Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alergia a níquel: alimentos e utensílios que não deve usar

As pessoas com alergia ao níquel (sulfato de níquel), que é um mineral que faz parte da composição das bijuterias e acessórios, devem evitar o uso desse metal em brincos, colares e pulseiras ou relógios, e também o consumo excessivo de alimentos como banana, amendoim e chocolate, além de evitar o uso utensílios de cozinha de metal que contenha níquel.

A alergia ao níquel causa sintomas como coceira e vermelhidão na pele, e surge especialmente em mulheres na época da adolescência ou início da vida adulta. Veja outras causas de coceira na pele.

Alergia a níquel: alimentos e utensílios que não deve usar

Alimentos ricos em níquel

Os alimentos com mais teor em níquel e que devem ser ingeridos com moderação, e evitados em épocas de crise da doença são:

  • Bebidas e suplementos vitamínicos com níquel, como chá e café;
  • Alimentos enlatados;
  • Frutas como banana, maçã e frutas cítricas;
  • Peixes com alta concentração de níquel, como atum, arenque, marisco, salmão e cavala;
  • Vegetais como cebola, alho e legumes de folhas verdes. As folhas jovens são preferíveis às folhas mais velhas, porque contêm um menor teor de níquel;
  • Outros alimentos com alto teor em níquel, como cacau, chocolate, soja, aveia, nozes e amêndoas.

Esses alimentos devem ser evitados ou consumidos com cautela, devendo-se ter atenção ao aparecimento de qualquer sintoma que possa surgir. 

Durante a preparação de alimentos, os utensílios com níquel não devem ser usados ​​e devem ser substituídos. Além disso, os alimentos ácidos não devem ser cozidos em utensílios de aço inoxidável, pois os ácidos podem levar à dissociação de níquel dos utensílios e aumentar o conteúdo de níquel dos alimentos.

As pessoas que bebem água da torneira, devem rejeitar o fluxo inicial de água da torneira pela manhã, que não se deve beber ou usar para cozinhar, pois o níquel pode ser liberado da torneira durante a noite.

Objetos ricos em níquel

Alergia a níquel: alimentos e utensílios que não deve usar

Os objetos com níquel na sua composição, podem causar irritação e coceira na pele e, por isso, devem ser evitados ao máximo. Alguns exemplos são:

  • Acessórios metálicos, como fechos de sutiãs e vestidos, botões metálicos, molas, suspensórios, ganchos, fivelas de sandálias e relógios, anéis, brincos, pulseiras, braceletes, fios, medalhas e fechos de colares;
  • Objetos de uso pessoal, como isqueiros, aros metálicos de óculos, chaves e porta-chaves, canetas metálicas, dedais, agulhas, alfinetes, tesouras;
  • Peças metálicas da mobília, como puxadores de portas e gavetas;
  • Material de escritório, como máquinas de escrever, clips, agrafadores, canetas metálicas;
  • Cosméticos, como sombras azuis ou verdes, tintas e alguns detergentes;
  • Alguns utensílios de cozinha.

É importante estar atento ao surgimento de qualquer sintoma na pele e, se necessário, suspender o uso desses objetos.

Sintomas da alergia ao níquel

Alergia a níquel: alimentos e utensílios que não deve usar

Em geral, a alergia ao níquel causa sintomas como irritação na pele, coceira e feridas, especialmente na região das pálpebras, no pescoço, nas dobras dos braços e dos dedos, nas palmas das mãos, nas virilhas, na região interna das coxas, nas dobras dos joelhos e nas plantas dos pés.

Para confirmar se é mesmo alergia ao níquel, é necessário fazer um teste de alergia prescrito e acompanhado por um médico alergologista ou dermatologista, que também poderá testar outras substâncias e alimentos para avaliar se existem mais causas para a dermatite. Veja como é feito o teste de alergia.

Bibliografia >

  • SHARMA, Ashimav D . Low Nickel Diet in Dermatology. Indian Journal of Dermatology. Vol.58. 3.ed; 240, 2013
  • SOCIEDADE PORTUGUESA DE ALERGOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICA. Sulfato de níquel hexahidratado. . Acesso em 17 Mar 2020
  • BERGMAN D. et. al.. Low Nickel Diet: A Patient-Centered Review. Clinical & Experimental DermatologyResearch. Vol.7. 3.ed; 2016
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem