Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Causas de cirrose: o que é, principais causas e como é feito o tratamento

A cirrose hepática é uma doença caracterizada pela inflamação crônica e progressiva do fígado, resultando em sua degeneração. O fígado se torna duro e incapaz de realizar a sua função no processo digestivo. Saiba se a cirrose tem cura.

A cirrose pode estar relacionada a várias condições, sendo as principais:

1. Hepatites virais B e C 

As hepatites B e C são as principais causas da cirrose, principalmente quando a pessoa possui infecção pelo vírus delta (HDV), pelo vírus HIV ou alcoolismo crônico.

A hepatite é a inflamação do fígado cujo sintoma característico é a pele e a parte branca do olho amarelados. Saiba tudo sobre hepatite.

2. Uso abusivo de bebidas alcoólicas

As respostas imediatas do consumo de álcool são falha de memória, perda de coordenação para andar e fala lenta. Além disso o consumo de mais de 60 g de álcool por dia (homens) e 20 g de álcool por dia (mulheres) por um período maior de 10 anos é uma das causas da cirrose, mas seus sintomas só são percebidos na fase tardia da doença. Veja quais são as 8 principais doenças provocadas pelo álcool.

Causas de cirrose: o que é, principais causas e como é feito o tratamento

3. Doença de Wilson

É uma doença rara, hereditária e que não tem cura caracterizada pela incapacidade do organismo de metabolizar o cobre, havendo acúmulo em vários órgãos, principalmente cérebro e fígado, podendo causar danos graves a esses órgãos. Saiba mais sobre a doença de Wilson. 

4. Hemocromatose genética

A hemocromatose é uma doença genética rara em que há o acúmulo de ferro no fígado e em outros órgãos devido a uma alteração no intestino. Entenda o que é a hemocromatose e como identificar os sintomas.

5. Doença hepática gordurosa não alcoólica

Apesar não se saber exatamente quais são as suas causas, esta doença pode estar relacionada à diabetes tipo 1, obesidade e colesterol alto, podendo resultar em cirrose.

6. Medicamentos

Alguns medicamentos podem causar cirrose quando utilizados em excesso ou sem orientação médica, como por exemplo a Isoniazida, Nitrofurantoina, Amiodarona, Metotrexato, Clorpromazina e Diclofenaco. 

7. ​Hepatite autoimune

A hepatite autoimune é uma inflamação crônica do fígado causado pelo proprio organismo devido a uma disfunção do sistema imune. Essa tipo de hepatite acontece mais em mulheres acima dos 30 anos e pode ser indicado pelo médico o uso de medicamentos corticóides ou o transplante de fígado, mas nem sempre representa cura. Veja como identificar e tratar a hepatite autoimune.

Causas de cirrose: o que é, principais causas e como é feito o tratamento

8. Colestase crônica

A colestase crônica é uma condição em que a bile não consegue ser conduzida do fígado ao duodeno, podendo ser por causa de bloqueio das vias biliares pela presença de tumores ou cálculos biliares ou por causa de deficiência da produção de bile. A colestase crônica pode levar à cirrose e é mais comum de acontecer em caso de colite ulcerativa.

9. Obstrução do fluxo sanguíneo para fora do fígado (síndrome de Budd-Chiari)

A síndrome de Budd-Chiari é uma doença rara em que há a formação de grandes coágulos sanguíneos que causam obstrução das veias que drenam o fígado, havendo má irrigação do órgão. Entenda o que é a síndrome de Budd-Chiari.

Outras causas

Além das causas já citadas, a cirrose pode ser causada por deficiência de alfa-1-antitripsina, fibrose cística, atresia biliar e porfiria e, embora seja uma doença grave, é possível interromper sua evolução através do correto tratamento. Por isso, é importante manter hábitos saudáveis e procurar orientação médica quando for percebido qualquer sintoma relacionado ao fígado, como fraqueza, falta de apetite e perda de peso. Veja quais são os sintomas de cirrose hepática.

Tratamento para cirrose

O tratamento para cirrose hepática pode ser feito com a ingestão de medicamentos de acordo com a orientação médica e mudanças nos hábitos de vida. É preciso que a pessoa tenha uma alimentação adequada e siga todas as orientações médicas, mas em alguns casos, somente o transplante de fígado será capaz de solucionar o problema. Durante o tratamento para cirrose deve-se realizar uma ultrassonografia a cada 6 meses para verificar a evolução do tratamento e a resposta do fígado.

As pessoas com cirrose que não são portadores de hepatite A e B podem e devem ser orientados a tomar a vacina contra hepatite A e contra hepatite B para prevenir estas doenças, já que elas podem agravar o comprometimento do fígado, aumentando as chaces de morte. Saiba mais sobre o tratamento para cirrose.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar