Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dieta saudável: como preparar um cardápio para emagrecer

Para fazer uma alimentação saudável e equilibrada que favoreça a perda de peso é necessário realizar algumas mudanças nos hábitos alimentares e adotar algumas estratégias simples que permitam aumentar a sensação de saciedade, diminuir a fome e acelerar o metabolismo.

No entanto, quando se deseja perder peso, o ideal é procurar a orientação de um nutricionista para que através de uma avaliação completa seja elaborado um plano nutricional adaptado às necessidades e objetivos da pessoa, permitindo que a perda de peso se mantenha ao longo do tempo e seja evitado o efeito sanfona. 

Dieta saudável: como preparar um cardápio para emagrecer

Essas dicas servirão para ter maior liberdade na dieta e preparar refeições mais saudáveis para perder peso:

1. A base do almoço e do jantar são os vegetais

Os legumes e vegetais sempre devem ser a porção principal do almoço e do jantar, pois eles darão mais saciedade, além de ter poucas calorias, o que favorece a perda de peso. A porção deve variar entre 1 a 2 xícaras de vegetais crus ou 1 xícara de vegetais cozidos, por exemplo.

Além disso, os vegetais são ricos em fibras, vitaminas e minerais, que ajudam a melhorar o funcionamento do intestino, favorecendo a saúde da microbiota intestinal, melhorando o metabolismo e ajudando a desintoxicar o organismo, proporcionando energia e aumentando a sensação de bem estar.

2. Consumir pequenas porções de carboidratos

É recomendado consumir pequenas porções de carboidratos, de preferência integrais, em cada refeição, como pães, massas, arroz, farofa, bolos e tapioca. Como a quantidade que deve ser consumida varia de uma pessoa para outra, é possível começar diminuindo progressivamente as porções que são consumidas. Ou seja, se normalmente consome 6 colheres de sopa de arroz, passa a consumir 5 e depois 4, por exemplo.

Além disso, pode substituir o macarrão por abobrinha ou berinjela, por exemplo, devendo procurar outras alternativas para diminuir o consumo de carboidratos. Veja 4 substitutos para o arroz e o macarrão na dieta.

Também é possível substituir a farinha de trigo por outros tipos de farinha que contenham maior quantidade de fibras para preparar panquecas, pastéis e bolos, como farinha de aveia, de coco ou de amêndoas, por exemplo.

3. Os lanches também devem ter proteínas

É muito comum a maior parte das pessoas comer apenas fruta, torradas ou pão com café nos lanches, por exemplo, mas o ideal seria variar mais e trazer proteínas também para estas refeições, pois elas gastam mais energia para serem digeridas e aumentam a saciedade.

Assim, bons exemplos de lanches são comer 1 fatia de pão integral com 1 ovo e 1 fatia de queijo, comer iogurte natural com um punhado de nozes, fazer uma panqueca integral com banana, canela e farinha de aveia ou fazer uma vitamina de frutas com punhado de amêndoas.

Confira 6 lanches ricos em proteínas.

Dieta saudável: como preparar um cardápio para emagrecer

4. Incluir azeite, frutos secos e sementes

Esses alimentos são ricos em gorduras boas e ômega-3, que têm ação anti-inflamatória, antioxidante e aumentam a saciedade, ajudando o organismo a funcionar melhor. Nesse grupo também estão incluídos alimentos como abacate, coco, amendoim, amêndoas, pasta de amendoim e nozes.

Para incluí-los na dieta, pode ser adicionado uma colher de chá de azeite de oliva no prato de almoço e jantar. Nos lanches, pode ser consumida 1 fruta com 10 unidade de frutos secos ou 1 colher de sopa de manteiga de amendoim. Também podem ser preparadas vitaminas com abacate e adicionar sementes de linhaça, chia ou abóbora, por exemplo, em saladas ou cereais, no ovo ou iogurte, por exemplo. 

5. Fruta tem limite, não exagere

Apesar de serem saudáveis, as frutas também têm calorias e algumas são facilmente digeridas. Assim, ao invés de comer 2 ou 3 frutas em uma só refeição, o melhor é comer 1 fruta com 1 punhado de frutos secos, por exemplo, ou com iogurte natural, pois assim adiciona-se gorduras boas e proteínas, deixando a refeição mais nutritiva.

O ideal é consumir as frutas em sua forma "pura", sem ser em forma de suco, isso porque dessa forma é possível ter a maior quantidade de fibras, ajudando a manter a saúde do intestino e aumentar a sensação de saciedade. O recomendado é consumir 2 a 3 porções de frutas por dia.

6. Beber água diariamente

É importante consumir 2 a 2,5 L de água por dia. O ideal é não consumir líquidos juntamente com a comida para evitar encher e não consumir as porções correspondentes das refeições.

Uma excelente opção é beber água com limão, pois ajuda a limpar o paladar e diminuir a vontade de comer muitos doces.

7. Consumir proteínas com baixo teor de gordura

A proteína é importante para o processo de perda de peso pois ajuda a aumentar a saciedade e favorece a formação de massa muscular. Por isso, o ideal é incluir na alimentação do dia a dia carnes brancas como frango e peru sem pele, peixes e, no caso das carnes vermelhas, dar preferência aos cortes magros.

Além disso, também é importante consumir ovo, queijo branco baixo em gordura como o ricota ou mozarela, e leite e derivados desnatados. Outros alimentos que também são ricos em proteínas são as leguminosas como os feijões, lentilhas e grão de bico, por exemplo, que combinados com arroz garantem boa quantidade de proteínas.

Veja outras dicas com nossa nutricionista:

Cardápio saudável para emagrecer

A tabela a seguir traz o exemplo de um cardápio de 3 dias para emagrecer de forma fácil e saudável:

ComidaDia 1Dia 2Dia 3
Café da manhãCafé preto sem açúcar + torrada integral com 2 colheres de sopa de ricota com orégano e 1 ovo mexidoCafé preto sem açúcar + 30g de granola com 1 copo de leite de coco ou de amêndoa + 1/2 xícara de morango1 xícara de café com leite desnatado sem açúcar + 1 panqueca média de banana com aveia com 1 colher de sopa de manteiga de cacau
Lanche da manhã2 fatias de melão + 10 unidades de castanha de caju1 banana triturada com 1 colher de sopa de manteiga de amendoim e um pouco de canela2 fatias de mamão com 1 colher de chá de chia
Almoço/ jantar1 filé de peito de frango grelhado acompanhado de 3 colheres de sopa de arroz integral com 2 colheres de sopa de feijão + 1 xícara de vegetais salteados no azeite de oliva + 1 pêra1 filé de peixe com tomate e cebola ao forno + 1 pêssego1 filé de peito de peru cortado em cubos salteados com vegetais e quinoa + 1 maçã
Lanche da tarde1 iogurte natural com 1 colher de mel + 10 unidades de amendoim1 xícara de chá de gengibre + 2 torradas integrais e 2 colheres de abacate amassado (com cebola, tomate, pimenta e um pouco de noz moscada)

1 porção de gelatina de frutas sem açúcar + 6 nozes

As quantidades incluídas no menu variam de acordo com a idade, gênero, atividade física e se possui alguma doença associada ou não, por isso o ideal é procurar orientação de um nutricionista para que seja feita uma avaliação completa e seja elaborado um plano nutricional adequado às necessidades.

Além disso, para acelerar a perda de peso é também importante praticar atividade física regularmente como caminhar, correr, nadar ou dançar, por exemplo, devendo realizar a atividade durante 30 a 60 minutos, pelo menos 3 vezes por semana.

Também pode ser incluído na alimentação chás diuréticos e termogênicos, que ajudam na queima de gordura e favorece a perda de peso. Veja exemplos de chás que emagrecem.

Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem