Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
Fechar Coronavírus: Informações sobre COVID-19 Ler mais
O que você precisa saber?

Quando tomar a vacina contra a cólera

Janeiro 2020

A vacina contra a cólera é usada com o objetivo de prevenir a infecção pela bactéria Vibrio cholerae, que é o microrganismo responsável pela doença, que pode ser transmitida de pessoa para pessoa ou através do consumo de água ou alimentos contaminados, resultando em diarreia severa e perda de muito líquido.

A vacina para a cólera está disponível em regiões que apresentam maiores chances do surgimento e transmissão da doença, não estando presente no calendário de vacinação, por exemplo, sendo indicada apenas em situações específicas. Dessa forma, é importante investir em medidas de prevenção, como a higienização adequada das mãos e dos alimentos antes do preparo e consumo, por exemplo.

Quando tomar a vacina contra a cólera

Quando é indicada

A vacina contra a cólera é atualmente indicada apenas para pessoas que moram em regiões de risco para a doença, turistas que desejam viajar para os locais endêmicos e habitantes de regiões que encontram-se frente a um surto de cólera, por exemplo.

A vacina é normalmente recomendada a partir dos 2 anos e deve ser administrada de acordo com a recomendação local, que pode variar de acordo com o ambiente em que a cólera foi verificada e risco para contrair a doença. Apesar da vacina ser eficaz, não deve substituir as medidas de prevenção. Saiba tudo sobre a cólera.

Tipos de vacina contra a Cólera

Atualmente há dois tipos principais de vacina contra a cólera, sendo eles:

  • Dukoral, que é a vacina oral mais utilizada para a cólera, é constituída por 4 variações da bactéria da cólera adormecida e uma pequena quantidade da toxina produzida por esse microrganismo, sendo, assim capaz de estimular o sistema imune e conferir proteção contra a doença. A primeira dose da vacina é indicada para crianças a partir dos 2 anos, sendo indicado mais 3 doses com intervalo de 1 a 6 semanas. Em crianças com mais de 5 anos e adultos, é indicado que a vacina seja administrada em 2 doses com intervalo de 1 a 6 semanas;
  • Shanchol, que também é uma vacina oral contra a cólera, é constituída por dois tipos específicos de Vibrio cholerae inativados, o O 1 e O 139, e é recomendada para crianças com mais de 1 ano e adultos em 2 doses, com intervalo de 14 dias entre as doses, e o reforço é recomendado após 2 anos.

Ambas as vacinas possuem eficácia de 50 a 86% e a proteção total contra a doença normalmente acontece após 7 dias do término do esquema de vacinação.

A vacina contra a cólera normalmente não causa efeitos secundários, no entanto é possível haver em algumas pessoas dor de cabeça, diarreia, dor abdominal ou cólicas, por exemplo. Além disso, a vacina não é recomendado para pessoas que possam ter hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da vacina e deve ser adiada caso a pessoa possua qualquer condição que acometa o estômago ou intestino ou que apresente febre.

Como prevenir a Cólera

A prevenção da cólera é feita principalmente através da melhora das medidas de higiene pessoal, como lavagem adequada das mãos, por exemplo, além de medidas que promovam o consumo seguro de água e alimentos. Assim, é importante tratar a água para consumo, adicionando hipoclorito de sódio para cada litro de água, e lavar os alimentos antes de prepará-los ou consumi-los. Saiba mais sobre a prevenção da cólera.

Bibliografia >

  • MINISTÉRIO DA SAÚDE. Cólera: causas, sintomas, transmissão, tratamento e diagnóstico. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/colera#prevencao>. Acesso em 04 Abr 2019
  • COMPANHIA DA VACINA. Cólera. Disponível em: <http://companhiadavacina.com.br/colera/>. Acesso em 04 Abr 2019
  • SATO, Helena. Vacina contra a cólera e suas indicações. Disponível em: <http://www.saude.sp.gov.br/resources/ccd/noticias/cafe-com-saude/3vacinacolera.pdf>.
  • EUROPEAN MEDICINES AGENCY - SCIENCE MEDICINES HEALTH. Dukoral - Vacina contra a cólera (inativada, oral). 2014. Disponível em: <https://www.ema.europa.eu/en/documents/overview/dukoral-epar-summary-public_pt.pdf>. Acesso em 04 Abr 2019
  • BARER, Michael R. Medical Microbiology: A guide to microbial infections - pathogenesis, immunity, laboratory investigation and control. 19 ed. Elsevier, 2018. 224.
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem