Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

10 benefícios da castanha-de-caju para a saúde

A castanha-de-caju é o fruto do cajueiro e é uma excelente aliada da saúde por conter antioxidantes e ser rico em gorduras boas para o coração e em minerais como magnésio, ferro e zinco, que previnem anemia e melhoram a saúde da pele, das unhas e do cabelo.

Este fruto seco pode ser incluído nos lanches e nas saladas, pode ser consumido na forma de manteiga ou como ingrediente em outros preparos, devendo ser consumido em pequenas porções devido ao seu alto teor calórico.

10 benefícios da castanha-de-caju para a saúde

Os benefícios da castanha de caju se devem à presença de nutrientes importantes para a saúde do corpo, e incluem:

  1. Previne o envelhecimento precoce, já que é rico em antioxidantes como polifenóis, carotenoides e vitamina E, o que evita o dano dos radicais livres às células;
  2. Previne doenças cardíacas, já que contém gorduras mono e poliinsaturadas, fibras e antioxidantes que favorecem o aumento do colesterol "bom", o HDL, e ajudam a diminuir o colesterol "mau", o LDL;
  3. Regula o açúcar no sangue, pois é rico em fibras que atrasam a absorção dos açúcares, evitando picos de glicemia, além de também ajudam a diminuir a secreção de insulina, sendo uma excelente opção para as pessoas com diabetes ou com resistência à insulina;
  4. Melhora a memória, pois contém selênio, um micronutriente que atua como antioxidante e evita o dano que é causado pelos radicais livres às células do cérebro. Além disso, também contém vitamina E, que poderia ajudar a prevenir doenças como o Alzheimer e o Parkinson;
  5. Previne ou melhora a depressão, já que é rica em zinco, o qual, de acordo com alguns estudos, é um mineral cuja deficiência foi associada a essa condição;
  6. Reduz a pressão arterial, as dores no corpo, a dor de cabeça, enxaqueca e a fadiga muscular, já que é rica em magnésio e possui propriedades anti-inflamatórias;
  7. Fortalece o sistema imune, pois contém zinco, vitamina E e A;
  8. Previne a osteoporose, pois contém cálcio e fósforo, sendo esses minerais importantes para manter ou aumentar a densidade óssea;
  9. Previne e trata a anemia, pois é rico em ferro e ácido fólico;
  10. Mantém a saúde da pele, do cabelo e das unhas, pois contém cobre, selênio, zinco e vitamina E, nutrientes que são essenciais para proteger a pele. favorecer o crescimento e endurecimento das unhas e melhorar a circulação sanguínea no couro cabeludo.

Apesar de seus benefícios, a castanha de caju deve ser consumida em pequenas porções, já que possui grande quantidades de calorias e, por isso, quando consumida em excesso, poderia favorecer o aumento de peso. Este fruto seco pode ser encontrado em supermercados ou em lojas de suplementos naturais.

Tabela de informação nutricional

A tabela a seguir indica a informação nutricional em 100 gramas de castanha de caju:

ComponentesQuantidade em 100 g
Calorias613 kcals
Proteínas19,6 g
Gorduras

50 g

Carboidratos19,4 g
Fibras3,3 g
Vitamina A1 mcg
Vitamina E1,2 mg
Vitamina B10,42 mg
Vitamina B20,16 mg
Vitamina B31,6 mg
Vitamina B60,41 mg
Vitamina B968 mcg
Cálcio37 mg
Magnésio250 mg
Fósforo490 mg
Ferro5,7 mg
Zinco5,7 mg
Potássio700 mg
Selênio19,9 mcg
Cobre2,2 mg

É importante mencionar que para obter todos os benefícios mencionados anteriormente, a castanha de caju deve ser incluída em uma dieta equilibrada e saudável.

Como incluir a castanha-de-caju na dieta

A castanha de caju pode ser consumida em pequenas porções, cerca de 30 gramas por dia, e, de preferência, sem sal. Esse fruto seco pode ser incluído nos lanches juntos com outros alimentos como frutas e iogurtes, além de também poder ser acrescentado em saladas e receitas como bolachas, biscoitos e pães.

Além disso, a castanha de caju também pode ser triturada ou adquirida em forma de farinha para ser utilizada em receitas e também na forma de manteiga para untar.

Como preparar a manteiga de castanha de caju

Para preparar a manteiga de castanha de caju basta acrescentar 1 xícara desse fruto seco sem pele e tostado no liquidificador até que se forme uma pasta cremosa, devendo ser armazenada em um recipiente com tampa na geladeira.

Além disso, é possível deixar a manteiga mais salgada ou mais doce de acordo com o gosto, pode ser salgada com um pouco de sal e adocicada com um pouco de mel, por exemplo.

Receita de pão de castanha-de-caju

10 benefícios da castanha-de-caju para a saúde

Por ser um alimento rico em gorduras boas, a castanha-de-caju é uma ótima opção para ajudar a emagrecer e pode compor dietas low carb. Veja a seguir como fazer um pão integral delicioso com essa castanha:

Ingredientes:

  • 1 1/2 xícara de chá de farinha de castanha de caju;
  • 1 colher de sopa de farinha de linhaça;
  • 1 colher de chá rasa de sal;
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio;
  • 1 colher de sopa de semente de girassol;
  • 2 colheres de sopa de castanhas de caju picadas;
  • 3 ovos batidos;
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã;
  • 1 colher de sopa de ervas frescas como alecrim e tomilho;
  • Manteiga para untar a forma.

Modo de preparo:

Misturar todos os ingredientes, menos os ovos. Em outro recipiente, bater bem os ovos com um garfo e acrescentar aos demais ingredientes. Despejar a mistura em uma forma retangular para pão untada, e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC por cerca de 30 minutos. 

Bibliografia >

  • PLATAFORMA PORTUGUESA DE INFORMAÇÃO ALIMENTAR . Composição de Alimentos: castanha de caju torrada, sem sal. Disponível em: <http://portfir.insa.pt/foodcomp/food?19747>. Acesso em 30 Set 2020
  • DAMAVANDI Reihaneh et al. Effects of Daily Consumption of Cashews on Oxidative Stress and Atherogenic Indices in Patients with Type 2 Diabetes: A Randomized, Controlled-Feeding Trial. International Journal of Endocrinology and Metabolism Research . 17. 1; 1-7, 2019
  • RICO Ricard et al. Nutritional composition of raw fresh cashew (Anacardium occidentale L.) kernels from different origin. Food Science & Nutrition. 1-10, 2015
  • CATALGOL Betul; OZER Nesrin . Protective effects of vitamin E against hypercholesterolemia-induced age-related diseases. Genes and Nutrition. 7. 1; 91 -98, 2012
  • LOEF Martin; WAKACH Harald et al. Selenium and Alzheimer's Disease: A Systematic Review. Journal of Alzheimer's disease: JAD. 26. 1; 81-104, 2011
  • HIND Almohanna; AZHAR Ahmed. The Role of Vitamins and Minerals in Hair Loss: A Review. Dermatol Ther Journal. 9. 1; 51-70, 2019
  • BROWNE Declan; MCGUINNESS Bernadette et al. Vitamin E and Alzheimer’s disease: what do we know so far?. Clinical Interventions in Aging. 4. 1303–1317, 2019
  • SWARDFAGER Walter et al. Zinc in Depression: A Meta-Analysis. Biological Psychiatry. 74. 872-878, 2013
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem