Violeta genciana: para que serve e como usar

A violeta genciana é um remédio com ação antifúngica, antisséptica e antibacteriana para uso sobre a pele, indicado para o tratamento de feridas, dermatite ou infecções bacterianas ou fúngicas da pele ou mucosas, como candidíase oral, frieira, estomatites ou aftas, aliviando sintomas como coceira, vermelhidão ou sensação de queimação na pele.

Além disso, a violeta genciana pode ser usada no shampoo ou na máscara de hidratação para melhorar o aspecto dos reflexos amarelados no cabelo descolorido, com mechas ou tingido de loiro. Outro uso da violeta genciana é em laboratórios para permitir a identificação de bactérias, por exemplo.

A violeta genciana pode ser encontrada em farmácias, drogarias ou lojas de produtos naturais, na forma de solução alcoólica na concentração de 1 a 2%, em frascos de 30 mL, e deve ser usada com orientação médica ou de outro profissional de saúde pois pode causar irritação ou manchas na pele.

Violeta genciana: para que serve e como usar

Para que serve

A violeta genciana é indicada para auxiliar no tratamento de inflamações ou infecções da pele ou mucosas como:

  • Candidíase oral ou sapinho;
  • Aftas ou estomatite;
  • Impetigo;
  • Dermatite;
  • Eczema atópico;
  • Eritema multiforme;
  • Prurigo nodular;
  • Frieira ou pé de atleta;
  • Feridas superficiais da pele;

A violeta de genciana também pode ser utilizada para matizar os cabelos loiros tingidos ou com reflexos, porém, como esse produto leva álcool em sua composição, o uso prolongado nos cabelos podem deixá-los ressecados, além de poder manchar roupas e pele. Confira 5 receitas caseiras para hidratar cabelos secos. 

Além disso, a violeta genciana pode ser usada para o diagnóstico de tinea versicolor, para marcar a pele antes de cirurgias ou em laboratórios para permitir a identificação de bactérias, por exemplo.

Como usar

A forma de uso da violeta genciana varia de acordo com objetivo, podendo ser usada sobre a pele para tratar condições de saúde ou no cabelo para matizar o loiro.

As principais forma de usar a violeta genciana são:

1. Violeta genciana na pele

A violeta de genciana deve ser usada sobre a pele afetada, aplicando um pouco da solução de violeta genciana em um cotonete, algodão ou gaze, para evitar manchas na pele, e em seguida passar apenas na região afetada, evitando passar na pele saudável, de 1 a 2 vezes por dia, conforme indicação médica. 

O uso da violeta genciana deve ser feito no máximo de 3 a 4 dias, pois pode causar irritação da pele ou manchas permanentes.

Antes de usar a violeta genciana, é recomendado lavar e secar bem a pele e, após o uso, lavar imediatamente as mãos, a menos que a área a ser tratada seja nas mãos.

Não é recomendado cobrir a área afetada com curativos, bandagens de plástico ou impermeáveis, a não ser que tenha sido recomendado pelo médico, pois pode aumentar o risco de irritação da pele.

Quando aplicada na boca, deve-se ter cuidado para não engolir a solução de violeta genciana.

2. Violeta genciana no cabelo

Para usar a violeta genciana no cabelo loiro para matizar e tirar o aspecto amarelado, pode-se adicionar 1 a 2 gotas da solução de violeta genciana no shampoo ou na máscara de hidratação do cabelo e misturar. Aplicar no cabelo úmido e deixar agir por alguns minutos, até obter a tonalidade de loiro desejado e enxaguar. Deve-se ter cuidado para não deixar muito tempo, pois os pigmentos da violeta genciana podem deixar o cabelo roxo.

É importante utilizar luvas para evitar manchas na pele e ter o cuidado para não deixar o shampoo ou a máscara terem contato com a pele do rosto.

Além disso, outra opção é comprar os shampoos matizadores ou shampoo roxo, que contém violeta genciana e já são prontos para uso.

Possíveis efeitos colaterais 

Os efeitos colaterais mais comuns que podem ocorrer durante o uso da violeta genciana são vermelhidão, inchaço ou irritação da pele. Além disso, o uso por tempo maior do que o recomendado pode causar manchas permanentes na pele.

É aconselhado procurar ajuda médica imediatamente ou o pronto-socorro mais próximo se surgirem sintomas de alergia à violeta genciana como formação de bolhas ou descamação na pele, coceira intensa, sensação de aperto no peito, dificuldade para respirar engolir ou falar, sensação de garganta fechada, inchaço na boca, língua ou rosto. Saiba identificar os sintomas de reação alérgica grave.

Quem não deve usar

A violeta de genciana não deve ser usada por mulheres grávidas ou em amamentação, ou por pessoas que tenham úlceras na pele, feridas abertas ou profundas, mordidas de animais ou queimaduras graves, ou que tenham alergia a qualquer componente da fórmula.

Além disso, a violeta genciana não deve ser usada no rosto devido ao risco de manchas permanentes. Esse remédio também não deve ser usado dentro do nariz ou ouvido, a menos que orientado pelo médico.

A violeta genciana também não deve ser usada nos olhos e caso ocorra contato acidental, deve-se lavar imediatamente com água por pelo menos 15 minutos e procurar atendimento médico se os olhos ficarem irritados.

Esta informação foi útil?

Bibliografia

  • PRABHA, N.; et al. Gentian violet: Revisited. Indian J Dermatol Venereol Leprol. 86. 5; 600-603, 2020
  • MALEY, A. M.; ARBISER, J. L. Gentian violet: a 19th century drug re-emerges in the 21st century. Exp Dermatol. 22. 12; 775-80, 2013
  • PONA, A.; et al. Review of the use of gentian violet in dermatology practice. Dermatol Online J. 26. 5; 13030/qt79g6z0cf, 2020
  • DRUGS.COM. Gentian violet. 2020. Disponível em: <https://www.drugs.com/cdi/gentian-violet.html>. Acesso em 23 Set 2021
Mais sobre este assunto: