Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Dor e Irritação na Região Genital pode ser Doença

A Vulvodínia ou Vestibulite vulvar é uma condição onde existe dor ou desconforto crônico na região da vulva da mulher. Este problema causa sintomas como dor, irritação, vermelhidão ou sensação de picada na região genital, sendo por isso o problema muitas vezes confundido com dermatoses ou infecções na região genital. 

Geralmente, este problema torna o contato íntimo doloroso, surgindo sintomas de dor que podem durar horas ou dias após a relação sexual. Esta é uma doença que não tem cura, e por isso o tratamento tem por objetivo diminuir a dor e o desconforto, de forma a melhorar a qualidade de vida. 

Dor e Irritação na Região Genital pode ser Doença

Principais Sintomas

Alguns dos principais sintomas da Vulvodínia incluem: 

  • Dor ao toque e irritação na região da vulva; 
  • Vermelhidão e sensação de picada na região genital; 
  • Sensibilidade aumentada;
  • Sensação de picada e queimação na região da vulva; 
  • Dificuldade para inserir tampões ou aplicadores vaginais; 
  • Dor durante a relação sexual; 
  • Dificuldade para realizar atividades como andar a cavalo ou de bicicleta. 

Geralmente, este problema torna o contato íntimo doloroso, surgindo sintomas de dor que pode durar horas ou dias após a relação sexual. A dor sentida pode ser ou não constante, e os sintomas podem manifestar-se de leve desconforto a dor intensa que dificulta a realização de atividades diárias básicas, como sentar por exemplo. 

Causas da Vulvodínia

A Vulvodínia pode afetar mulheres de todas as idades, desde a adolescência até à menopausa. 

Apesar de ainda não serem ainda conhecidas as causas que levam ao surgimento deste problema, porém existem alguns fatores que se encontram associados ao surgimento deste problema que incluem: 

  • Dor neuropática; 
  • Fatores genéticos; 
  • Problemas ou disfunções no assoalho pélvico; 
  • Alterações hormonais; 
  • Alterações nas vias nervosas.

Além disso, o surgimento desta doença encontra-se também associado a outros fatores que incluem fibromialgia, síndrome do intestino irritável, estresse pós-traumático, depressão, enxaqueca ou candidíase recorrente. 

Como é feito o Diagnóstico

O diagnóstico desta doença pode ser realizado pelo ginecologista, que irá realizar exames de observação e toque, para identificar os pontos de sensibilidade ou dor. Muitas vezes, este exame é realizado usando um cotonete para exercer pressão em pontos específicos da região genital. 

Pontos de dor característicos da Vulvodínia Pontos de dor característicos da Vulvodínia

Qual é o Tratamento

O tratamento para a Vulvodínia depende do tipo e intensidade dos sintomas sentidos, uma vez que não existe um tratamento definido para esta doença, havendo por isso a necessidade de adequar o tratamento a cada situação. 

Por isso, o tratamento pode incluir a aplicação de medicamentos tópicos como lidocaína, a toma de remédios orais como comprimidos com estrogênio, antidepressivos ou antiepilépticos que relaxem a musculatura, a realização de psicoterapia ou o aconselhamento sexual. Nos casos mais graves, pode mesmo ser recomendada a realização de uma cirurgia chamada vestibulectomia. Além disso, os cuidados diários com a região genital também são muito importantes, especialmente os cuidados com a pele e higiene da vulva, uma vez que a utilização de produtos agressivos ou irritantes podem agravar os sintomas. 

O tratamento também pode ser complementado através da realização de fisioterapia ginecológica com aparelhos como TENS para diminuir a dor e exercícios que fortaleçam o assoalho pélvico, como exercícios de Kegel, Pompoarismo ou com cones vaginais. 

Mais sobre este assunto:


Carregando
...