Cisto de Baker: o que é, sintomas, causas e tratamento

​O cisto de Baker, também conhecido como cisto da fossa poplítea, é um caroço que surge na parte de trás do joelho devido ao acúmulo de líquido da articulação, causando dor e rigidez, que pioram ao esticar a perna ou durante a atividade física, por exemplo.

Geralmente, o cisto de Baker é resultado de outros problemas no joelho, como artrite, lesão no menisco ou desgaste da cartilagem e, por isso, não necessita de tratamento específico, desaparecendo quando a doença que o causa é controlada. O mais comum é que o médico recomende repouso, fisioterapia e anti-inflamatórios para controlar os sintomas.

Embora raro, o cisto de Baker pode romper e, nesses casos, provoca dor intensa no joelho que pode irradiar para a panturrilha, podendo ser necessário tratá-lo no hospital com cirurgia.

Cisto de Baker: o que é, sintomas, causas e tratamento

Principais sintomas

Em muitos casos, o cisto de Baker não provoca qualquer tipo de sintoma evidente e, por isso, é comum que seja identificado apenas em exames de rotina feitos por um ortopedista ou fisioterapeuta.

No entanto, quando surgem, os sintomas podem incluir: 

  • Inchaço atrás do joelho, como se fosse uma caroço;
  • Dor no joelho;
  • Formigamento na perna;
  • Rigidez ao movimentar o joelho.

Sempre que surgem sintomas de problemas no joelho é recomendado consultar um ortopedista para fazer exames e diagnosticar o problema, iniciando o tratamento mais adequado.

Embora seja raro, quando o cisto de Baker rompe tende a causar uma dor muito forte e repentina que afeta a parte detrás do joelho e que pode irradiar para a panturrilha. Neste caso, deve-se ir imediatamente ao hospital.

Como confirmar o diagnóstico

O cisto de Baker pode ser diagnosticado quando existe presença de um inchaço na parte de trás do joelho e histórico de outra condição que possa causar o surgimento do cisto. No entanto, também é frequente que o médico peça alguns exames, especialmente ultrassonografia do joelho ou ressonância magnética, para confirmar o diagnóstico.

O raio X do joelho geralmente pode não mostrar qualquer alteração que ajude no diagnóstico do cisto de Baker, mas também pode ser pedido quando o médico suspeita de outra condição associada ou para avaliar a evolução de outro problema no joelho, como osteoartrite, por exemplo.

O que causa o cisto de Baker

O cisto de Baker pode ser causado por um acidente ou pancada direta no joelho, no entanto, é mais comum surgir como consequência de outro problema no joelho, principalmente:

  • Osteoartrite;
  • Artrite inflamatória;
  • Gota.

Devido às suas causas, este tipo de cisto é mais comum em mulheres e tende a aparecer depois dos 40 anos, embora possa surgir em qualquer idade, inclusive em crianças.

Como é feito o tratamento

O tratamento para cisto de Baker deve ser orientado por um ortopedista ou um fisioterapeuta e, normalmente, é iniciado com repouso da articulação e tratamento específico para o problema que está causando o surgimento do cisto.

Dependendo do problema que está causando o cisto, o médico pode recomendar diferentes tipos de tratamento. Por exemplo, em caso de artrite, o ortopedista pode recomendar o uso de anti-inflamatórios ou corticoides, já se se tratar de gota é importante também fazer alterações na alimentação, por exemplo.

Com o objetivo de aliviar a dor causada pelo cisto, o médico pode ainda recomendar:

  • Uso de meias de compressão: ajudam a reduzir o inchaço no joelho, aliviando a dor ao movimentar a articulação;
  • Aplicação de compressas geladas: na parte de trás do joelho durante 10 a 20 minutos ajuda a reduzir o inchaço e a dor;
  • Remédios anti-inflamatórios e analgésicos, receitados pelo médico, como paracetamol e ibuprofeno;
  • Sessões de fisioterapia: utiliza exercícios que ajudam a fortalecer os músculos do joelho, evitando pressão exagerada sobre a articulação e diminuindo a dor.

Nos casos mais graves, em que a dor é muito forte ou o cisto de Baker é muito grande, pode ser necessário drenar o cisto com uma agulha ou recorrer à cirurgia para retirar o cisto.

Sinais de melhora ou piora

Os sinais de melhora do cisto de Baker podem demorar até alguns meses para surgir, dependendo do problema que o está causando, e incluem diminuição da dor, redução do inchaço e maior facilidade para movimentar o joelho.

Já os sinais de piora estão, principalmente, relacionados com rompimento do cisto de Baker, que pode provocar dor intensa na panturrilha, inchaço do local e dificuldade para movimentar a perna.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • NHS. Baker's cyst. Disponível em: <https://www.nhs.uk/conditions/bakers-cyst/>. Acesso em 20 Set 2021
  • AMERICAN ACADEMY OF ORTHOPAEDIC SURGEONS. Baker's Cyst (Popliteal Cyst). Disponível em: <https://orthoinfo.aaos.org/en/diseases--conditions/bakers-cyst-popliteal-cyst/>. Acesso em 20 Set 2021
Mais sobre este assunto: