Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Como é feito o Tratamento para Cirrose Hepática

O tratamento para cirrose hepática é indicado pelo hepatologista de acordo com os sintomas e gravidade da cirrose, podendo ser recomendado o uso de medicamentos, dieta adequada ou transplante de fígado nos casos mais graves, por exemplo.

A cirrose hepática é uma doença progressiva do fígado que surge como consequência de situações que levam à destruição lenta e progressiva do fígado, como consumo excessivo de álcool ou hepatite, por exemplo. Conheça outras causas de cirrose hepática.

O transplante de fígado é indicado quando a cirrose hepática encontra-se descompensada, favorecendo o surgimento de complicações, como por exemplo ascite, hemorragia digestiva varicosa, encefalopatia hepática e peritonite bacteriana espontânea. Por isso, é importante que o tratamento da cirrose hepática deve ser realizado o mais rápido possível para desacelerar a progressão da doença e prevenir complicações.

Como é feito o Tratamento para Cirrose Hepática

Como é feito o tratamento

O tratamento para a cirrose é estabelecido pelo clínico geral ou hepatologista de acordo com a gravidade dos sintomas apresentados pela pessoa, podendo ser indicado o uso de medicamentos, dieta adequada ou, em casos mais graves, transplante de fígado.

1. Remédios para cirrose

O tratamento medicamentoso da cirrose hepática tem como objetivo controlar alguns sintomas da cirrose como a ardência e inchaço abdominal resultante do acúmulo de líquido no corpo, podendo ser indicado pelo médico o uso de remédios diuréticos que ajudam a eliminar o excesso de líquido.

Em caso de encefalopatia hepática, uma complicação da cirrose em que ocorre mau funcionamento do cérebro, alguns laxantes como a Lactulose, Neomicina ou Rifaximina podem ser prescritos para ajudar na absorção de toxinas e acelerar a sua eliminação através dos intestinos, para melhorar o funcionamento do cérebro.

O tratamento farmacológico para cirrose hepática só deve ser indicado pelo hepatologista, segundo o caso clínico do paciente. A vacinação contra a hepatite A e B é recomendada para prevenir mais lesões no fígado.

2. Transplante de fígado

O transplante de fígado é indicado pelo médico em casos mais graves, quando o fígado está gravemente comprometido e deixa de funcionar corretamente, ou quando o tratamento com medicamentos não está sendo eficaz. Entenda como funciona o transplante de fígado e como é a recuperação.

3. Tratamento natural

O tratamento natural da cirrose hepática não deve substituir o tratamento indicado pelo médico, mas pode ser feito com o chá de sabugueiro ou de uxi amarelo que devido às suas propriedades desintoxicantes e depurativas são uma ajuda no alívio dos sintomas. Saiba como preparar os remédios caseiros para cirrose.

4. Dieta para cirrose

A dieta para cirrose hepática deve ser indicada pelo nutricionista e deve ser pobre em sal, devendo o sal se substituído por outros alimentos como salsa ou limão, por exemplo. Além disso é recomendado consumir alimentos ricos em fibras e com poucas proteínas, principalmente se o paciente apresentar ascite que é água na barriga ou encefalopatia hepática.

O tratamento nutricional da cirrose hepática também inclui a recomendação de que o paciente não consuma medicamentos, drogas ou chás que possam lesar o fígado e, sobretudo álcool que é uma das principais causas de cirrose hepática. Desta forma, no tratamento para cirrose hepática alcoólica a abstinência de álcool é fundamental. Veja o cardápio e os alimentos da dieta para cirrose.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Mais sobre este assunto:


Publicidade

LIVE | Saúde da Prostata

A Tatiana e o Manuel vão estar te esperando num encontro informal para falar tudo sobre problemas na próstata.

A sua presença vai fazer o evento ser mais especial.

Se inscreva e receba uma notificação quando começar, para não perder nenhum minuto.

Inscreva-se
* Não perca a oportunidade de fazer perguntas e participar deste momento em homenagem ao Novembro Azul.

Estamos ao vivo agora! Vem falar com a gente!

A Tati e o Manuel falam sobre problemas na próstata, o preconceito dos homens a respeito do exame de toque retal, e até sobre impotência sexual, que pode ser um complicação da detecção tardia desse tipo câncer.

Participe agora
* Vamos responder todas as perguntas que chegarem, sem tabus. Estamos te esperando!
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem