Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

O que causa o AVC e como evitar

O acidente vascular cerebral, também conhecido como AVC ou derrame cerebral, é a interrupção do fluxo de sangue para alguma região do cérebro, e isso pode ter diversos motivos, como acúmulos de placas de gordura ou formação de um coágulo, que dão origem ao AVC isquêmico, ou sangramento por pressão alta e até, ruptura de um aneurisma, dando origem ao AVC hemorrágico.

Quando esta situação acontece, as sequelas dependem da gravidade da lesão cerebral e do tratamento adequado, sendo comum ficar com fraqueza em um lado do corpo ou dificuldade na fala, por exemplo. Por isso, é importante focar em terapias de reabilitação, para diminuir qualquer tipo de dificuldade que tenha permanecido. Saiba mais sobre as principais sequelas e como tratar.

O que causa o AVC e como evitar

Existem diversas causas para o derrame cerebral isquêmico e hemorrágico, sendo sempre possível, para cada situação, adotar comportamentos ou tratamentos que, se feitos da forma correta, podem evitar esta situação. As principais causas são:

Causas do AVC isquêmico

O AVC isquêmico é causado pela obstrução de algum vaso que leva sangue ao cérebro, que na maioria das vezes, acontece em pessoas acima dos 50 anos, entretanto, também é possível acontecer em jovens. Isso pode acontecer devido a:

1. Tabagismo e má alimentação

Hábitos de vida como o tabagismo, o consumo de alimentos ricos em gorduras, frituras, sal, carboidratos e açúcares, aumentam o risco de desenvolver o acúmulo de placas de gordura, também chamadas de aterosclerose, nos vasos sanguíneos do cérebro e em vasos importantes para a circulação cerebral. Quando isso acontece, o sangue não consegue passar e, as células da região afetada começam a morrer por falta de oxigênio.

O que causa o AVC e como evitar

2. Pressão alta, colesterol e diabetes

Doenças como pressão alta, colesterol, triglicerídeos altos, obesidade ou diabetes são os maiores riscos para a formação de acúmulo de placas de gordura, assim como o desenvolvimento de inflamações nos vasos sanguíneos e doenças cardíacas, sendo importantes riscos para o AVC.

  • Como evitar: controlar adequadamente estas doenças, com o tratamento indicado pelo médico, além de adotar hábitos de vida saudáveis, para diminuir seus efeitos negativos sobre o corpo.

3. Defeitos no coração ou vasos sanguíneos

Alterações no coração, como presença de uma arritmia, dilatação ou alterações no funcionamento do músculo cardíaco ou de suas valvas, assim como a presença de um tumor ou calcificação, contribuem para a formação de coágulos, que podem chegar ao cérebro pela corrente sanguínea.

  • Como evitar: estes tipos de alterações podem ser detectadas em consultas de rotina com o médico, e, caso sejam detectados, serão acompanhados e, em alguns casos, podem ser feitos o uso de medicamentos, como anticoagulantes.  

4. Outras causas

Outras situações menos comuns para a ocorrência de um derrame cerebral, e que devem ser suspeitadas, principalmente, quando acontece em pessoas jovens, incluem:

  • Doenças que causam maior coagulação do sangue, como lúpus, anemia falciforme ou trombofilias, por exemplo;
  • Doenças que inflamam os vasos sanguíneos, como vasculites;
  • Espasmos dos vasos cerebrais, que impedem o fluxo de sangue, e acontecem em pessoas predispostas;
  • Uso de drogas ilícitas, que facilitam a lesão e o espasmo nos vasos.

O tratamento em uma situação de AVC, independente da causa, deve ser iniciado o mais rápido possível, já na emergência, com uso de medicamentos para auxiliar o retorno do fluxo de sangue, como AAS, clopidogrel, trombólise e controle da pressão arterial e dos dados vitais. Saiba, em mais detalhes, como é feito o tratamento para AVC.

O que causa o AVC e como evitar

Causas do AVC hemorrágico

O derrame cerebral hemorrágico acontece quando há um sangramento dentro do cérebro ou nas meninges, que são películas que envolvem o cérebro. Este tipo de AVC pode acontecer tanto em idosos quanto em jovens, e as principais causas são:

1. Pressão alta

A pressão muito elevada pode romper algum dos vasos do cérebro, sendo esta a principal causa do AVC hemorrágico. Geralmente, acontece em pessoas que têm picos de pressão muito alta, por não realizar o tratamento da hipertensão.

  • Como evitar: é necessário fazer um acompanhamento médico para exames de check-up e verificar se tem pressão alta e, caso seja confirmada, fazer um tratamento e controle adequado da doença, prevenindo seus efeitos no corpo.

2. Pancada na cabeça

O traumatismo crânio-encefálico, que pode acontecer em acidentes de trânsito, é uma importante causa de AVC, pois pode provocar o sangramento dentro e ao redor do cérebro, sendo uma situação muito grave e que põe em risco a vida da pessoa.

  • Como evitar: é importante sempre se preocupar com a segurança em diferentes situações, como o uso de cinto de segurança no carro ou uso de equipamentos de proteção individual no trabalho, por exemplo. 

3. Aneurisma cerebral

A presença de um aneurisma ou outras mal-formações de vasos sanguíneos dentro do cérebro, aumentam o risco de ruptura e hemorragia, principalmente quando seu tamanho aumenta com o tempo.

  • Como evitar: este tipo de alteração é mais comumente descoberta de forma acidental, quando exames de tomografia ou ressonância magnética são feitos por outras causas. Entretanto, pode-se desconfiar de um aneurisma na presença de sintomas como dor de cabeça frequente e que piora aos poucos, crises convulsivas, ou fraqueza e formigamento de alguma parte do corpo, por exemplo.

4. Uso de anticoagulantes

Os remédios anticoagulantes são muito importantes em diversas doenças, como arritmias, trombose ou doenças das valvas do coração, por exemplo, entretanto, se usados da forma errada, ou se a pessoa não se tiver alguns cuidados, por aumentar o risco de sangramentos, inclusive dentro o cérebro.

  • Como evitar: fazer o acompanhamento médico regular para controle da coagulação do sangue e para fazer exames de rotina. Evitar, também, situações de risco para pancadas, como quedas.

5. Outras causas

Outras causas menos comuns para o AVC hemorrágico podem incluir:

  • Doenças que dificultam a coagulação do sangue, como hemofilia e trombocitemia;
  • Inflamações dos pequenos vasos cerebrais, chamada de angiopatia amilóide, por doenças degenerativas do cérebro, como Alzheimer;
  • Uso de drogas ilícitas, como cocaína e anfetamina,
  • Tumor cerebral, que aumenta o risco de sangramentos.

Um AVC hemorrágico também deve ser tratado o mais rapidamente possível, já no pronto-socorro, com o controle dos dados vitais, e, se necessário, com a realização de cirurgia, para que se diminua o risco de vida e de formação de sequelas.

O que causa o AVC e como evitar

O AVC tem cura?

O derrame cerebral não tem cura, entretanto, pode ser prevenido em grande parte dos casos ou, quando acontece, é possível investir em tratamentos para melhora do quadro e de reabilitação para deixar menos sequelas.

Além disso, é possível que o corpo se recupere de boa parte, ou totalmente, dos sintomas e dificuldades que surgem com o AVC, o que também depende de um acompanhamento com neurologista, e da realização de uma reabilitação, com: 

  • Fisioterapia, que ajuda a recuperar a parte motora e desenvolver os movimentos;
  • Terapia ocupacional, que estimula a preparação de estratégias para diminuir efeitos das sequelas do AVC no dia-a-dia, adaptações de ambiente e utensílios, além de atividades para melhorar o raciocínio e movimentos;
  • Atividade física, feita, de preferência sob orientação do educador físico, para fortalecer os músculos e ajudar na independência, equilíbrio e bem-estar da pessoa;
  • Nutrição, ajuda a preparar os alimentos na quantidade, tipo e consistência ideal para cada pessoa;
  • Fonoaudiologia, é importante em casos de dificuldade para deglutir os alimentos ou de se comunicar, ajudando a adaptar estas situações.

Desta forma, mesmo que as sequelas do AVC não diminuam ou recuperem rapidamente, é possível melhorar a qualidade de vida da pessoa que convive com esta situação.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...