Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Caroço atrás do joelho pode ser Cisto de Baker

 O que é:

​O cisto de Baker, também conhecido como cisto na fossa poplítea, é um caroço que surge na parte de trás do joelho devido ao acúmulo de líquido da articulação, causando dor e rigidez no local que pioram com o movimento de extensão do joelho e durante a atividade física.

Geralmente, o cisto de Baker é resultado de outros problemas no joelho, como artrite, lesão no menisco ou desgaste da cartilagem e, por isso, não necessita de tratamento, desaparecendo quando a doença que o causa é controlada. O mais comum é que ele se localize entre entre o gastrocnêmio medial e o tendão semimembranoso.

Porém, embora raro, o cisto de Baker pode romper provocando dor intensa no joelho ou panturrilha, podendo ser necessário tratá-lo no hospital com cirurgia.

Cisto de BakerCisto de Baker
Caroço do cisto de BakerCaroço do cisto de Baker

Sintomas de cisto de Baker

Normalmente o cisto de baker não tem sintomas evidentes, sendo descoberto num exame realizado por outro motivo qualquer, ou durante a avaliação do joelho, no ortopedista ou no fisioterapeuta.

Alguns sinais e sintomas que podem indicar que pode haver um cisto de baker no joelho são: 

  • Inchaço atrás do joelho, como se fosse uma bola de ping pong;
  • Dor no joelho;
  • Rigidez ao movimentar o joelho.

Quando surgem sintomas de problemas no joelho é recomendado consultar um ortopedista para fazer exames, como a ultrassonografia do joelho ou ressonância magnética, e diagnosticar o problema, iniciando o tratamento adequado. O raio X não irá evidenciar o cisto mas poderá ser útil para avaliar a osteoartrite, por exemplo.

Geralmente pode-se palpar o cisto quando a pessoa fica deitada de barriga para baixo com a perna esticada e quando a perna fica dobrada a 90º. É bom verificar que o cisto tem bordas bem delimitadas e se move para cima e para baixo, sempre que a pessoa levanta ou abaixa a perna.

Quando o cisto de Baker rompe a pessoa sente uma dor forte e repentina na parte detrás do joelho, que pode irradiar para a 'batata da perna', sendo, por vezes, parecida com uma trombose venosa profunda.

Tratamento para cisto de Baker

O tratamento para cisto de Baker no joelho, normalmente, não é necessário, porém, caso o paciente apresente muita dor, o médico pode recomendar o tratamento fisioterapêutico que deve incluir, pelo menos, 10 consultas para aliviar os sintomas. O uso do aparelho de ultrassom pode ser útil para reabsorção do conteúdo líquido do cisto.

Além disso, também podem ser utilizadas compressas geladas ou injeções de corticoides no joelho para reduzir a inflamação da articulação e aliviar a dor. A aspiração do líquido também pode ser uma boa solução para remover o cisto de baker, mas só é recomendada quando há intensa dor, como forma de aliviar os sintomas porque a possibilidade do cisto voltar a aparecer é grande.

Quando o cisto de Baker se rompe pode ser necessário fazer cirurgia para aspirar o líquido em excesso no joelho, através de uma artroscopia.

Saiba mais sobre Como tratar o cisto de Baker.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...