Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feita a cintilografia da tireoide

A cintilografia da tireoide é um exame que avalia o funcionamento desta glândula, e o seu preço é em torno de 600 a 700 reais. O exame costuma durar de 1 a 2 horas, e no início o paciente deve ingerir uma substância radioativa, que também pode ser injetada diretamente na veia, para ajudar a formar imagens da tireoide e facilitar a avaliação do médico.

Este exame também pode ser chamado de cintilografia da tireoide com iodo, pois as versões 123 ou 131 do iodo fazem parte da substância tomada pelo paciente e que ajuda a formar as imagens finais da tireoide, que podem ser descritas como mostra a figura abaixo:

Como é feita a cintilografia da tireoide
  • Resultado A: o paciente tem uma tireoide saudável;
  • Resultado B: indica bócio difuso tóxico ou doença de graves, que é uma doença autoimune que aumenta a atividade da tireoide provocando hipertireoidismo;
  • Resultado C: indica bócio nodular tóxico ou doença de plummer, que é uma doença que produz nódulos na tireoide provocando hipertireoidismo.

Além disso, a cintilografia também pode ser feita com captação, que é utilizada para avaliar a quantidade de iodo que a tireoide captou após a injeção da mistura radioativa no início do exame. Normalmente, uma maior captação de iodo é sinal de hipertireoidismo, e uma menor captação é sinal de hipotireoidismo.

Como o exame é feito

A cintilografia da tireoide pode ser feita em apenas 1 dia ou em 2 dias e necessita de um jejum de pelo menos 2 horas. Quando é feita em apenas 1 dia, é utiliza-se a substância radioativa tecnécio e, após ele ser injetado pela veia, são obtidas as imagens da tireoide.

Quando o exame é feito em 2 dias, no primeiro dia o paciente ingere a mistura com iodo 123 ou 131 ou a mistura é injetado pela veia. Em seguida, são obtidas imagens da tireoide após 2 horas e após 24 horas do início do procedimento.

É importante lembrar que durante os intervalos, o paciente pode sair e fazer suas atividades diárias normais, e em geral o resultado do exame fica pronto após cerca de 3 a 5 dias.

Para que serve

A cintilografia da tireoide pode ser utilizada para identificar doenças da como:

  • Tireoide ectópica, que é quando a glândula está localizada fora do seu local normal;
  • Tireoide mergulhante, que é quando a glândula está aumentada e pode invadir o tórax;
  • Nódulos da tireoide;
  • Hipertireoidismo, que é quando a glândula produz hormônios em excesso;
  • Hipotireoidismo, quando a glândula produz menos hormônios que o normal;
  • Tireoide subaguda, que é um aumento doloroso da glândula;
  • ​Câncer da tireoide.

Além disso, para ajudar no diagnóstico o médico também pode pedir exames de sangue para avaliar os hormônios da tireoide e uma biópsia dessa glândula.

Como se preparar para o exame

O preparo para cintilografia da tireoide consiste em evitar alimentos, medicamentos e exames médicos que contenham ou utilizem iodo, como:

  • Alimentos: evitar por 2 semanas o consumo de peixes de água salgada, frutos do mar, camarão, algas marinhas, whisky, produtos enlatados, condimentados ou que contenham sardinha, atum ou soja e derivados, como shoyo, tofu e leite de soja;
  • Exames: nos últimos 3 meses não realizar exames como tomografia computadorizada com contraste, urografia excretora, colecistografia, broncografia, colposcopia e histero-salpingografia;
  • Medicamentos: no mês anterior, não utilizar suplementos de vitaminas, hormônios da tireoide T4, medicamentos que contenham iodo e medicamentos para o coração com a substância Amiodarona, como Ancoron ou Atlansil. Além disso, na última semana não deve-se consumir Propiltiouracil (PTU), Tapazol, corticóides;
  • Produtos químicos: no mês anterior ao exame, evitar tintura de cabelo, óleo de bronzear, iodo ou álcool iodado na pele.

É importante lembrar que mulheres grávidas não podem fazer cintilografia da tireoide, e as mulheres que amamentam devem suspender a amamentação durante 2 dias após a realização do exame.

Veja como identificar problemas nesta glândula em:

Mais sobre este assunto:


Carregando
...