Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

6 Principais causas da candidíase

A candidíase surge na região íntima devido ao crescimento excessivo de um tipo de fungo conhecido como Cândida Albicans. Embora a vagina e o pênis sejam locais que possuem um elevado número de bactérias e fungos, normalmente o organismo é capaz de manter um equilíbrio entre eles, evitando o surgimento de sintomas.

Porém, quando existe falta de higiene íntima, contato íntimo desprotegido ou algum problema de saúde, o organismo pode apresentar maior dificuldade em manter o número de fungos em equilíbrio, levando a Cândida albicans a se desenvolver em excesso, provocando candidíase com sintomas, como coceira ou vermelhidão do local.

6 causas comuns da candidíase

A candidíase pode ser provocada por situações como:

1. Uso de roupa íntima sintética ou muito apertada

6 Principais causas da candidíase

O melhor tipo de roupa íntima para se utilizar é a feita de algodão e pouco apertada, porque permite mais ventilação e assim evita o aumento da umidade no local. Assim, quando se utiliza roupa de material sintético, a umidade na região íntima aumenta, assim como a temperatura e, por isso, os fungos têm maior facilidade para crescer, provocando candidíase.

2. Utilização recente de antibióticos

6 Principais causas da candidíase

Os antibióticos de amplo espectro são utilizados para combater infecções, porém, além de eliminar as bactérias à que se propõem, eles também diminuem o número de leveduras presentes na vagina que são as responsáveis por impedir o crescimento dos fungos. Com a toma desse tipo de medicamento o número de levedura diminui, permitindo o crescimento de fungos, que dão origem à candidíase.

3. Diabetes descontrolada

6 Principais causas da candidíase

Esta é uma das principais causas associada aos casos de candidíase crônica, pois, quando a diabetes não é tratada adequadamente, o aumento dos níveis de açúcar no sangue, facilitam o crescimento e desenvolvimento dos fungos na região genital. 

4. Excesso de estresse

6 Principais causas da candidíase

O excesso de estresse é capaz de diminuir a resposta do sistema imune para defender o organismo e, por isso, durante períodos de grande pressão é comum o desenvolvimento de infecções fúngicas como a candidíase.

A candidíase é uma das infecções mais comuns em pessoas que sofrem de estresse e ansiedade constantes, pois o sistema imune se encontra enfraquecido e não é capaz de manter o equilíbrio dos fungos na pele.

5. Desiquilíbrios hormonais

6 Principais causas da candidíase

As alterações hormonais comuns durante a gravidez e na menopausa, devido a terapia de reposição hormonal também facilitam o desenvolvimento de fungos que provocam a candidíase.

6. Doenças autoimunes

6 Principais causas da candidíase

Embora seja uma das causas menos frequentes do desenvolvimento de candidíase, a presença de uma doença autoimune, como lúpus, artrite reumatoide, ou mesmo a terapia imunossupressora devido o HIV ou câncer ,pode levar ao desenvolvimento de candidíase.

Em todo o caso é aconselhado consultar um clínico geral para iniciar o tratamento adequado com anti-fúngicos locais ou orais e identificar o que pode ter causado o surgimento de candidíase. Veja no vídeo a seguir como a alimentação correta pode ser a chave para curar a candidíase mais rápido:

Candidíase passa de uma pessoa para outra? 

A candidíase pode passar para outra pessoa durante o contato sexual, mas a Cândida é um fungo que habita naturalmente a região genital da mulher, e que tem preferência por um ambiente ácido.

Cerca de metade das mulheres convivem com o fungo, sendo sadias e sem apresentarem algum sintoma, no entanto a proliferação deste fungo causa a candidíase devido a fatores como calcinha molhada, e alterações sistêmicas, como gravidez, terapia hormonal, uso de antibióticos ou estar num tratamento com imunossupressão, que é o que acontece durante o tratamento contra o câncer ou alguma doença auto-imune, por exemplo. 

Acredita-se que o sexo oral e o aumento do número de contato sexual por semana também aumentam as chances de desenvolver candidíase. 

Uma outra forma de transmissão é durante o parto normal, quando a mulher tem candidíase vaginal e o bebê é contaminado ao passar pelo canal de parto, e desenvolve o popular sapinho, cientificamente chamado de candidíase oral. 

Gostou do que leu?   
Sim  /  Não

Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva aqui para que possamos melhorar o texto. Não lhe iremos responder directamente. Se quiser uma resposta clique em Contato.

Enviar Carregando elementos na página
Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...
Fechar

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem