Ative as notificações para não perder as publicações de saúde e bem estar mais interessantes.
O que você precisa saber?

Vigorexia - Quando há obsessão pelo corpo perfeito

A vigorexia, também conhecida por Síndrome de Adônis ou Transtorno Dismórfico Muscular, é uma doença psicológica caracterizada pela insatisfação constante com o corpo, em que a pessoa se enxerga muito magra e fraca quando na verdade é forte e possui músculos bem desenvolvidos, por exemplo.

Esse transtorno é mais comum de acontecer em homens entre 18 e 35 anos e leva à pratica exaustiva de exercícios físicos, sempre com aumento de carga, além de preocupação excessiva com a alimentação e uso de anabolizantes, que podem trazer riscos para a saúde. Saiba quais são os efeitos dos anabolizantes no organismo.

Vigorexia - Quando há obsessão pelo corpo perfeito

Sintomas da vigorexia

O sintoma mais associado à vigorexia é a insatisfação com o próprio corpo. A pessoa, apesar de estar em forma, se vê muito fraco e magro, considerando o seu corpo inadequado. Outros sintomas da vigorexia são:

  • Dor muscular persistente por todo o corpo;
  • Cansaço ao extremo;
  • Irritabilidade;
  • Depressão;
  • Anorexia/ Dieta muito restritiva,
  • Insônia;
  • Aumento da frequência cardíaca ao repouso;
  • Menor desempenho durante o contato íntimo;
  • Sentimento de inferioridade.

Normalmente os vigoréticos adotam uma alimentação muito restritiva e não consomem gorduras, sendo a dieta estritamente voltada para o consumo de alimentos ricos em proteínas, com o objetivo de aumentar a massa muscular. É comum, também, o uso excessivo de anabolizantes e suplementos proteicos, além de passar horas na academia, aumentando sempre a carga dos exercícios.

As pessoas com vigorexia ficam sempre insatisfeitas com os resultados, vendo-se sempre como muito magros e fracos, apesar de serem muito fortes e terem músculos muito bem definidos e desenvolvidos. Por isso, a vigorexia é considerada um tipo de Transtorno Obsessivo Compulsivo e necessita de tratamento.

Principais causas

A vigorexia é um transtorno psicológico cuja ocorrência acredita-se que seja devido à alguma alteração relacionada com os neurotransmissores do sistema nervoso central, já que alguns casos de vigorexia foram precedidos por doenças como meningite ou encefalite.

Além da causa neurológica, a vigorexia também está associada à adoção, por muitas pessoas, de um padrão de corpo e, por isso, acabam por se tornar obcecados por exercícios e alimentação com o objetivo de atingirem o corpo que julgam ideal. A preocupação excessiva com a alimentação saudável, conhecida como ortorexia, também é um distúrbio psicológico e é caracterizada pela dieta pouco variada devido à preocupação excessiva com a pureza dos alimentos e o não consumo de alimentos de origem animal. Saiba como identificar a ortorexia.

Vigorexia - Quando há obsessão pelo corpo perfeito

Consequências da vigorexia

Com o passar do tempo, a vigorexia levar à várias consequências, principalmente relacionadas ao uso frequente e contínuo de hormônios esteroides anabolizantes e suplementos alimentares proteicos, como insuficiência renal ou hepática, problemas de circulação, ansiedade e depressão, além de câncer de próstata e diminuição do testículo, o que pode interferir na fertilidade masculina.

Como é feito o tratamento

O tratamento da vigorexia é feito por meio de uma equipe multiprofissional, como médico, psicólogo, nutricionista e profissionais de educação física, por exemplo. A psicoterapia é de extrema importância no tratamento da vigorexia, pois tem cmo objetivo permitir que a pessoa se aceite como é e aumentar sua auto-estima. 

É indicado também suspender o uso de anabolizantes e suplementos proteicos e possuir uma alimentação equilibrada e orientada por um nutricionista. Além disso, pode ser recomendado tomar medicamentos à base de serotonina com o objetivo de controlar a depressão e a ansiedade além de outros sintomas relacionados ao comportamento obsessivo compulsivo. Entenda o que é e para que serve a serotonina.

A prática de exercício físico não deve ser interrompida, no entanto, deve ser feita sob orientação de um profissional de educação física.

Mais sobre este assunto:


Publicidade
Carregando
...