6 principais causas da candidíase e o que fazer

A candidíase genital é uma doença infecciosa causada pelo fungo Candida albicans que pode ser encontrado naturalmente no organismo, principalmente na região íntima de homens e mulheres, sem causar qualquer sinal ou sintoma. No entanto, quando há aumento da quantidade desse fungo, é possível que surjam sinais e sintomas de infecção, como dor e ardor ao urinar, coceira na região íntima e dor ou desconforto durante a relação sexual, por exemplo.

A proliferação do fungo pode acontecer devido a diversas situações que podem provocar desbalanço da microbiota genital, como estresse, uso de antibióticos, desequilíbrios hormonais e diabetes descompensada, por exemplo, sendo importante que o ginecologista ou urologista seja consultado para que possa ser iniciado o tratamento mais adequado. Conheça mais sobre a candidíase.

6 principais causas da candidíase e o que fazer

Algumas das principais causas de desbalanço da microbiota genital e aumento do risco de candidíase são:

1. Uso de roupa íntima sintética ou muito apertada

O uso de roupa íntima de tecido sintético e/ou de calças, bermudas ou shorts muito apertados podem aumentar o risco de candidíase porque impedem a ventilação da região genital, o que faz com que fique mais úmida e que a temperatura nessa região fique mais elevada, favorecendo a proliferação do fungo.

Assim, é importante que seja utilizada roupa íntima de algodão e roupas mais leves e menos apertadas para que seja possível haver ventilação correta, evitando o desbalanço da microbiota genital.

2. Utilização recente de antibióticos

Os antibióticos de amplo espectro são utilizados para combater infecções, porém, além de eliminar as bactérias à que se propõem, eles também diminuem o número de “bactérias boas” presentes na vagina que são as responsáveis por impedir o crescimento dos fungos. Dessa forma, há um desbalanço da microbiota genital, permitindo o desenvolvimento do fungo Candida albicans, resultando em infecção.

3. Diabetes descompensada

A diabetes descompensada é também uma das causas de candidíase, porque nesse caso há grande quantidade de açúcar circulante no sangue, o que é um fator que favorece o desenvolvimento de fungos na região genital. Dessa forma, é comum que pessoas com diabetes não tratada tenham candidíase de forma recorrente. Por isso, é importante que o tratamento para diabetes com uso de medicamentos e/ou injeções de insulina, seja feito de acordo com a orientação do endocrinologista.

4. Estresse e ansiedade

O excesso de estresse e a ansiedade são capazes de diminuir a resposta do sistema imune para defender o organismo e, por isso, durante períodos de grande pressão é comum haver o desbalanço da microbiota e o desenvolvimento de infecções, incluindo a candidíase.

5. Desequilíbrios hormonais

As alterações hormonais comuns durante a gravidez e na menopausa, devido a terapia de reposição hormonal também facilitam o desenvolvimento de fungos que provocam a candidíase.

6. Doenças autoimunes

Embora seja uma das causas menos frequentes do desenvolvimento de candidíase, a presença de uma doença autoimune, como lúpus, artrite reumatoide ou mesmo a terapia imunossupressora devido ao HIV ou ao câncer, podem levar ao desenvolvimento de candidíase.

Em todo o caso é aconselhado consultar um ginecologista para iniciar o tratamento adequado com antifúngicos locais ou orais e identificar o que pode ter causado o surgimento de candidíase. Veja no vídeo a seguir como a alimentação correta pode ser a chave para curar a candidíase mais rápido:

O que fazer

Para evitar a candidíase genital, é importante manter a boa higiene íntima, evitar usar roupas muito apertadas, usar roupa íntima de algodão e deixar a região sempre bem seca, assim é possível evitar a proliferação fúngica. Além disso, no caso da candidíase estar relacionada com a diabetes descompensada, por exemplo, é importante que o tratamento para a diabetes seja seguido de acordo com a orientação médica, pois dessa forma é possível diminuir os níveis de açúcar circulantes e prevenir infecções.

Para aliviar os sintomas de candidíase, o médico pode indicar o uso de pomadas, cremes ou comprimidos antifúngicos para combater o excesso de fungos e aliviar os sintomas. Veja mais detalhes do tratamento para candidíase.

Esta informação foi útil?
Atualizado por Equipe Editorial do Tua Saúde em Junho de 2021. Revisão médica por Drª. Sheila Sedicias, Ginecologista em Janeiro de 2020.

Bibliografia

  • ALVARES, Cassiana Aparecida; ESTIVALET SVIDZINSKILL, Teresinha Inez; CONSOLARO, Márcia Edilaine Lopes. . Candidíase vulvovaginal: fatores predisponentes do hospedeiro e virulência das leveduras. J. Bras. Patol. Med. Lab. 43. 5; 319-327, 2007
Mais sobre este assunto: