Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que é Cisto Anecóico e quando pode ser grave

Cisto anecóico é um tipo de cisto em que o seu conteúdo é pouco denso, ou seja, geralmente formado apenas por líquidos. Os cistos podem surgir em qualquer local do corpo, sendo mais comum em órgãos como ovários, mamas, rins, tireoide ou fígado por exemplo. 

Na maioria das vezes, o cisto anecóico não é grave, sendo necessário apenas acompanhamento médico, pois podem regredir espontaneamente. No entanto, não existe uma regra, pois sua característica varia com diversos fatores, como sua causa, tamanho, localização e velocidade de crescimento. Entenda melhor o que é o cisto e quais são os mais comuns

Desta forma, antes de se preocupar com o resultado, é sempre necessário conversar com o médico, que poderá fazer a avaliação não só do resultado do exame, mas também observar os sintomas, o exame físico e os riscos da pessoa, para, então, indicar o melhor tratamento, seja apenas a observação ou realização de uma cirurgia, por exemplo. 

O que é Cisto Anecóico e quando pode ser grave

Existem diversas causas de cisto anecóico, que pode surgir em diversos locais diferentes de corpo, sendo que os mais comuns incluem:

1. Cisto anecóico no ovário

O cistos no ovário nem sempre indicam qualquer problema, pois, na maioria das vezes, surgem devido a alterações hormonais ao longo da menstruação da mulher, durante a gravidez ou uso de medicamentos hormonais, por exemplo. 

Geralmente, estes cistos benignos regridem espontaneamente, no entanto, como podem existir outras causas, como genéticas ou inflamatórias, é necessário conversar com o médico.

A cirurgia para retirada no cisto costuma ser indicada, principalmente, quando ele cresce demais, provocando sintomas como dor, alterações menstruais ou dificuldade para engravidar, por exemplo, ou quando apresenta complicações como se torcer ou romper. Confira como identificar e tratar o cisto no ovário

2. Cisto anecóico na mama

Os cistos na mama são comuns, e surgem principalmente na mulher dos 15 aos 50 anos. A presença do cisto não necessariamente indica uma situação grave ou maligna, e muitas vezes podem ser apenas acompanhados, no entanto, sobretudo quando provocam dor, desconforto, crescem com o tempo ou quando passam a apresentar outras características sugestivas de câncer, devem ser puncionados pelo médico para uma melhor avaliação do seu conteúdo. Entenda quando o cisto na mama pode se tornar câncer.

3. Cisto anecóico no rim

O cisto simples nos rins costuma ser benigno, e é uma alteração frequente nos rins. Desta forma, caso tenham características benignas como ser anecóico e ter paredes finas e lisas, geralmente, não é necessária qualquer preocupação, sendo indicado apenas o acompanhamento pelo médico. 

Os cistos nos rins podem ser únicos ou múltiplos, no entanto, caso surjam com aparências sugestivas de alguma alteração mais séria. como ter paredes espessas e irregulares ou ter um conteúdo espesso, com características suspeitas de um câncer ou um abscesso, por exemplo, o médico deverá investigar mais aprofundadamente, com uma tomografia computadorizada ou até mesmo uma punção.

Saiba mais sobre como identificar um cisto no rim e quais os sinais preocupantes

4. Cisto anecóico no fígado

Os cistos hepáticos anecóicos, geralmente, são benignos e costumam ser achados acidentalmente em um exame de rotina, como um ultrassom. O seu surgimento nem sempre é explicado, mas em muitos casos pode ser congênito, já nascendo com a pessoa, ou ser adquirido ao longo da vida devido a um trauma, inflamação ou infecção anterior.

Na maioria das vezes, os cistos simples não provocam qualquer sintoma, no entanto, podem causar dor abdominal ou sensação de peso, principalmente quando atingem tamanhos grandes.

Para avaliar qual tipo de cisto pode ser, a causa e o melhor tratamento, é necessário consultar-se com o médico, que poderá observar as características do cisto e identificar a presença de sinais que sejam preocupantes, além de poder avaliar os sintomas e exame físico do paciente. Entenda quando o cisto no fígado é perigoso

5. Cisto anecóico na tireoide

Os cistos anecóicos simples da tiroide são, geralmente, benignos, por isso, nem sempre será necessária a realização de qualquer tratamento.

No entanto, é sempre muito importante a avaliação médica, que poderá identificar a presença de sintomas, acompanhar se há ou não crescimento do cisto ou se há o surgimento de outras características que podem levantar suspeitas mais graves, como alteração do conteúdo ou formato das paredes, por exemplo. Saiba como identificar e tratar os cistos e outros tipos de nódulos da tireoide

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar