Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas e tratamento da Bronquite Asmática

A bronquite asmática é a inflamação dos brônquios pulmonares, que são locais por onde o ar passa, causada por uma alergia e, por isso, muitas vezes ela também é chamada de bronquite alérgica, ou simplesmente, Asma.

A bronquite asmática é uma doença que não se "pega", pois ela não é transmissível de um indivíduo para o outro. No entanto, a asma tem fatores genéticos envolvidos que podem ser transmitidos de geração em geração, e por isso os filhos ou netos dos asmáticos tem maiores chances de sofrerem de asma em qualquer fase da vida. 

Suas causas estão relacionadas à alergia respiratória mas pessoas que tem alguma tendência a ter outras alergias, como alergia alimentar ou alergia na pele tem mais chances de ter asma.

Como saber se é bronquite asmática

Sintomas e tratamento da Bronquite Asmática

Os principais sintomas da bronquite asmática podem ser:

  1. Dificuldade para respirar e sensação de que o ar não chega aos pulmões;
  2. Pode haver tosse noturna;
  3. Pode haver pequena quantidade de catarro, semelhante a clara de ovo;
  4. Sons audíveis quando o indivíduo respira, chamado popularmente de chiado;
  5. Numa crise intensa de asma as pontas dos dedos e a boca podem ficar arroxeadas devido à falta de oxigênio no corpo.

Os sintomas da asma podem surgir em qualquer momento e em qualquer idade e, por isso, é importante seguir o tratamento com o uso dos remédios receitados pelo médico. O diagnóstico da bronquite asmática pode ser feito pelo pneumonologista através da observação dos sintomas, ausculta dos pulmões e através do teste de espirometria e do teste de alergia.

Para saber se o bebê possui asma os pais podem observar os seguintes sintomas: tosse desencadeada por risos ou choro intenso, respiração mais rápida que o habitual e sensação de falta de ar. Nesse caso deve-se levar o bebê ao pediatra para que ele observe os sinais e possa identificar se realmente é asma e indicar como deve ser feito o tratamento.

Brônquio inflamado e excesso de muco estão relacionados à AsmaBrônquio inflamado e excesso de muco estão relacionados à Asma

Bronquite asmática tem cura?

A bronquite asmática pode ter cura quando a alergia que causa a bronquite consegue ser eliminada e isto pode ser conseguido com o uso de determinadas vacinas indicadas pelo médico pneumologista.

No entanto, em muitos casos, como a alergia não pode ser curada, a asma não tem cura e o indivíduo precisa seguir o tratamento por toda a vida porque a asma é grave e num momento de crise, pode ser fatal, porque o ar não consegue chegar até aos pulmões.

Como é feito o tratamento

O tratamento para bronquite asmática pode ser feito com o uso de medicamentos que desinflamam os brônquios pulmonares e facilitam a passagem do ar, receitados pelo médico pneumologista. Alguns exemplos de remédios para bronquite asmática são o Ventilam e o Symbicort, que são uma espécie de "bombinha" que o indivíduo deve levar para todos os lugares para onde for e usar sempre que sentir falta de ar. Além disso é recomendado tomar medicamentos anti-inflamatórios que devem ser inalados diariamente para prevenir as crises de asma.

Veja o passo a passo para usar a bombinha da asma corretamente.

A fisioterapia também pode ser um recurso para o tratamento da bronquite asmática, sendo útil para melhorar a capacidade respiratória e o condicionamento físico da pessoa. Esta pode ser feita com exercícios respiratórios que fortalecem os músculos envolvidos na respiração, expandindo a capacidade pulmonar e por isso podem ser úteis fora da crise de asma.

Veja como a alimentação pode ajudar no controle da asma no vídeo a seguir:

A bronquite asmática na gravidez também pode ser tratada da mesma forma, com o uso dos medicamentos que a mulher já utiliza habitualmente para tratar a asma. No entanto, cerca de 30% das gestantes podem não apresentar qualquer sintoma de asma durante a gestação, embora outras possam apresentar os sintomas de asma de forma mais frequente.

Já o tratamento da asma no bebê deve ser feito através de nebulização com os remédios para asma diluídos em soro fisiológico. O pediatra pode indicar que a nebulização seja realizada diariamente ou sempre que o bebê apresentar os sintomas de falta de ar. Saiba mais detalhes do tratamento aqui.

Principais causas

A asma é causada por uma alteração genética que quando associada a fatores ambientais pode desencadear uma inflamação crônica das vias respiratórias, que leva ao estreitamento dos canais de passagem de ar dentro dos pulmões. Assim, a asma está relacionada a uma alergia respiratória que pode ser desencadeada quando o indivíduo encontra-se:

  • Próximo a animais com pelo como cachorro ou gato;
  • Em locais muito empoeirados;
  • Em locais com mofo;
  • Em locais muito frios, porque isto aumenta a poluição;
  • Estressado ou tem emoções muito fortes.

Normalmente a asma é diagnosticada na infância, mas pode-se desenvolver asma em qualquer fase da vida, sendo que ela é mais comum em indivíduos que possuem algum tipo de alergia respiratória ou alimentar.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...