Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Alergia à perfume

A alergia à perfume pode ser observada quando a área onde é pulverizado o perfume fica vermelha, irritada e coça. Contudo, alguns indivíduos têm alergia à perfume, mas não apresenta alterações na pele, queixando-se somente de irritação no nariz, lacrimejo nos olhos e tosse ao sentir o perfume no ar.

Apesar de ser incômada a alergia à perfume não é fatal e pode ser facilmente identificada num exame de alergia feito por um alergologista. Estes pacientes devem evitar ao máximo o uso de perfumes, água de colônia, eau de parfum e de cremes, shampoos, condicionadores e sabonetes perfumados.

Além disso é preciso ter o cuidado de não utilizar produtos de limpeza para o lar perfumados ou que contenham substâncias como o Lyral, essência natural de geraniol e óleo de rosas, pois estes são alguns dos mais suscetíveis à alergia e por isso são sempre identificados nas embalagens dos produtos.

Uma alternativa para os indivíduos que tem alergia à perfume é pulverizar o perfume à distância, na roupa, na varanda ou no quintal, algumas horas antes de vestí-la, assim a concentração do perfume diminui e o risco de alergia diminui consideravelmente.

Se algum produto que provoque alergia no indivíduo entrar em contato com a pele e esta permanecer irritada, recomenda-se passar um creme de cortisona na área durante alguns dias.

Mais sobre este assunto:


Carregando
...