Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Artrite Reumatoide - Quais os Sintomas e Como tratar

Artrite Reumatoide é uma doença auto-imune que provoca sintomas como dor, vermelhidão e inchaço nas articulações afetadas, além de rigidez e dificuldade para movimentar essas articulações durante, pelo menos, 1 hora depois de acordar. 

O tratamento da Artrite Reumatóide é orientado pelo reumatologista e inclui o uso de remédios, dieta e fisioterapia, que aliviam a dor e melhoram a qualidade de vida. Mas ela não tem cura e o tratamento deve ser feito por toda a vida.

Fotos da Artrite ReumatoideFotos da Artrite Reumatoide

Sintomas da Artrite Reumatoide

Os primeiros sintomas incluem febre, cansaço, dor nas articulações, mal-estar que podem aparecer e desaparecer sem grandes intercorrências ou explicação. Normalmente eles surgem semanas ou meses antes de aparecerem os sintomas clássicos da artrite reumatoide: 

  • Dor, vermelhidão e inchaço nas articulações afetadas, especialmente nas pequenas articulações do punho, dedos e pés;
  • Aumento da temperatura no local e a sensação de que está quente;
  • Rigidez e dificuldade de movimentar as juntas, especialmente pela manhã, durante 1 ou 2 horas;
  • Com o avançar da doença surgem deformidade nas articulações, que ficam tortas e mais grossas;
  • Boca seca e olhos vermelhos e com sensação de areia, devido a síndrome de Sjogren;
  • Mãos e pés frios;
  • Nódulos na articulação afetada;

Todos estes sintomas aparecem na articulação afetada, mas a artrite reumatoide pode acabar gerando outros, como dor nas costas, devido a má postura e com o desenvolvimento da doença, outras articulações, como joelhos, ombros e cervical também podem ser afetadas.

As mulheres são mais afetadas e os sintomas podem começar por volta dos 30 anos de idade, embora seja mais comum, à partir dos 40.

Como confirmar o diagnóstico

A artrite reumatoide pode ser diagnosticada observando os sintomas e realizando exames, mas ela pode ser difícil de diagnosticar, especialmente na fase inicial quando os sintomas ainda não muito claros, podendo ser confundida com a osteoartrite ou outras doenças. Assim, para confirmar o reumatologista pode pedir vários exames como:

  • Exame de sangue com fator reumatoide, que é um dos que pode indicar a doença, embora em alguns casos o resultado seja um falso-negativo;
  • Teste de anticorpos antinucleares;
  • Raio X da articulação para verificar se também há artrose, sendo pedido especialmente quando há sintomas artrite nas mãos ou nos pés;
  • Ressonância magnética, quando há suspeita de artrite na coluna;
  • Nível de proteína C-reativa, para verificar a intensidade da inflamação;
  • Tomografia computadorizada, para avaliar a extensão da inflamação.

Nessa doença o sistema de defesa do corpo passa a atacar as articulações saudáveis, mas ainda não se sabe exatamente porque isso acontece. Embora as causas da artrite reumatoide não sejam totalmente conhecidas, alguns fatores que influenciam no seu desenvolvimento são a infecção por vírus, bactérias, o fator genético, traumatismo e fumar aumentam o risco de desenvolver a doença.

Tratamento para Artrite Reumatoide

O tratamento para artrite reumatoide geralmente é iniciado com remédios anti-inflamatórios, injeções de corticoides e remédios imunossupressores, que podem ser usados nos momentos de crise e também fora da crise.

Além disso também é importante:

  • Fazer fisioterapia, especialmente nos momentos de crise, quando houver dor intensa e inflamação;
  • Adotar uma dieta rica em alimentos anti-inflamatórios, como atum, salmão, alho ou laranja;
  • Fazer alongamentos durante o dia;
  • Aplicar bolsas de água quente sobre a articulação;
  • Praticar exercícios leves ou moderados nos períodos fora da crise, como hidroginástica e Pilates evitando os exercícios extenuantes.

A fisioterapia é muito importante do tratamento para a artrite reumatoide e inclui o uso de aparelhos, bolsas quentes, exercícios, técnicas de mobilização articular e fortalecimentos dos músculos envolvidos, ajudando a prevenir deformidades e a melhorar a movimentação e do dia a dia da pessoa.

Em último caso, quando a articulação está muito comprometida e nada parece aliviar os sintomas, o médico pode sugerir cirurgias para realinhar os tendões, substituir as articulações, remover o excesso da membrana sinovial ou para unir dois ossos, de modo que não haja mais articulação, como pode ser útil no dedo mindinho, por exemplo.

Mais sobre este assunto:
Carregando
...