Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que causa gordura no fígado

O acúmulo de gordura no fígado, situação chamada de esteatose hepática, pode acontecer devido a diversas situações, no entanto está mais relacionado à hábitos de vida pouco saudáveis, como por exemplo dieta rica em gordura e carboidratos, sedentarismo e consumo de bebidas alcoólicas em excesso.

É importante que a esteatose hepática seja identificada e tratada rapidamente para evitar o surgimento de complicações, como a cirrose, por exemplo.

O que causa gordura no fígado

Principais causas de acúmulo de gordura no fígado

O acúmulo de gordura no fígado está relacionado na maioria das vezes com hábitos pouco saudáveis associado à ausência de realização de atividades físicas, o que pode levar ao acúmulo de gordura no fígado. As principais causas de gordura no fígado são:

  1. Alimentação rica em gordura e açúcar associada ao sedentarismo;
  2. Jejum prolongado;
  3. Desnutrição causada pela falta de proteínas na alimentação;
  4. Resistência à insulina;
  5. Diabetes tipo 2;
  6. Consumo excessivo de álcool;
  7. Colesterol ou triglicerídeos elevados;
  8. Hepatite C crônica;
  9. Doença de Wilson, que é uma doença rara que se manifesta na infância caracterizada pela incapacidade do corpo em metabolizar cobre, resultando em um quadro de intoxicação.

O acúmulo de gordura no fígado também pode ser provocado por situações de pós-operatório de cirurgia de derivação jejunal e pelo uso de medicamentos como Betametasona, Ciclesonida; Glicocorticoides; Estrogênios, Tamoxifeno ou Amiodarona, por exemplo.

O excesso de gordura no fígado normalmente não provoca sintomas, sendo descoberta em um exame de rotina, em que o médico avalia os níveis das enzimas hepáticas TGO e TGP, além da concentração de bilirrubina e gama-gt no sangue. Em casos mais graves, que é quando a esteatose hepática não e identifica e tratada nas suas fases iniciais, pode haver má digestão, cansaço frequente, perda do apetite e barriga inchada, por exemplo. Confira os principais sintomas de esteatose hepática.

Complicações do excesso de gordura no fígado

As complicações do acúmulo de gordura no fígado dependem do estilo de vida do paciente e dos fatores associados, como diabetes, obesidade ou doenças imunes. Mas, geralmente, acontece uma inflamação progressiva do fígado que pode levar ao surgimento de doenças graves, como cirrose hepática. Saiba reconhecer os sintomas da cirrose hepática.

Para evitar as consequências do acúmulo de gordura no fígado é recomendado que a pessoa faça uma dieta rica em frutas e vegetais, evitando comer alimentos com muita gordura e açúcar. Além disso, deve também fazer exercício físico regular, pelo menos de 30 minutos por dia. Saiba em detalhes como deve ser a dieta para gordura no fígado neste vídeo:

Dieta para gordura no fígado

1.7 milhões visualizações

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem