Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de Cólera, causas e como evitar

A cólera é uma infecção intestinal que surge devido à ingestão de uma bactéria, chamada de Vibrio Cholerae, que está presente na água e comida contaminada por fezes. Assim, este tipo de infecção é mais comum e causa surtos mais facilmente em locais que não têm água encanada ou com saneamento básico inadequado, em que não há coleta de lixo ou que há esgoto a céu aberto, por exemplo.

Apesar de nem sempre causar sintomas, algumas pessoas infectadas podem desenvolver um quadro mais grave, o que depende da quantidade de bactérias ingeridas e do estado de saúde da pessoa contaminada, podendo manifestar-se desde uma leve diarreia a uma diarreia intensa e potencialmente fatal. 

Quando surgem, os sintomas da cólera podem demorar cerca de 2 a 5 dias para aparecer, após a ingestão da água ou comida contaminada, e, geralmente, incluem:

  • Diarreia intensa, mais de 1 vez por hora, que surge porque as toxinas da bactéria fazem com que as células que revestem o intestino produzam uma grande quantidade de fluidos;
  • Fezes líquidas de cor branca, semelhante a leite ou água de arroz;
  • Náuseas e vômitos constantes;
  • Cansaço excessivo;
  • Desidratação, com excesso de sede, e boca e pele secas; 
  • Aumento dos batimentos cardíacos e redução da pressão arterial.

A bactéria permanece nas fezes durante 7 a 14 dias, podendo ser um meio de contaminação para outras pessoas, especialmente quando não se lava as mãos após ir ao banheiro, por exemplo.

Sintomas de Cólera, causas e como evitar

Como acontece a transmissão

A pessoa pode ser contaminada ao ingerir água ou alimentos contaminados com a bactéria, já que ela é eliminada através do vômito e da diarreia, podendo ser facilmente espalhada. Assim, é comum que a infecção seja transmitida entre pessoas que convivem no mesmo ambiente, como moradores da mesma casa ou pessoas que frequentam a mesma escola e local de trabalho, por exemplo.

Além disso, o consumo de peixes e crustáceos de água doce ou de água do mar contaminados também pode causar a doença. Rios, açudes e lagoas contaminadas podem causar epidemia em determinadas regiões e, por isso, é importante só ingerir água filtrada ou fervida.

Uma vez que a bactéria presente nas fezes se multiplica facilmente entre 5 e 40ºC, sendo também resistente ao congelamento, é comum ocorrer epidemias de cóleras em áreas populacionais superlotadas, com más condições de higiene e falta de saneamento básico. Confira, também, quais são as outras doenças transmitidas através da água do esgoto.

Más condições de higieneMás condições de higiene
Falta de saneamento básicoFalta de saneamento básico

Como prevenir o contágio

O Vibrio cholerae, que é o agente etiológico da doença, não resiste a temperaturas acima de 80ºC, por isso, para prevenir a cólera é recomendado beber água filtrada, ferver a água encanada antes de a ingerir, assim como consumir alimentos preparados e servidos quentes, evitando comidas cruas como saladas ou sushi.

Estas estratégias de prevenção devem ser utilizadas especialmente em regiões de sem saneamento básico, com excesso de população ou que sofreram um desastre natural, por exemplo.

Como é feito o tratamento

Não é necessário nenhum tipo de tratamento especial para a cólera, sendo apenas recomendado manter a ingestão de líquidos ou soro para evitar a desidratação causada pela diarreia. Veja como fazer soro caseiro para tomar em casos de diarreia.

Porém, nos casos mais graves, quando a desidratação provoca sintomas como tonturas ou cansaço extremo, pode ser necessário ficar internado no hospital para fazer soro diretamente na veia e avaliar os sinais vitais. Além disso, embora os antibióticos não sejam necessário para eliminar a cólera, o médico pode recomendar em casos mais graves, para ajudar a eliminar mais rapidamente a diarreia, como Doxiciclina ou Azitromicina.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...