Cobreiro: o que é, sintomas, causas e tratamento

O cobreiro é uma doença de pele cientificamente chamada de herpes zóster, que surge em pessoas que já tiveram catapora em algum momento da vida e que estão passando por situações de muito estresse ou que têm o sistema imune enfraquecido, como acontece durante uma infecção por gripe ou resfriado, por exemplo.

Isso acontece porque após a catapora, o vírus pode permanecer no organismo sem causar sintomas, sendo ativado apenas quando há alguma alteração no organismo, resultando no aparecimento de bolhas no tórax ou nas costas, ficando essa região dolorida e mais sensível ao toque. Na presença de sinais indicativos de cobreiro, é recomendado consultar o médico para que o tratamento mais adequado seja iniciado.

Cobreiro: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Inicialmente, o cobreiro pode ser identificado por meio do aparecimento em apenas um dos lados do tórax ou costas de várias pequenas bolhas contendo líquido em uma pequena área da pele, que fica mais sensível ao toque e dolorida. Além disso, outros sintomas indicativos de cobreiro são:

  • Formigamento e coceira no local em que surgem as bolhas;
  • Vermelhidão e inchaço na pele;
  • Sensação de mal-estar geral;
  • Dor de cabeça e febre, em alguns casos;
  • Formação de pequenas feridas na pele depois que as bolhas secam;

As bolhas normalmente surgem após 3 dias e, quando rebentadas, liberam um líquido transparente, aumentando também o risco de haver uma infecção bacteriana como consequência. As bolhas do cobreiro duram em média 10 dias, mas em alguns casos podem durar até 21 dias, sendo importante que o médico seja consultado para que seja possível iniciar o tratamento mais adequado.

Conheça outras 7 doenças que podem causar manchas vermelhas na pele.

O que causa cobreiro

Após a crise de catapora, que normalmente surge na infância, o vírus da doença pode permanecer no organismo sem causar sintomas, no entanto pode ser ativado quando o sistema imunológico está mais enfraquecido, resultando no cobreiro, em vez de catapora, já que a maioria das pessoas não é possível ter-se catapora mais que uma vez na vida.

Embora seja mais raro, o cobreiro pode surgir nas crianças ou no bebê, quando já tiveram um caso de catapora, mas que foi leve ou com poucos sintomas, por exemplo. Também é raro o cobreiro se espalhar por mais de uma parte do corpo, acontecendo em casos com pessoas AIDS ou que passaram por quimioterapia, por exemplo.

Como se pega

Não é possível pegar cobreiro, uma vez que é necessário já ter tido catapora anteriormente. No entanto, no caso de nunca se ter tido catapora o vírus pode ser transmitido de alguém infectado e, nesses casos, depois de se ter a crise de catapora, é possível ter cobreiro.

Como é feito o tratamento

O tratamento para cobreiro deve ser feito sob orientação do dermatologista ou do clínico geral, que normalmente indica o uso de medicamentos antivirais por 5 a 10 dias, como o Aciclovir (Zovirax), o Fanciclovir (Penvir) ou o Valaciclovir (Valtrex).

Além disso, também podem ser receitados remédios anti-inflamatórios, como ibuprofeno, ou cremes corticoides, como Betametasona ou Fludroxicortida, que ajudam a aliviar a dor e a irritação da pele.

Tratamento caseiro

Durante o tratamento, é ainda possível utilizar alguns remédios caseiros para acelerar a recuperação, embora não substituam o tratamento indicado pelo médico. Algumas opções são o chá de bardana ou de folhas de amora. Para preparar estes chás siga as instruções a seguir.

Ingredientes:

  • 1 colher de folha das folhas picadas de amoreira ou de bardana
  • 1 xícara de água fervente

Modo de preparo:

Adicionar os ingredientes numa panela e deixar ferver por 3 a 5 minutos e depois tampar e deixar amornar. Quando estiver morno deve coar e aplicar diretamente na ferida, com ajuda de uma gaze, 1 ou 2 vezes por dia, usando sempre uma nova gaze para cada aplicação.

Esta informação foi útil?
Mais sobre este assunto: