Câncer abdominal: o que é, sintomas, tipos e tratamento

Atualizado em março 2024

Câncer abdominal é qualquer tumor que está localizado no abdome, podendo causar sintomas como inchaço ou dor na barriga, perda de apetite, emagrecimento, sangue nas fezes ou diarreia, dependendo do órgão em que se desenvolve.

Assim como outros tipos de câncer, o câncer abdominal é causado pelo crescimento anormal e descontrolado das células. Além disso, é mais frequente em caso de idade avançada, alcoolismo, tabagismo, hepatite ou histórico familiar de câncer, por exemplo. 

Em caso de suspeita de câncer abdominal, é recomendado consultar um clínico geral para uma avaliação detalhada. O tratamento depende principalmente do tipo de câncer, sua gravidade e histórico de saúde da pessoa.

Uma médica realizando um exame de ultrassom abdominal em um paciente

Sintomas de câncer abdominal

Os principais sintomas de um câncer abdominal são:

  • Dor no abdome
  • Barriga inchada;
  • Febre sem uma causa aparente;
  • Perda de apetite e emagrecimento;
  • Náusea e/ou vômitos;
  • Sangue nas fezes;
  • Diarreia ou prisão de ventre.

Os sintomas de um câncer abdominal variam de acordo com o tipo de câncer e são mais frequentes nos estágios mais avançados. Além disso, podem ser confundidos como aqueles de outras doenças como um problema de fígado, má digestão ou apenas um desconforto na barriga.

Leia também: 12 sintomas que podem indicar câncertuasaude.com/sintomas-de-cancer

Como confirmar o diagnóstico

O diagnóstico do câncer abdominal normalmente é feito pelo clínico geral baseado nos sintomas presentes, histórico de saúde da pessoa e resultados de exames como a ressonância magnética e a biópsia do órgão afetado, que permite identificar as células cancerígenas. Entenda melhor o que é a biópsia e para que serve.

Caso deseje marcar uma consulta, encontre um clínico geral mais próximo de você utilizando a ferramenta abaixo:

Cuidar da sua saúde nunca foi tão fácil!

Marque uma consulta com nossos Clínicos Gerais e receba o cuidado personalizado que você merece.

Marcar consulta

Disponível em: São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Pará, Paraná, Sergipe e Ceará.

Foto de uma doutora e um doutor de braços cruzados esperando você para atender

Tipos de câncer abdominal

Os tipos câncer abdominal variam de acordo com órgão afetado, sendo os mais comuns:

​No entanto, existem ainda dentro da cavidade abdominal outros órgãos em que um câncer também pode se desenvolver, como a vesícula biliar, intestino delgado, bexiga e, nas mulheres, o útero e os ovários.

Possíveis causas

O câncer abdominal é causado por alterações genéticas nas células de um órgão do abdome que resultam na sua multiplicação anormal e, algumas vezes, podem se desenvolver a partir de lesões pré-cancerosas, como alguns pólipos intestinais ou gástricos.

Leia também: Pólipos no estômago: o que são, sintomas, causas e tratamentotuasaude.com/polipo-no-estomago

Embora os fatores de risco variem de acordo com o tipo de tumor, o câncer abdominal é mais frequente em pessoas mais velhas com sobrepeso que fumam, consomem bebidas alcoólicas em excesso e/ou têm histórico familiar de câncer, por exemplo.

Tratamento do câncer abdominal

O tratamento do câncer abdominal deve ser orientado por um oncologista e individualizado para o tipo de câncer, seu estágio de desenvolvimento e condições de saúde da pessoa, podendo envolver quimioterapia, radioterapia e/ou cirurgia, por exemplo.

Além disso, o médico também pode indicar medicamentos para aliviar sintomas como dor, náusea e/ou vômitos caso presentes, além do acompanhamento com um nutricionista para evitar a perda de peso durante o tratamento.

O câncer abdominal pode ter cura em alguns casos, especialmente quando é identificado cedo. No entanto, nos casos mais graves, o tratamento nem sempre é capaz de curar a pessoa e a quimioterapia pode ser a única opção apesar de possíveis reações como náusea ou queda de cabelo.

Leia também: 6 dicas para o cabelo crescer rápido depois da quimioterapiatuasaude.com/como-fazer-o-cabelo-crescer-mais-rapido-depois-da-quimioterapia

Vídeos relacionados