Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Sintomas de alergia à poeira, causas e o que fazer

A alergia à poeira ocorre principalmente por causa da reação alérgica provocada pelos ácaros, que são pequenos bichos que podem ficar acumulados nos tapetes, cortinas e cama, levando ao aparecimento de sintomas como espirros, coceira no nariz, tosse seca, dificuldade para respirar e vermelhidão nos olhos, surgindo principalmente após a realização de uma faxina ou ao entrar em locais que ficaram muito tempo fechados.

O tratamento para alergia à poeira deve ser baseado, principalmente, em medidas de controle ambiental, isto significa manter a higiene da casa, trocar a roupa de cama frequentemente e evitar uso de carpetes e bichinhos de pelúcia. Se mesmo com essas medidas os sintomas não melhorarem, é necessário consultar um clínico geral ou alergologista para que possam ser indicados remédios anti-alérgicos ou corticoides.

Sintomas de alergia à poeira, causas e o que fazer

Principais sintomas

Os sintomas da alergia à poeira são parecidos aos que aparecem na alergia respiratória, que podem ser:

  • Espirros constantes;
  • Tosse seca;
  • Dificuldade para respirar;
  • Falta de ar e ruídos ao respirar;
  • Coceira no nariz e olhos;
  • Coriza;
  • Olhos lacrimejando e com vermelhidão;
  • Bolinhas na pele.

Geralmente, os sintomas surgem quando se está arrumando a casa, depois de acordar, quando se está mexendo em bichinhos de pelúcia ou ao entrar em locais com carpetes ou que estão há muito tempo fechados.

Para confirmar a alergia à poeira é importante consultar um clínico geral ou alergologista que irá analisar estes sintomas e poderá solicitar a realização de exames de sangue e teste de alergia, que é feito no consultório médico e tem como objetivo identificar a causa dos sintomas. Veja como é feito o teste de alergia.

Possíveis causas

A alergia à poeira acontece por causa de uma reação exagerada das células de defesa do corpo na presença de proteínas liberadas pelos ácaros, seus excrementos ou fragmentos do seu corpo, que são bichos bem pequenos, invisíveis a olho nu, que se alimentam dos restos de pele humana e se acumulam em locais quentes e úmidos, como em carpetes, cortinas, tapetes, roupa de cama, sofá e bichinhos de pelúcia.

O tipo de ácaro que mais causa alergia à poeira é do gênero Dermatophagoides, e também é o causador de doenças como dermatite atópica, rinite alérgica e asma, que é uma inflamação crônica no pulmão provocada por alergia. Saiba mais o que é asma e principais tipos.

O que fazer para melhorar

Para melhorar os sintomas da alergia à poeira é fundamental evitar o contato com objetos que possam ter acúmulo de poeira e consequentemente de ácaros, assim como evitar ficar em locais muito fechados e úmidos. 

Se a alergia não melhorar e os sintomas piorarem mesmo com a redução do contato da pessoa com a poeira, é necessário consultar um clínico geral ou alergologista para que possa ser recomendado o uso de medicamentos anti-alérgicos, como Desloratadina e Polaramine, ou até mesmo corticoides, como a Prednisona. Em alguns casos, o médico pode recomendar o uso de injeção para alergia para reduzir as crises alérgicas. Confira mais como funciona a injeção para alergia.

Como prevenir as crises alérgicas

Para prevenir as crises de alergia à poeira é importante tomar medidas de controle ambiental, como por exemplo:

  • Manter a casa arejada;
  • Fazer higiene da casa regularmente;
  • Evitar travesseiros e edredom de pena ou algodão, optando por tecidos sintéticos de poliéster;
  • Limpar o chão com pano úmido para não levantar poeira;
  • Evitar carpetes e cortinas no quarto;
  • Dar preferência à persianas de enrolar, que são mais fáceis de limpar do que cortinas;
  • Limpar os tapetes com aspirador de pó, pelo menos 2 vezes por semana;
  • Trocar a roupa de cama toda semana, lavando-a na máquina com água quente;
  • Evitar ter bichinhos de pelúcia no quarto;
  • Usar máscara de proteção ao limpar locais com muita poeira.

Além disso, se tiver animais de estimação em casa é importante evitar o contato deles com a cama, para que não acumule pelos, que também causam alergia e são alimentos para ácaros. Veja quais são os sintomas de alergia a pelos de animais.

Bibliografia >

  • INTERMOUNTAIN HEALTHCARE. Dust Allergy. Disponível em: <https://intermountainhealthcare.org/services/allergy-immunology/conditions/dust-allergy/>. Acesso em 11 Fev 2020
  • RUBINI, Norma de P.M. et al. Guia prático sobre controle ambiental para pacientes com rinite alérgica. Arq Asma Alerg Imunol. Vol.1, n.1. 7-22, 2017
  • INFORMEDHEALTH.ORG . Dust mite allergies: Overview. 2017. Disponível em: <https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK447098/>. Acesso em 11 Fev 2020
  • WILSON, Jeffrey M.; PLATTS-MILLS, Thomas A.E. Home Environmental Interventions For House Dust Mite. J Allergy Clin Immunol Pract. Vol.6, n.1. 1-7, 2018
Esta informação foi útil?   
Sim  /  Não

Ficou alguma dúvida. Deixe aqui a sua questão para que possamos melhorar o nosso texto:

Atenção! Só poderemos responder diretamente se deixar o seu email.
Irá receber um email com um link que deverá aceder para confirmar que o email lhe pertence.
Mais sobre este assunto:

Publicidade
Carregando
...
Fechar Simbolo de finalizado

Pode perguntar

Fechar
É hora de acabar com todas as suas dúvidas!
Erro
Erro
Erro
Marque a caixa de verificação acima.
Enviar Mensagem