de fácil digestão, como arroz branco, pão branco, sopas, frutas e legumes sem casca e cozidos, que possuem poucas fibras e gorduras, ajudando na recuperação dessa condição.

Além disso, durante a intoxicação é importante evitar alimentos com fibras de difícil digestão, como frutas e legumes com casca, arroz integral e vegetais folhosos crus, além de alimentos com muita gordura e açúcar, como sorvete, queijos e doces, já que estes alimentos estimulam os movimentos do intestino.

A intoxicação alimentar é uma situação que pode acontecer após a ingestão de alimentos contaminados por toxinas, produzidas por bactérias e fungos, causando sintomas como dor na barriga, vômito e diarreia. Conheça outros sintomas da intoxicação alimentar.

Alimentos que devem ser priorizados

Os alimentos indicados durante a intoxicação alimentar devem ter baixo teor de fibras e gorduras, para ajudar a controlar a diarreia e aliviar as dores de barriga, incluindo:

  • Frutas sem casca e cozidas, como maçã, pera, banana verde, pêssego;
  • Legumes sem casca e cozidos, como cenoura, chuchu, abobrinha e berinjela;
  • Tubérculos, como mandioca, batata, inhame e cará;
  • Proteínas magras, como frango ou peru sem pele, peixes brancos, como merluza e robalo e tofu;
  • Cereais com poucas fibras, como arroz branco, torrada, macarrão branco e pão branco;
  • Óleos vegetais, em pequenas quantidades, como azeite, óleo de abacate e de linhaça; 
  • Bebidas vegetais, como leite de arroz e leite de soja.

Também é recomendado beber muitos líquidos ao longo do dia, em pequenas porções, como água e água de coco para evitar a desidratação. Alguns chás sem açúcar, como camomila e gengibre, também podem ser consumidos, já que possuem propriedades antiespasmódicas e antieméticas, aliviando enjoos, diarreia e vômitos. Conheça alguns chás que aliviam náuseas e vômitos.

É aconselhado também fracionar as refeições para evitar náuseas e vômitos, fazendo de 5 a 6 refeições em pequenos volumes ao longo do dia.

O que comer em casos de vômito

Em caso de vômitos, deve-se evitar a ingestão de alimentos ou bebidas, devendo deixar o estômago descansar por uma hora, e, depois, tentar beber pequenas quantidades de água aos poucos. Ao tolerar bem a água, pode-se tentar consumir pequenos volumes de comida.

Cardápio para intoxicação alimentar

A tabela a seguir contém um exemplo de cardápio para 3 dias para intoxicação alimentar:

Refeição

Dia 1

Dia 2

Dia 3

Café da manhã

1 xícara de chá de camomila s/ açúcar e 2 torradas

Mingau feito com amido de milho, leite de arroz,  canela em pó e 1 col. de sobremesa de mel

1 xícara de chá de gengibre s/ açúcar + 3 bolachas água e sal

Lanche da manhã

1 maçã s/ casca cozida com 1 pitada de canela em pó

1 pera s/ casca cozida 

1 banana verde cozida

Almoço

1 prato de canja de galinha feita com peito de frango, arroz branco, abobrinha e cenoura 

1 filé de peixe grelhado + 2 col de sopa de purê de aipim + 2 col de sopa de berinjela ensopada

1 filé de frango grelhado + 2 col de sopa de arroz branco + 2 col de vagem ensopada

Lanche da tarde

1 copo de leite de soja + 2 bolachas água e sal

1 xícara de chá de erva-doce s/ açúcar + 2 bolachas de arroz

1 prato de mingau feito com fubá, leite de arroz, ou de soja,  canela em pó e 1 col. de sobremesa de mel

Jantar

1 prato de sopa feita com  de cenoura,  batata, chuchu e músculo

1 xícara de macarrão branco cozido com molho de tomate caseiro + 1 filé de frango grelhado + 2 col de sopa de chuchu e vagem cozidos

1 prato de sopa de cenoura, abobrinha, batata e peito de frango desfiado

Ceia

1 pêssego s/ casca

1 maçã s/ casca cozida

1 pera s/ casca cozida

Este cardápio é apenas um modelo, que pode variar de acordo com o estado de saúde e as preferências de cada pessoa. Por isso, é aconselhado passar por uma consulta com um nutricionista para que seja avaliado as necessidades nutricionais e o estado de saúde, planejando uma dieta individualizada.

Veja no vídeo a seguir algumas dicas do que comer para aliviar a diarreia, um dos sintomas da intoxicação alimentar:

O que comer depois da intoxicação

Depois da intoxicação alimentar, é fundamental retornar gradativamente a uma alimentação saudável e balanceada, incluindo na dieta outros tipos de alimentos, como leguminosas, frutas com casca, legumes crus e laticínios com baixo teor de gordura, para prevenir a carências de nutrientes importantes para a saúde. Veja como fazer uma alimentação saudável e balanceada.

Alimentos que devem ser evitados

É importante evitar alimentos ricos em fibra, gorduras e açúcar, porque dificultam a digestão e irritam o estômago e intestino, podendo causar náuseas e estimular os movimentos do intestino. Por isso, os alimentos que devem ser evitados durante a intoxicação alimentar são:

  • Alimentos ricos em gordura, como sorvete, frituras, hambúrguer e batata frita;
  • Cereais integrais, como arroz integral, macarrão integral, pão integral e aveia
  • Frutas com cascas e cruas, como maçã com casca, pera com casca e pêssego com casca;
  • Vegetais folhosos, como alface, acelga, chicória, rúcula, espinafre e bertalha;
  • Alimentos ricos em açúcar, como sorvetes, bolos, chocolates, doces e refrigerantes;
  • Laticínios, como leite, iogurte, queijo e manteiga;
  • Carnes gordurosas, como carne de bovina, carne de porco, cordeiro e pato;
  • Bebidas com cafeína, como café, chá preto e chá mate;
  • Condimentos, como pimenta, curry, páprica e cominho;
  • Embutidos, como presunto, linguiça, salame e mortadela.

Além disso, é recomendado evitar também o consumo de feijão, rabanete, repolho, lentilha e batata doce, porque podem aumentar a produção de gases, causando do desconforto.

Quando tomar remédios

O uso de remédios geralmente não é indicado para tratar intoxicação alimentar, porque os sintomas melhoram com a alimentação adequada e a ingestão de líquidos. Além disso, o uso de remédios para parar a diarreia não é indicado, já que podem interferir na eliminação das toxinas pelas fezes, agravando os sintomas da intoxicação.

No entanto, quando os sintomas não melhoram dentro de alguns dias ou se agravam, o gastroenterologista pode recomendar o uso de remédios analgésicos e antibióticos para melhorar a dor e combater a intoxicação. Veja os remédios indicados para intoxicação alimentar.

Além disso, o médico também pode indicar o uso de suplementos probióticos na forma de cápsulas, líquidos ou sachês, que são bactérias benéficas que ajudam a equilibrar a flora intestinal e combater bactérias “ruins” do intestino. Confira alguns tipos de probióticos.

Esta informação foi útil?

Atualizado por Karla S. Leal - Nutricionista, em julho de 2022. Revisão clínica por Tatiana Zanin - Nutricionista, em julho de 2022.

Bibliografia

  • NHS. Infections and poisoning: Food poisoning. Disponível em: <https://www.nhsinform.scot/illnesses-and-conditions/infections-and-poisoning/food-poisoning#treating-food-poisoning>. Acesso em 07 jul 2022
  • CLEVELAND CLINIC. Disease and Conditions: food poisoning. Disponível em: <https://my.clevelandclinic.org/health/diseases/21167-food-poisoning#management-and-treatment>. Acesso em 07 jul 2022
Mostrar bibliografia completa
  • WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION. Diarreia aguda em adultos e crianças: uma perspectiva mundial . 2012. Disponível em: <https://www.worldgastroenterology.org/UserFiles/file/guidelines/acute-diarrhea-portuguese-2012.pdf>. Acesso em 07 jul 2022
Revisão clínica:
Tatiana Zanin
Nutricionista
Formada pela Universidade Católica de Santos em 2001, com registro profissional no CRN-3 nº 15097.

Tuasaude no Youtube

  • Como PARAR a DIARREIA mais rápido

    17:10 | 202918 visualizações