Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como aliviar os sintomas do Síndrome de Dumping

Para aliviar os sintomas do Síndrome de Dumping, como náuseas e diarreia, por exemplo, é fundamental fazer uma dieta pobre em alimentos como pão, batata ou macarrão ricosem carboidratos ao longo do dia, usar medicamentos para diminuir o desconforto, como Acarbose, sob prescrição médica e, em casos mais graves, pode ser necessário fazer uma cirurgia no esôfago.

A Síndrome de Dumping ocorre devido devido à passagem muito rápida dos alimentos do estômago para o intestino e, pode-se desenvolver depois de uma cirurgia para emagrecer, como bypass gástrico ou gastrectomia vertical, mas também acontece em pacientes diabéticos ou com Síndrome de Zollinger-Ellison, por exemplo.

Os sintomas desta síndrome, podem surgir logo após a ingestão dos alimentos ou, quando já se está a processar a digestão, ocorrendo cerca de 2 a 3 horas depois.

Como aliviar os sintomas do Síndrome de Dumping

Sintomas imediatos de Síndrome de Dumping

Os sintomas mais comuns do Síndrome de Dumping, surgem imediatamente após a ingestão de alimentos ou até 10 a 20 minutos após, e os sintomas iniciais incluem sensação de peso na barriga, náuseas e vômitos.

Entre 20 minutos e 1 hora podem surgir os sintomas intermédios que podem levar a aumento do abdômen, gases, dor abdominal, cólicas e diarreia.

Geralmente, os alimentos ricos em açúcar, como doces, ou a ingestão de elevadas quantidades de alimentos provocam mais rapidamente o surgimento dos sintomas.

Sintomas tardios de Síndrome de Dumping

Os sintomas tardios de Síndrome de Dumping, podem surgir 1 a 3 horas após comer e podem ser:

  • Sudorese;
  • Ansiedade e irritabilidade;
  • Fome;
  • Fraqueza e cansaço;
  • Tontura;
  • Tremores;
  • Dificuldade de concentração.

Estes sintomas tardios ocorrem devido ao fato do intestino delgado não tolerar a presença de açúcar, levando à libertação de grandes quantidades de insulina, provocando hipoglicemia.

Nestes casos, o paciente deve parar o que está a fazer, sentar-se ou deitar-se e tratar imediatamente a hipoglicemia, para evitar o desmaio. Saiba como fazê-lo em: Como tratar a hipoglicemia.

Tratamento para Síndrome de Dumping

O tratamento para o Síndrome de Dumping, inicia-se com ajustes na dieta do paciente por um nutricionista, para diminuir o desconforto causado. Leia mais em: O que comer na Síndrome de Dumping. 

No entanto, também pode ser necessário o uso de remédios prescritos pelo médico, como Acarbose​ ou Octreotide, por exemplo, que atrasam a passagem dos alimentos do estômago para o intestino e reduzem os picos de glicose e insulina após as refeições, diminuindo os sinais e sintomas provocados pela doença.

Em casos mais graves, em que os sintomas não são controlados com dieta ou medicamentos, pode ser necessário uma cirurgia ao esôfago para fortalecer o músculo cardia, que é o músculo entre o estômago e a primeira parte do intestino. Nestes casos, o paciente pode necessitar de ser alimentado por uma sonda inserida no abdômen até ao intestino, denominada jejunostomia.

Quando ir no médico

O paciente deve ir no médico quando:

  • Apresenta sinas e sintomas de Síndrome de Dumping e não fez cirurgia bariátrica;
  • Tem sintomas que permanecem mesmo seguindo as indicações do gastroenterologista e nutricionista;
  • Tem perda rápida de peso.

O paciente deve ir no médico para ajustar o tratamento e prevenir complicações como anemia ou desnutrição e, para conseguir fazer as atividades do dia-a-dia, pois o mal estar limita a capacidade para trabalhar, tratar da casa ou fazer exercício, por exemplo.

Conheça as cirurgias bariátricas em: Como funcionam as cirurgias para emagrecer

Mais sobre este assunto:
Carregando
...